Seguro anuncia primárias abertas a simpatizantes para escolher candidato a primeiro-ministro

António José Seguro / Flickr

-

O secretário-geral do PS anunciou este sábado na reunião da Comissão Nacional do PS que não se demite do cargo, mas defendeu a realização de primárias abertas a simpatizantes para escolher o candidato socialista a primeiro-ministro.

António José Seguro assumiu esta posição na parte final da sua intervenção perante a Comissão Nacional do PS, num discurso em que deixou fortes críticas à corrente que contesta a sua liderança.

O líder socialista disse que marcará ainda esta semana uma reunião da Comissão Política do seu partido para dar início a um processo de revisão dos estatutos no sentido de permitir que a escolha do candidato socialista a primeiro-ministro se faça através de eleições primárias, tal como aconteceu recentemente em França.

As eleições primárias, frisou António José Seguro, citado por fonte oficial da direção do PS, serão abertas a simpatizantes, além dos militantes do partido.

Esta ideia de defender eleições primárias para a escolha do candidato do PS a primeiro-ministro foi primeiro proposta por Francisco Assis, em 2011, tendo sido retomada em 2013 por um grupo liderado pelo ex-secretário de Estado João Tiago Silveira.

Nessas duas vezes, a maioria dos socialistas rejeitou esse modelo inspirado no modelo político norte-americano.

António José Seguro referiu ainda que, em breve, vão realizar-se eleições nas federações, que constituem a cúpula política distrital no sistema de organização dos socialistas.

Na sua intervenção, perante a Comissão Nacional do PS, António José Seguro, citado por fonte oficial socialista, criticou a corrente ligada ao presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, que lhe está a disputar a liderança, alegando que “abre um grave precedente” no partido.

António José Seguro considerou que, ao longo dos seus quase três anos de liderança, houve sempre internamente “um movimento oculto e invisível”.

“A partir de agora, acabou a hipocrisia. Quero deixar bem claro que não me demito“, frisou o secretário-geral do PS, citado pela mesma fonte deste partido.

“Vitória significativa”

António José Seguro defendeu ainda que obteve uma vitória significativa nas eleições europeias, capitalizando o voto de protesto contra o Governo, mas não a insatisfação contra a política, e anunciou propostas para reformar o sistema político.

Fonte oficial da direção do PS referiu que António José Seguro defendeu que os socialistas derrotaram sozinhos “a direta unida” e que o seu partido, no ato eleitoral de 1994, com António Vitorino a cabeça de lista, apenas venceu por uma margem de 0,4 por cento o PSD.

De acordo com a tese de Seguro, de acordo com a mesma fonte, nas últimas eleições europeias, o PS “canalizou a maior parte do voto de protesto contra Governo, mas não o do descontentamento contra o sistema político”.

Nesse sentido, o líder socialista referiu que proporá na Assembleia da República, até 15 de setembro, uma nova lei eleitoral para o parlamento, com redução do número de deputados para 180 (atualmente são 230) e a possibilidade do eleitor escolher o seu deputado, através do duplo voto, ou da criação de círculos de um só deputado.

O secretário-geral do PS afirmou ainda que o seu partido vai avançar com uma nova lei de incompatibilidades dos deputados e de outros cargos públicos, visando “separar negócios e política”.

António Costa insiste em Congresso

Apoiantes de António Costa referiram que, a partir do momento em que o líder socialista propôs a realização de eleições nas federações, inviabilizou na prática a existência a curto prazo de um congresso nacional extraordinário do PS.

António Costa anunciou que apresentará uma proposta para a realização de um congresso extraordinário, num sinal de demarcação da intenção de António José Seguro realizar primárias para a escolha do candidato a primeiro-ministro.

De acordo com fonte da candidatura do presidente da Câmara de Lisboa à liderança do PS, esta posição foi assumida por António Costa, perante a Comissão Nacional, na sequência da intervenção do secretário-geral, António José Seguro.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Em minha opinião como lisboeta,penso que António Costa serve magnificamente como Presidente do Município .Parece que Costa serve mais o Partido do que o povo que o elegeu.
    Este o grande óbice da chamada classe politica.
    Que Costa se deixe de fantasias wagnerianas e cumpra mas é com o compromisso que tomou para com os lisboetas.
    Oh malvada ânsia de poder sem limites nem moralidade.

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …