Sismo em Arraiolos foi uma réplica. Um maior pode estar a caminho

O sismo de 3,1 na escala de Richter sentido ontem na zona de Arraiolos foi apenas uma réplica do abanou o país a 15 de janeiro, confirmou o IPMA. Segundo o Instituto, isso pode significar que um maior está a caminho.

A madrugada de quinta-feira foi abanada por um sismo de 3,1 na escala de Richter, com epicentro a oito quilómetros de Arraiolos, no distrito de Évora.

O sismo “não causou danos pessoais ou materiais“, como confirmou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, 3 foi até classificado como um “pequeno” sismo, segundo a sua magnitude.

No entanto, o IPMA vem agora alertar que este foi apenas uma réplica do que se fez sentir, e com mais intensidade – 4,9, já considerado ligeiro -, na mesma zona a 15 de janeiro.

Este mais recente abalo terá tido origem na mesma falha tectónica e isso quer dizer que um sismo ainda maior pode estar prestes a manifestar-se naquela região. No entanto, o IPMA explica que não é possível confirmar essa informação, segundo o Observador.

Fernando Carrilho, geofísico do instituto, explica que esta é uma falha em profundidade e que “não aflora à superfície”, mas sabe-se que a falha é orientada de oeste para sudeste e oeste e atravessa a aldeia Santana do Campo.

O Instituto alerta também que, apesar de só terem sido sentidos pela população dois abalos, aquela falha já foi responsável por 18 sismos registados em Arraiolos desde o início do ano.

No entanto, os 16 que não se sentiram tratam-se de sismos tão pequenos que “um maior pode estar em preparação“. O que não podemos dizer é que por estarem a acontecer pequenos se está a libertar energia e que isso previne um maior”, sublinhou o geofísico.

O Instituto relembra que não é possível ter certezas absolutas sobre o assunto, em primeiro lugar, porque “não são reconhecidas variações de parâmetros que permitam, por si só, estabelecer com certeza uma previsão de quando, onde e com que magnitude vai ocorrer”. E depois porque o registo de mais sismos pode também ser resultado do alargamento da rede de sismógrafos instalados no país, nomeadamente no Alentejo.

“Nos últimos 40 anos existiu alguma aglomeração sísmica na zona de Évora, na zona litoral entre Santarém e Coimbra e a este da Costa Vicentina”, justificada apenas por uma maior monitorização sísmica naqueles locais.

Estes sismos são o resultado das forças de compressão exercidas pela placa africana – uma das peças que compõe a crosta terrestre – na microplaca ibérica, uma porção soldada à placa euroasiática onde fica a Península Ibérica

À medida que avança para nordeste, a placa africana empurra e levanta a microplaca ibérica, que se movimenta para leste, e abre rachas na crosta terrestre. As rochas que compõem essas rachas vão acumulando energia quando são sujeitas a essas forças compressoras, mas soltam-na quando alcançam o limite elástico, produzindo sismos.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. No entanto, o IPMA vem agora alertar que este foi apenas uma réplica do que se fez sentir, e com mais intensidade – 4,9, já considerado ligeiro -, na mesma zona a 15 de fevereiro.

    15 de Fevereiro???!! do ano passado?! Ou já é previsão do próximo. Realmente, temos de ler e e reler a notícia… 🙁

Responder a CF Cancelar resposta

Um terço dos universitários de Lisboa já sofreu violência sexual física

Um terço dos estudantes universitários da área metropolitana de Lisboa já foi vítima de violência sexual física pelo menos uma vez, mas são muitos poucos os que denunciam as agressões, raramente o fazendo à …

OE2020: Esquerda vai negociar "até ao último minuto". PSD não comenta eventual traição madeirense

O Governo apresentou, nesta terça-feira, na Assembleia da República, as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) aos partidos com representação parlamentar. Dos encontros, não saiu fumo branco, com o Bloco …

Turismo fez subir o custo de vida dos portugueses. Salários continuam estagnados

O crescimento do turismo em Portugal fez crescer o custo de vida dos portugueses, especialmente nos que vivem nas grandes cidades, apesar de estes continuarem com os salários estagnados, escreve o Jornal de Notícias. Entre 2013 …

Contrato público. Amazon apresenta queixa em tribunal contra Trump

A Amazon revela que os "insistentes ataques públicos e de bastidores" de Donald Trump contra Jeff Bezos causaram "pressão" que levou à perda de contrato público com o Departamento de Defesa.  A Amazon apresentou uma queixa …

Empurrões, insultos e (talvez) um murro: Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro perderam as estribeiras no túnel do Jamor

Os treinadores de FC Porto e Belenenses, Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro, desentenderam-se no túnel de acesso ao relvado do Estádio Nacional, ao intervalo do jogo em que as duas equipas empataram a uma bola. …

Acordo entre Rússia e Ucrânia para cessar-fogo até ao final do ano

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, chegaram na segunda-feira à noite a um acordo de cessar-fogo que deverá ter efeito até ao final do ano de 2019. "As partes …

Nova Zelândia abre investigação. Erupção do Whakaari já fez pelo menos 13 mortos

Pelo menos cinco pessoas morreram e oito continuam desaparecidas, na sequência da erupção do vulcão Whakaari, na Nova Zelândia. As autoridades afirmam que há poucas chances de terem sobrevivido. "Diria com forte convicção de que ninguém …

Falhas no acesso a remédios não são exclusivo do SNS. No resto da Europa também há, diz ministra

A ministra da Saúde afirmou que as falhas no acesso a medicamentos não são "um exclusivo nacional", estando em discussão entre os Estados-membros uma "estratégia global para o acesso ao medicamento". A ministra da Saúde afirmou …

Canal Panda e jogar sem medo. A receita de Lage para vencer os russos do Zenit

O Benfica joga esta terça-feira com o Zenit de São Petersburgo, na sexta e última jornada do grupo G da Liga dos Campeões. Os encarnados precisam de vencer por dois (ou mais) golos para garantir …

Polícia de Hong Kong desativa bombas artesanais escondidas em escola

As autoridades de Hong Kong desativaram duas bombas artesanais numa escola esta terça-feira. Os engenhos foram descobertos por um guarda e desconhece-se se estão associados à crise política que se vive no país. A líder de …