Santana Lopes deixa Aliança, partido que fundou em 2018

António Cotrim / Lusa

O presidente do Aliança, Pedro Santana Lopes, discursa durante o 1.º Congresso do Aliança

O fundador e ex-presidente da Aliança, Pedro Santana Lopes, desfiliou-se do partido que fundou em 2018, justificando que “chegou o momento” de sair, anunciou aquela força política.

“A Comissão Executiva do Aliança tomou conhecimento no domingo à noite do pedido de desfiliação do militante e fundador do partido, Pedro Santana Lopes”, anunciou o partido em comunicado.

De acordo com a Aliança, o antigo primeiro-ministro endereçou uma carta ao presidente do partido, Paulo Bento, na qual “assumiu que chegou o momento da desfiliação, sublinhando que é um momento de uma intensidade emocional grande”.

O comunicado refere que Pedro Santana Lopes considerou que o futuro da Aliança “só poderá existir” sem si e argumentou que “é assim por várias razões, sendo a principal a identificação que a generalidade dos portugueses faz” de si com o PSD, partido que também liderou.

“Pedro Santana Lopes afirma que deu tudo aquilo de que era capaz e pede desculpa por não ter conseguido melhores resultados”, prossegue a nota. A Aliança aponta ainda que o fundador indicou que “um partido não é de ninguém, é dos seus militantes”, deixando-lhes “o reconhecimento e orgulho” por terem “lutado juntos por Portugal”.

Pedro Santana Lopes saiu do PSD em 2018 para fundar o partido Aliança, de onde se desvinculou já este ano, depois do segundo Congresso, a 26 de setembro.

A Aliança nunca conseguiu afirmar-se desde o seu nascimento. Em setembro de 2018, falhou em eleger um eurodeputado nas europeias. Em 2019, também não conseguiu eleger nenhum deputado à Assembleia da República. Face aos resultados, Santana colocou o seu lugar à disposição do Senado, que, não obstante, manteve a confiança no ex-PSD.

Santana Lopes já tinha dado pistas que estaria a ter dificuldades em conciliar a sua vida política com a sua vida profissional. Em junho, pediu para suspender as suas “funções executivas” na liderança do partido pelas mesma razões de agora.

No final de novembro, Paulo Bento, recém-eleito presidente do Aliança, e Rui Rio, líder do PSD, encontraram-se para discutir a possibilidade de os dois partidos concorrerem coligados nas eleições locais de 2021, no âmbito de um eventual entendimento que pode também envolver o CDS.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nem com a maternidade o PS segura Coimbra. Sondagem dá vantagem ao PSD, numa corrida apertada

Na semana das autárquicas, uma sondagem aponta para que o PSD consiga roubar a Câmara de Coimbra ao PS, apesar da corrida estar apertada. A corrida autárquica em Coimbra tem sido uma das mais quentes da …

Após gestos obscenos, ministro da saúde brasileiro testa positivo à covid-19 em Nova Iorque

A participação da comitiva brasileira na Assembleia Geral das Nações Unidas, que decorre atualmente em Nova Iorque, esteve envolta em polémica desde o início. Primeiramente, Jair Bolsonaro, chefe de Estado brasileiro, afirmou que não iria …

FBI confirma que corpo encontrado é de Gabby Petito. Médico legista fala em homicídio

O FBI anunciou que o corpo encontrado no domingo, num parque natural de Wyoming, nos EUA, é de Gabrielle Petito, a jovem cujo desaparecimento cativou a atenção do mundo. A autópsia confirmou que os restos mortais …

Maioria dos candidatos para Porto e Lisboa admite criar zonas com menos carros nas cidades

Um inquérito da associação ambientalista Zero apurou as propostas dos candidatos às autarquias de Lisboa e Porto sobre a redução do uso de carros e os incentivos à mobilidade sustentável. No âmbito do dia Europeu sem …

Racismo: Alonso não se ajoelha. "É adulto e tomou a sua decisão"

Treinador do Chelsea comentou a decisão do espanhol, que deixou de se ajoelhar antes dos jogos do campeão europeu. Há alguns meses que, antes de cada jogo da Premier League, todos os jogadores e árbitros se …

V. Guimarães contrata dois jovens ao FC Porto por 15 milhões. Rui Pinto pede investigação

Os valores envolvidos nas transferências de Rafael Pereira e Francisco Ribeiro do FC Porto para o Vitória SC têm gerado polémica. Rui Pinto pede uma investigação. Rafael Pereira e Francisco Ribeiro são reforços do Vitória de …

Costa aventurou-se em terreno inimigo e deu o mote para as críticas aos comunistas

António Costa mandou algumas indiretas ao PCP, mas as principais críticas ao parceiro de 'geringonça' ficaram sob responsabilidade dos candidatos socialistas. Esta terça-feira, António Costa aventurou-se em terreno inimigo. No espírito de disputa com comunistas, o …

Revendedores de combustíveis ameaçam fechar bombas em protesto contra limites aos lucros

Os revendedores de combustíveis ameaçam "encerrar temporariamente os postos de abastecimento" como forma de protesto devido à nova lei, aprovada no Parlamento, que impõe limites às margens de lucro na comercialização de combustíveis. Após o alerta …

Libertação da sociedade antes das eleições não vai influenciar resultados autárquicos

Portugal está cada vez mais próximo de atingir os 85% de população vacinada, o que significa que a última fase do processo de desconfinamento está cada vez mais próxima. Mas poderá essa decisão ter alguma …

Aos 60 anos, vice-presidente do Suriname participou em jogo internacional (e distribuiu dinheiro no balneário)

Aos 60 anos, o vice-presidente do Suriname, Ronnie Brunswijk, jogou 54 minutos de uma partida internacional de clubes. No final, distribuiu dinheiro pelos jogadores no balneário. Ronnie Brunswijk, vice-presidente do Suriname, tem 60 anos e é …