“Acusações injustas”. Turquia defende que disposição de assentos partiu da equipa europeia (e PE quer esclarecer incidente)

cv (YouTube)

Ursula Von der Leyen na Turquia

Ursula Von der Leyen na Turquia

A Turquia considerou esta quinta-feira injustas as acusações de desconsideração para com a presidente da Comissão Europeia durante a sua visita a Ancara, garantindo que a disposição dos assentos para a reunião foi sugerida pela equipa europeia. O Parlamento Europeu já pediu o agendamento de um debate com os presidentes do Conselho e da Comissão Europeia para esclarecer o incidente.

As críticas aconteceram depois de, numa reunião realizada na quarta-feira em Ancara, só o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, terem tido direito a cadeiras, facto que levou a Comissão Europeia a protestar contra o episódio já conhecido como “sofagate”.

As imagens de vídeo da chegada de Erdogan e de Michel ao palácio presidencial para o encontro mostram a presidente da Comissão a expressar a sua surpresa com o lugar que lhe foi reservado, num sofá lateral diante do chefe da diplomacia turca, enquanto os dois líderes masculinos se sentavam em cadeiras situadas na zona nobre do salão, enquadradas pelas bandeiras da Turquia e da UE.

Em conferência de imprensa realizada esta quinta-feira, o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlut Cavusoglu, garantiu que a disposição dos assentos respeitou a sugestão da equipa da União Europeia.

“Os pedidos da UE foram respeitados. Isso significa que os arranjos de assentos foram feitos a seu pedido. Os nossos serviços protocolares reuniram-se antes da reunião e os seus pedidos (da UE) foram respeitados”, assegurou o ministro.

“As acusações contra a Turquia são injustas”, afirmou, lembrando que “esta não é a primeira vez que a Turquia recebe dignitários estrangeiros”.

Mevlut Cavusoglu adiantou que a Turquia se sentiu obrigada a fazer o esclarecimento face às “acusações de que foi alvo”.

A Comissão Europeia assumiu na quarta-feira o seu descontentamento com o tratamento diplomático reservado à presidente Von der Leyen na reunião em Ancara, tendo o porta-voz da instituição defendido que “a presidente deveria ter sido tratada exatamente da mesma maneira que o presidente do Conselho Europeu e o Presidente turco”.

Já quanto à atitude de Charles Michel, que nas imagens se vê a ocupar o seu lugar ao lado de Erdogan e a estender as pernas enquanto Von der Leyen abria os braços em jeito de interrogação, o porta-voz da Comissão escusou-se a tecer comentários.

Charles Michel reagiu, entretanto, reconhecendo que “as poucas imagens que foram divulgadas deram a impressão” de que “teria sido insensível a esta situação”, mas recusou ter tido essa intenção, invocando os seus “sentimentos profundos” e “princípios de respeito essenciais”.

“Apesar de uma vontade manifesta de fazer bem, a interpretação estrita pelos serviços turcos das regras protocolares produziu uma situação desconcertante: o tratamento diferenciado ou mesmo desconsiderante da presidente da Comissão Europeia”, afirmou Michel.

Parlamento Europeu pede debate para esclarecer visita

Entretanto, as duas principais famílias políticas do Parlamento Europeu (PE) pediram o agendamento de um debate com os presidentes do Conselho e da Comissão Europeia, para discutir a deslocação de ambos à Turquia, após o incidente diplomático que ocorreu.

“A visita a Ancara dos presidentes Von der Leyen (da Comissão Europeia) e Michel (do Conselho Europeu) deveria ter sido uma mensagem de firmeza e de unidade na abordagem da Europa à Turquia. Infelizmente, tornou-se num símbolo de desunião, tendo em conta que os presidentes não se mantiveram unidos quando foi necessário”, lê-se num comunicado publicado esta quinta-feira pelo líder do Partido Popular Europeu (PPE), Manfred Weber.

Além do “fracasso” na expressão da “unidade” entre os dois líderes, Weber frisa que “precisa de saber” os temas que Charles Michel “pôs em cima da mesa”, tendo em conta que “as questões mencionadas precisam de ter a aprovação do PE“.

Manfred Weber diz assim estar “extremamente preocupado” com os compromissos assumidos por Charles Michel no que se refere aos “vistos e às taxas alfandegárias”, já que não houve “mudanças concretas e duradouras da política da Turquia no Mediterrâneo Oriental, em relação a Chipre” e às fronteiras externas da UE.

“Além disso, a visita não mostrou as nossas preocupações mais vastas no que diz respeito aos ataques do Presidente [da Turquia, Recep Tayyip] Erdogan à sociedade civil e aos prisioneiros políticos no país. Estas questões precisam de ser esclarecidas, pelo que iremos solicitar um debate em sessão plenária com a presença dos dois presidentes“, aponta o líder do PPE.

Também a líder da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S&D), Iratxe García Perez, revelou, através da sua conta oficial na rede social Twitter, ter pedido o agendamento de um debate “para esclarecer o que aconteceu” e definir “como respeitar as instituições da UE”.

https://twitter.com/IratxeGarper/status/1380066348580155394?s=20

“As relações entre a UE e a Turquia são cruciais. Mas a unidade e o respeito pelos direitos humanos, incluindo pelos direitos das mulheres, também são fundamentais”, lê-se na mensagem da líder da socialista.

O pedido de agendamento de um debate pelas duas principais famílias políticas europeias será para próxima sessão plenária, que terá lugar entre 26 e 29 de abril.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto foi vergonhoso!
    Que falta de respeito.
    É bem feito para esta gente da UE que anda toda acobardada com medo da Turquia abrir as fronteiras e deixar os refugiados passar para território europeu. Em vez de deportarem os ilegais para os respectivos países…
    Agora engulam estes sapos!
    Turcos…enfim…

RESPONDER

Auditoria às sondagens das autárquicas. Não houve erro, mas "mecanismos" que mudaram opiniões

A auditoria interna realizada pela Intercampus às sondagens pré-eleitorais das últimas eleições autárquicas, que foram muito criticadas, não detetou erros. Assim, o que pode explicar as divergências são "mecanismos" que fazem mudar a opinião das …

Partidos alertam que demora no leilão do 5G está a atrasar a rede de alta velocidade em Portugal

O leilão para a quinta geração de comunicações móveis (5G) dura há quase 200 dias e está a atrasar a implementação da rede de alta velocidade em Portugal. Neste sentido, os partidos, tanto à esquerda como …

Rainha Isabel II está "bem-disposta" depois de passar noite no hospital e já voltou a Windsor

A visita ao hospital de Isabel II foi preventiva e nada teve a ver com a covid-19, confirmou a família real. A monarca vai continuar a descansar nos próximos dias. Depois de ter passado uma noite …

Caso Gabby Petito. Restos mortais encontrados pertencem ao namorado da jovem

As autoridades norte-americanas confirmaram que os restos mortais encontrados na quarta-feira são de Brian Laundrie. Identificação foi feita através de registos dentários. “No dia 21 de outubro de 2021, uma comparação de registos dentários confirmou que …

Rui Rio, líder do Partido Social Democrata (PSD)

Rui Rio apresenta hoje recandidatura à liderança no Porto

Depois de semanas a manter o tabu sobre a sua recandidatura, Rio decidiu mesmo avançar contra Paulo Rangel. O eurodeputado já saudou a decisão. O presidente do PSD, Rui Rio, apresenta hoje publicamente a sua recandidatura …

Trabalho não declarado passa a ser crime com pena de prisão até 3 anos

O Governo aprovou uma proposta de alteração à legislação laboral que prevê a criminalização do trabalho totalmente não declarado, com pena de prisão até três anos ou multa até 360 dias. Esta medida de combate ao …

"Não é o arguido que decide ter Alzheimer." Advogado de Salgado critica recusa em suspender o processo

Depois de o juiz que está a julgar o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), no âmbito da Operação Marquês, ter recusado suspender o julgamento, Francisco Proença de Carvalho critica a decisão. O julgamento continua …

Poiares Maduro diz que crise política será “responsabilidade” de Costa - e deixa duras críticas a Rio

Miguel Poiares Maduro considera que geringonça criou uma bipolarização no país. O ex-ministro de Pedro Passos Coelho responsabiliza o primeiro-ministro caso haja uma crise política em Portugal. Numa entrevista ao Diário de Notícias, o jurista refere …

Abdul Fatawu Issahaku, futebolista ganês de 17 anos.

Sporting contrata pérola africana que esteve perto de assinar pelo Liverpool

O Sporting terá assegurado a contratação de Abdul Fatawu Issahaku, jovem promessa de 17 anos que estava a ser seguido pelo Liverpool. No Gana, fala-se que Abdul Fatawu Issahaku, extremo ganês de 17 anos que foi …

Com recados de Merkel sobre a Polónia e as migrações em cima da mesa, líderes da UE encerram Conselho Europeu

Ainda sem uma resolução definitiva sobre o Estado de Direito da Polónia, a chanceler alemã deixou recados no seu 107º e último Conselho Europeu. A questão das migrações é um dos temas na agenda no …