Seguranças da Urban Beach passam para prisão domiciliária

António Pedro Santos / Lusa

Os dois seguranças da discoteca Urban Beach, em Lisboa, que estão em prisão preventiva, vão passar esta quinta-feira para prisão domiciliária, disse à Lusa Joaquim Oliveira, advogado de um dos arguidos.

O advogado Joaquim Oliveira indicou que o processo de instalação da pulseira eletrónica, para a prisão domiciliária, está concluído.

Os dois seguranças – funcionários da empresa de segurança privada PSG – estão presos preventivamente no estabelecimento prisional anexo à Polícia Judiciária de Lisboa desde o dia 4 de novembro, após primeiro interrogatório.

Nesse dia, o Tribunal de Instrução Criminal emitiu um comunicado referindo que os dois seguranças estão indiciados de tentativa de homicídio, enquanto a um terceiro, também ouvido e que saiu em liberdade, está imputado o crime de ofensa à integridade física.

Este homem ficou, contudo, sujeito a várias medidas de coação: termo de identidade e residência, proibição de contactar com as vítimas e com os coarguidos, e impedimento de exercer a atividade de segurança privada.

O tribunal referia já que os dois arguidos poderiam passar para prisão domiciliária depois de os serviços elaborarem um relatório para verificar se haveria condições para a mudança.

Em causa neste processo estão agressões a dois jovens, por parte dos seguranças, em frente à discoteca, na zona de Santos, na madrugada de 1 de novembro.

O caso tornou-se público depois de ter começado a circular nas redes sociais um vídeo em que se veem as agressões, com as vítimas aparentemente indefesas e sem demonstrar resistência.

O grupo K, proprietário da discoteca, interpôs entretanto um processo cautelar de suspensão de eficácia do ato administrativo do Ministério da Administração Interna (MAI), que ordenou o encerramento do espaço a 3 de novembro.

O MAI tomou a medida alegando não só este episódio de violência, mas também as 38 queixas sobre a Urban Beach apresentadas à PSP desde o início do ano, por supostas “práticas violentas ou atos de natureza discriminatória ou racista”.

A empresa de segurança privada PSG, empregadora dos vigilantes indiciados, já anunciou que vai rescindir todos os contratos com estabelecimentos de diversão noturna para “se distanciar de situações semelhantes”.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …

Nova Entidade para a Transparência volta a derrapar. Só arranca em 2023

A nova Entidade para a Transparência, o organismo para fiscalizar políticos e altos cargos públicos aprovado em 2019, só deverá arrancar em 2023. A previsão foi avançada por João Caupers, presidente do Tribunal Constitucional (TC), numa …

Bicicleta de Taremi vence prémio de Golo da Semana da Champions

O golo do avançado iraniano, marcado nos instantes finais do jogo contra o Chelsea, que ditou a eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões, foi eleito o "Golo da Semana" na prova. "Este chuto espetacular …

Governo levanta suspensão de voos essenciais de e para Brasil e Reino Unido

O Governo levantou, esta sexta-feira, a suspensão de voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido, mas apenas para viagens essenciais.  Os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão …

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …

Há uma "possibilidade real" de trocar capitalismo pelo socialismo no século XXI, diz PCP

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assinalou na quinta-feira os 150 anos da Comuna de Paris com um discurso de fidelidade ao ideal comunista e definiu a "substituição do capitalismo pelo socialismo" como uma …

Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, …

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …