Sismo em Arraiolos foi uma réplica. Um maior pode estar a caminho

O sismo de 3,1 na escala de Richter sentido ontem na zona de Arraiolos foi apenas uma réplica do abanou o país a 15 de janeiro, confirmou o IPMA. Segundo o Instituto, isso pode significar que um maior está a caminho.

A madrugada de quinta-feira foi abanada por um sismo de 3,1 na escala de Richter, com epicentro a oito quilómetros de Arraiolos, no distrito de Évora.

O sismo “não causou danos pessoais ou materiais“, como confirmou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, 3 foi até classificado como um “pequeno” sismo, segundo a sua magnitude.

No entanto, o IPMA vem agora alertar que este foi apenas uma réplica do que se fez sentir, e com mais intensidade – 4,9, já considerado ligeiro -, na mesma zona a 15 de janeiro.

Este mais recente abalo terá tido origem na mesma falha tectónica e isso quer dizer que um sismo ainda maior pode estar prestes a manifestar-se naquela região. No entanto, o IPMA explica que não é possível confirmar essa informação, segundo o Observador.

Fernando Carrilho, geofísico do instituto, explica que esta é uma falha em profundidade e que “não aflora à superfície”, mas sabe-se que a falha é orientada de oeste para sudeste e oeste e atravessa a aldeia Santana do Campo.

O Instituto alerta também que, apesar de só terem sido sentidos pela população dois abalos, aquela falha já foi responsável por 18 sismos registados em Arraiolos desde o início do ano.

No entanto, os 16 que não se sentiram tratam-se de sismos tão pequenos que “um maior pode estar em preparação“. O que não podemos dizer é que por estarem a acontecer pequenos se está a libertar energia e que isso previne um maior”, sublinhou o geofísico.

O Instituto relembra que não é possível ter certezas absolutas sobre o assunto, em primeiro lugar, porque “não são reconhecidas variações de parâmetros que permitam, por si só, estabelecer com certeza uma previsão de quando, onde e com que magnitude vai ocorrer”. E depois porque o registo de mais sismos pode também ser resultado do alargamento da rede de sismógrafos instalados no país, nomeadamente no Alentejo.

“Nos últimos 40 anos existiu alguma aglomeração sísmica na zona de Évora, na zona litoral entre Santarém e Coimbra e a este da Costa Vicentina”, justificada apenas por uma maior monitorização sísmica naqueles locais.

Estes sismos são o resultado das forças de compressão exercidas pela placa africana – uma das peças que compõe a crosta terrestre – na microplaca ibérica, uma porção soldada à placa euroasiática onde fica a Península Ibérica

À medida que avança para nordeste, a placa africana empurra e levanta a microplaca ibérica, que se movimenta para leste, e abre rachas na crosta terrestre. As rochas que compõem essas rachas vão acumulando energia quando são sujeitas a essas forças compressoras, mas soltam-na quando alcançam o limite elástico, produzindo sismos.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. No entanto, o IPMA vem agora alertar que este foi apenas uma réplica do que se fez sentir, e com mais intensidade – 4,9, já considerado ligeiro -, na mesma zona a 15 de fevereiro.

    15 de Fevereiro???!! do ano passado?! Ou já é previsão do próximo. Realmente, temos de ler e e reler a notícia… 🙁

RESPONDER

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …