Sindicato acusa FNAC de “pressão” e “assédio moral” sobre os trabalhadores

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços (CESP) acusa a FNAC de “assédio moral” sobre os trabalhadores, que estarão a ser pressionados para reduzirem o horário e consequente remuneração, e admite avançar judicialmente contra a empresa.

Em declarações aos jornalistas esta segunda-feira, durante uma ação de protesto frente à loja da FNAC na rua de Santa Catarina, no Porto, a dirigente do CESP Marisa Ribeiro afirmou que “a pressão e o assédio” sobre os trabalhadores acontece “a nível nacional, em todas as lojas” daquela cadeia internacional de produtos culturais e eletrónicos.

A agência Lusa contactou a administração da FNAC em Portugal, que disse não pretender prestar declarações.

Segundo explicou a dirigente do CESP, em causa está a alegada intenção da FNAC em reduzir a carga horária de diversos trabalhadores das 40 para as 30 ou, mesmo, 20 horas semanais, com a consequente diminuição dos salários.

Na região do Porto, disse, estão nesta situação “oito ou nove” trabalhadores, mas o caso está a repetir-se “em catadupa nas outras lojas do país”.

Com cerca de 400 funcionários na região Norte, segundo o CESP, a nível nacional a FNAC emprega mais de um milhar de trabalhadores.

Face à indisponibilidade dos funcionários para aceitar esta situação, diz o sindicato, a empresa tem promovido um clima de “pressão” e “assédio moral”, comunicando aos visados a sua transferência para outras lojas da cadeia mais distantes das respetivas residências.

De acordo com Marisa Ribeiro, a mesma estratégia estará a ser usada junto de “trabalhadores não gratos” para a empresa, como os sindicalizados.

Considerando a situação “inaceitável”, o CESP garante estar “disponível para ir até ao fim” e, “caso a empresa não aceite parar com esta pressão, até a ir para tribunal”.

Questionada pela agência Lusa, a dirigente sindical admitiu tratar-se de uma situação recorrente no setor do comércio e distribuição: “Nos grandes grupos económicos, nomeadamente na Jerónimo Martins (Pingo Doce), na Sonae (Continente), no El Corte Inglês, no Auchan (Jumbo), no Minipreço, no Lidl e no Intermarché, o assédio moral é praticado, seja para trocar ou reduzir horários, seja para tentar que o trabalhador tenha medo e, assim, o fragilizar”.

“Em muitos casos”, garante, “fazem isso para que o trabalhador acabe por ceder e se despeça“, perdendo assim o direito a indemnização.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É esse o esquema destas empresas e dos hiper reduzir as horas / menos salário mas durante o mês acabam por fazer as mesmas horas mas não remuneradas e é-lhes atribuído em vez de salário horas de descanso.
    Sem falar nos preços de venda na FNAC que são muito superiores a outros locais, mas isso agora não vem ao caso.

Wolves quer juntar Nélson Oliveira à armada portuguesa

O Wolves está em negociações com o AEK para a contratação do internacional português Nélson Oliveira. O jogador tem estado em destaque ao serviço do emblema helénico. O Wolverhampton está interessado na contratação do ponta-de-lança português …

Cientistas desvendaram alguns dos segredos do icónico "Ídolo de Pachacamac"

Investigadores revelaram novos detalhes sobre o Ídolo de Pachacamac, uma estátua icónica da arqueologia antiga peruana. O Ídolo de Pachacamac é uma estátua de madeira que se acredita representar um dos principais deuses da cultura Inca. …

Novas tabelas de IRS para 2020. Salários até 659 euros isentos de retenção na fonte

As novas tabelas de retenção na fonte a aplicar aos salários em 2020 foram publicadas esta terça-feira em Diário da República. Houve uma atualização das tabelas em 0,3%, mas o Governo desceu o montante da …

Paulo Pedroso deixou de ser militante do PS antes das eleições

O ex-ministro e antigo porta-voz do PS, Paulo Pedroso, disse esta segunda-feira à agência Lusa que deixou de ser militante do Partido Socialista antes das eleições legislativas de outubro, sem querer avançar as razões da …

Descoberto o aparelho digestivo fossilizado mais antigo já conhecido

Cientistas descobriram fósseis com 550 milhões de anos, no deserto do Nevada, nos Estados Unidos, que podem ter os aparelhos digestivos mais antigos já conhecidos. Entre cerca de 580 e 540 milhões de anos atrás, no …

Dois fetos encontrados sem vida em Espinho

Dois fetos foram encontrados esta segunda-feira sem vida em Espinho, adiantaram fontes da PSP à agência Lusa. Uma fonte da PSP de Aveiro avançou ter recebido às 12:22 um alerta para a existência de um …

Infarmed recomenda suspensão de medicamento devido a risco de cancro de pele

O Infarmed recomendou aos profissionais de saúde que deixem de prescrever Picato, um tratamento cutâneo de queratose atínica não-hiperqueratósica e não-hipertrófica, e aos doentes que não o usem. O gel, cuja substância ativa é o mebutato …

Três mísseis caem junto a embaixada dos EUA em Bagdade

Três projéteis caíram na noite de segunda-feira na designada '"zona verde" da capital iraquiana, perto da embaixada dos EUA, indicaram à AFP fontes dos serviços de segurança, que não mencionaram a existência de vítimas. A informação …

Estudo sugere que modernização reduz importância da religião na felicidade das pessoas

Em países mais desenvolvidos e em que há uma maior perceção de liberdade, a religião desempenha um papel menos importante na felicidade das pessoas. Um novo estudo sugere que em países em que a felicidade das …

Estrelas K são os melhores lugares para procurar vida

Na busca por vida para lá da Terra, os astrónomos procuram planetas na "zona habitável" de uma estrela onde as temperaturas são ideais para que a água líquida exista à superfície de um planeta. Uma ideia …