SNS não tem capacidade para responder atempadamente aos doentes não covid

O Tribunal de Contas conclui que os hospitais do Serviço Nacional de Saúde não têm capacidade para responder atempadamente aos doentes não covid.

O avanço da pandemia de covid-19 em Portugal faz com que os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) estejam a concentrar os seus esforços, principalmente, nos doentes infetados com o novo coronavírus. O Tribunal de Contas (TdC) alerta que há o risco de hospitais públicos não conseguirem tratar atempadamente os doentes não covid.

Esta é a conclusão do “Relatório Covid-19 – O Impacto na Atividade e no Acesso ao SNS”, elaborado pelo Tribunal de Contas sobre a gestão do SNS.

“Em Portugal, as medidas de contingência implementadas no sector da saúde incluíram o adiamento da atividade programada (não urgente) desenvolvida no SNS, como forma de conter a evolução do contágio e de garantir a existência de capacidade instalada para fazer face às situações de doença por covid-19. Por outro lado, o receio da população também levou à diminuição da procura dos serviços de saúde, incluindo os urgentes”, lê-se, inicialmente, no relatório.

“O desafio sobre a alocação adequada dos recursos e a regulação dos níveis de serviço disponibilizados, na medida do necessário, mantém-se no presente e no futuro próximo, tendo em conta a necessidade de recuperação da atividade programada não realizada e a resposta do SNS à segunda fase de maior incidência da pandemia”, salienta o TdC, citado pelo Expresso.

O medo de alguns pacientes de se deslocarem às unidades de saúde com medo de serem infetados, levou a que se registasse um atraso no tratamento destas pessoas.

Para recuperar a atividade não realizada, o TdC recomenda “a criação extraordinária de incentivos específicos no sistema de financiamento do SNS, além do uso que o Ministério confira a todos os mecanismos já existentes e sem prejuízo do seu reforço”.

Atualmente, já há incentivos nesse sentido. Até dezembro deste ano, as equipas clínicas recebem um adicional pelas primeiras consultas e cirurgias que realizarem extraordinariamente.

Entre março e maio, os prestadores do SNS registaram “a redução da atividade cirúrgica programada (menos 93 300 cirurgias, numa redução de 58%), da atividade dos serviços de urgência hospitalares (menos 683 389 atendimentos) e das primeiras consultas externas médicas hospitalares (menos 364 535 consultas)”.

A retoma da atividade não urgente no SNS foi determinada, por despacho da ministra da Saúde, Marta Temido, no início de maio. No entanto, o Tribunal de Contas realça que, em junho, “os resultados da retoma da atividade não se revelaram uniformes”, com a produção de consultas e cirurgias programadas em algumas unidades hospitalares a ser inferior à do ano passado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …