SEF já pagou indemnização de 712.950 euros. Ministro recebe os sindicatos

Mário Cruz / Lusa

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) procedeu ao pagamento da indemnização de 712.950 euros aos familiares do cidadão ucraniano morto, em março de 2020, no Aeroporto de Lisboa.

“O SEF, em cumprimento da determinação do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, procedeu ao pagamento, com caráter de urgência, da indemnização aos herdeiros do cidadão Ihor Homeniuk, na sequência do despacho do primeiro-ministro, António Costa, de 12 de janeiro”, refere o ministério em comunicado.

Segundo a mesma fonte, a informação sobre o pagamento desta indemnização – 712.950 euros –, que foi fixada pela Provedora de Justiça, já foi comunicada ao advogado da família.

“Este pagamento do Estado decorre ao abrigo do mecanismo extrajudicial, de adesão voluntária, ágil e simples, destinado à determinação e ao pagamento célere da referida indemnização por perdas e danos, não patrimoniais e patrimoniais, aprovado para o efeito pela Resolução do Conselho de Ministros, de 14 de dezembro”, refere ainda o ministério.

“O valor da indemnização foi fixado pela Provedora de Justiça e aceite pelos familiares da vítima. O direito de regresso contra os responsáveis pelos danos será exercido nos termos que resultarem da responsabilidade individual judicialmente provada“, conclui a nota.

A este valor, escreve o jornal Público, acrescenta-se cerca de 87 mil euros, segundo contas do advogado da família de Homeniuk, que poderão ser entregues aos filhos depois dos 18 anos enquanto estudarem ou estiverem a fazer formação profissional.

O início do julgamento dos inspetores do SEF, que estava marcado para quarta-feira, foi adiado para 2 de fevereiro, disse à agência Lusa fonte ligada ao processo.

Ministro recebe sindicatos do SEF

Segundo a rádio Renascença, o ministro da Administração Interna recebe, esta sexta-feira, os três sindicatos do SEF, a quem deverá anunciar, pela primeira vez, os planos de reforma que tem para esta estrutura.

Numa assembleia geral de funcionários, realizada online na terça-feira, os três sindicatos mostraram-se mais unidos do que nunca, tendo sido analisados vários cenários de contestação.

Entre as iniciativas pensadas conta-se, por exemplo, a realização de uma greve geral, a demissão em bloco de todos os que ocupam cargos de chefia e o abandono de todos os grupos de trabalho que o SEF atualmente coordena no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia.

Entretanto, adianta o Público, a Amnistia Internacional (AI) manifestou ao ministério a sua preocupação com “queixas de uso excessivo de força e maus tratos” a imigrantes por parte de agentes do SEF.

A organização não-governamental diz ter recebido queixas com mais de 20 anos, considerando que a estrutura está perante “um problema sistémico”.

Com base nestes acontecimentos, acrescenta o diário, a AI sugeriu ao ministério que seja criado um órgão inspetivo externo que, acredita, não pode ser a Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI). Na perspetiva da ONG, o IGAI “não tem verdadeira independência, dado ser dependente do mesmo ministério que tutela as polícias”.

A Amnistia Internacional sugere ainda que sejam instaladas câmaras nos espaços dos SEF, bem como nos veículos e uniformes dos agentes. “Os bons agentes não terão medo desta medida. Pelo contrário, irão agradecer esta transparência que permitirá separar o trigo do joio, ajudando-nos a perceber quem são os bons agentes e quem são os que não merecem servir o país e os direitos humanos nessa profissão.”

A AI também considera que se deve apostar numa formação alicerçada em direitos humanos para todas as polícias, assim como no exercício de profiling não baseado no género, etnia ou outras características físicas ou ideológicas.

Melhores condições de trabalho para os agentes e um maior escrutínio no recrutamento para que não possam entrar nestas forças “pessoas xenófobas, racistas ou misóginas” são outros dos pontos debatidos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Parlamento levanta imunidade a André Ventura

O levantamento da imunidade parlamentar permite a André Ventura responder perante o Tribunal Judicial da Comarca de Braga sobre o jantar-comício nas presidenciais, que contou com mais de 170 pessoas. O Parlamento levantou, esta sexta-feira, a …

Adeptos do Parma contestam regresso do Buffon "mercenário"

Faixa exibida à porta do estádio do Parma recorda saída para a Juventus, em 2001: "Saíste como mercenário". Gianluigi Buffon está de volta ao Parma, 20 anos depois. Mas nem todos os adeptos do emblema italiano …

Ex-adjunta da ministra da Justiça vai investigar corrupção no Governo

A magistrada Carolina Costa, que foi adjunta da ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, foi escolhida para integrar o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP). Ora, este órgão, está a investigar vários elementos …

Coro de críticas ao "fecho" da Área Metropolitana de Lisboa aumenta. Governo insiste que medida é constitucional

O Governo insiste que o "fecho" da Área Metropolitana de Lisboa (AML) é uma medida prevista na situação de calamidade, mas o coro de críticas aumenta. Na conferência de imprensa desta quinta-feira, a ministra Mariana Vieira …

Como foi possível? "Inquérito urgente" à transferência de 788 mil euros para desempregado

Ainda não se sabe como é que foi possível que a Segurança Social tenha transferido 788 mil euros para um desempregado. O caso já levou à abertura de um "inquérito urgente" e o Governo quer …

MP investiga protesto com alegadas saudações nazi

Uma fonte oficial da Procuradoria-Geral da República revelou esta sexta-feira que foi instaurado um inquérito, dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, às alegadas saudações nazi na manifestação que ocorreu na Praça …

Eriksen tem alta hospitalar

Seis dias depois de sofrer uma paragem cardíaca, Christian Eriksen teve alta hospitalar e visitou o estágio da seleção dinamarquesa antes de regressar a casa. Christian Eriksen teve alta hospitalar esta sexta-feira, confirmou a federação dinamarquesa, …

MP francês pede seis meses de prisão efetiva para Sarkozy

O Ministério Público (MP) pediu na quinta-feira um ano de prisão, com seis meses de pena efetiva, para o ex-Presidente francês Nicolas Sarkozy, julgado em Paris na sequência de uma investigação ao financiamento irregular na …

Portugueses já podem pedir Certificado Digital Covid

Os portugueses já podem pedir o Certificado Digital Covid, o documento que facilita as viagens para o estrangeiro durante as férias. O primeiro-ministro, António Costa, anunciou que os portugueses poderiam pedir o seu certificado digital europeu …

Guterres presta juramento na ONU e estabelece "prioridade mundial absoluta"

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, prestou juramento e tomou posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, Estados Unidos. António Guterres …