SNS integra mais de 2100 profissionais de saúde contratados na pandemia

O Serviço Nacional de Saúde integrou nos quadros 2166 profissionais de saúde que foram contratados ao abrigo do regime excecional de resposta à pandemia. Os dados são do Ministério da Saúde e reportam até 15 de abril.

Segundo o que o Público apurou, estão em causa contratos de quatro meses, renováveis por período igual, que receberam autorização do Governo para serem convertidos em contratos sem termo.

De acordo com a informação enviada ao jornal, “foram contratados ao abrigo do regime excecional de resposta à pandemia 9895 profissionais com vínculos de emprego a termo resolutivo certo, mantendo-se ao serviço 7581 profissionais”.

Da totalidades destes contratos, o Ministério da Saúde adianta que “já foram convertidos 2166 em contratos de trabalho sem termo por entidades do setor público empresarial”, num processo que “tem decorrido de forma progressiva”.

Neste sentido, o Ministério da Saúde informa que dos contratos convertidos, 918 são assistentes operacionais, 152 assistentes técnicos, 794 enfermeiros, um farmacêutico, cinco técnicos de informática, 52 técnicos superiores e 244 técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica.

Ao Público, o Governo clarificou ainda que estes contratos foram convertidos ao abrigo do Decreto-Lei 89/2020, que estipulou 2995 vagas para a integração de profissionais com contratos a termo de resposta à pandemia, sendo que a medida aplica-se aos profissionais que tivessem feito 8 meses de trabalho com os contratos a termo até 31 de março deste ano.

Para já, está também a decorrer um procedimento concursal, “tendo em vista o recrutamento de 708 trabalhadores para os estabelecimentos integrados no setor público administrativo”. Neste caso, refere o ministério, além dos trabalhadores com contrato a termo certo, podem concorrer também outros profissionais de saúde.

Na semana passada, o Governo publicou um despacho para a contratação de mais 2474 profissionais de saúde, prevista no Orçamento do Estado deste ano.

Estes postos de trabalho devem ser preferencialmente distribuídos por unidades – cuidados de saúde primários, cuidados intensivos e saúde pública – em que estão em funções trabalhadores que tenham sido recrutados com os contratos a prazo de quatro meses.

A contratação de mais profissionais de saúde é bem recebida por todos os trabalhadores que se inserem na área, uma vez que o último ano obrigou a que todos os profissionais no ativo trabalhassem mais horas do que seria suposto.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O que cai e o que fica: as medidas que o chumbo do OE deita por terra e as que permanecem

O grosso das medidas previstas na proposta de Orçamento do Estado para 2022 não deverá sair do papel. As aprovadas em Conselho de Ministros, por sua vez, manter-se-ão viáveis, já foram discutidas fora da sede …

Truque permite que o Orçamento não seja votado esta quarta-feira

Há um mecanismo que, se for acionado, permite que o Orçamento do Estado para 2022 sobreviva mesmo que não seja votado. O Orçamento do Estado para 2022 pode baixar à comissão sem votação. Este mecanismo, nunca …

Conceição reconhece supremacia do Santa Clara e admite culpa na derrota

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, reconheceu que o Santa Clara foi superior e diz-se culpado pela derrota pesada que deixa o clube fora da Taça da Liga. O FC Porto está fora da Taça …

"Vechtpartij", quadro de Jan Steen.

Antigos jogos de bebida acabavam em vinho derramado e esfaqueamentos

Hoje vistos como jogos de diversão para jovens, na antiguidade, os drinking games (jogos de bebida) eram comuns em toda a sociedade — e, por vezes, terminavam mal. O kottabos era um antigo jogo de bebida …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, conversa com o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues

Marcelo pediu e Ferro esteve atento. Esquerda prefere um novo OE e Presidente tem um dilema em mãos

Marcelo Rebelo de Sousa pediu ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, para ir acompanhando e informando o chefe de Estado sobre a situação no Parlamento, face a um eventual chumbo do OE2022. …

Com novo Orçamento pendurado, Portugal pode ficar meio ano em duodécimos

António Costa diz que não se demite, nem com o chumbo do Orçamento, e admitiu governar o país em duodécimos até junho. Face a um eventual chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), avizinha-se um …

O óvulo humano é 10 milhões de vezes maior que o espermatozoide. Agora, já sabemos porquê

A evolução levou a que a maioria das espécies deixassem de ser isogâmicas — com gametas semelhantes entre os dois sexos — e passassem a ser heterogâmicas, o que ajuda a explicar a diferença nos …

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

Senadores aprovam relatório e pedem o indiciamento de Bolsonaro

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigou no Senado brasileiro a gestão da covid-19, aprovou o relatório final, esta terça-feira, e pediu 80 indiciamentos por crimes durante a pandemia, entre eles do Presidente. Por sete …

PM sudanês deposto levado para casa após ter sido detido em "golpe de Estado"

Países pertencentes ao Conselho de Segurança da ONU não conseguem chegar a um consenso relativamente à condenação do golpe, já que alguns, como a Rússia, não o reconhecem. O primeiro-ministro sudanês deposto, Abdallah Hamdok, foi levado …

Marcelo defende que "a força das democracias está nos moderados" e pede convergências

Chefe de Estado quer evitar cenários como os vividos no final da I Guerra Mundial e após a Gripe Espanhola, onde, entende, se quis viver em pouco tempo e de forma eufórica o que se …