Sócrates foi a Évora visitar os amigos que deixou na prisão

2

Chourka Glogowski / Flickr

Ex-primeiro-Ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro-Ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O ex-primeiro-ministro José Sócrates justificou a sua visita à cadeia de Évora com “a obrigação moral” de visitar “os amigos que deixou na prisão”, dar as boas festas e cumprimentar os guardas que o trataram bem.

No final da visita, que durou mais de uma hora, José Sócrates admitiu aos jornalistas presentes que se tratou de “um momento especial”, observando que tinha “o dever” de visitar os amigos que deixou na prisão e “desejar as boas festas” nesta época natalícia.

O antigo líder do PS refutou qualquer cariz político na iniciativa, sublinhando tratar-se de uma “obrigação moral” de quem deixou amigos na prisão.

Sócrates esteve em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Évora durante mais de nove meses, indiciado pelos crimes de corrupção passiva, fraude fiscal e branqueamento de capitais.

O ex-primeiro-ministro, que esteve acompanhado dos seus advogados de defesa, João Araújo e Pedro Delille, disse ainda ter sido “muito bem tratado” pelos guardas prisionais, a quem também desejou boas festas.

José Sócrates foi detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa, no âmbito da investigação “Operação Marquês”, tendo ficado preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Évora.

A medida de coação foi alterada para prisão domiciliária, com vigilância policial, a 04 de setembro de 2015, e foi libertado a 16 de outubro último.

Bom Dia

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE