Salgado desmente Bava e diz que 18 milhões do saco azul do GES foram para o cativar

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado justificou, no âmbito de um interrogatório no caso Monte Branco, as transferências no valor total de 18,5 milhões de euros para Zeinal Bava como uma forma de “cativar” o ex-CEO da PT, contrariando assim, a versão apresentada por este.

No segundo interrogatório a que foi sujeito, no Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa, no âmbito do caso Monte Branco, Ricardo Salgado justificou o pagamento de 18,5 milhões de euros feito a Zeinal Bava, através do chamado “saco azul” do Grupo Espírito Santo, a offshore Espírito Santo Enterprises, como sendo uma “remuneração extra” para o “cativar”.

Um dado apurado pelo Observador que salienta que as justificações apresentadas pelo ex-presidente do BES para aquele pagamento contradizem as que foram apresentadas, há menos de um mês, pelo próprio Zeinal Bava.

Em declarações ao jornal online, a 20 de Maio deste ano, Bava referiu que o valor seria um financiamento do GES para a compra de acções da própria PT, num cenário de privatização total da empresa, sem a intervenção do Estado.

Ora, Salgado disse no TIC, a 24 de Julho de 2015, que foi ele a ordenar as transferências como “sendo uma remuneração extra para cativar o CEO da PT e a equipa de “primeiríssima água” que Bava tinha seleccionado para ir para o Rio de Janeiro no início de 2011 para reorganizar a Oi”, cita a mesma publicação.

O ex-banqueiro terá também garantido no interrogatório que a ideia das transferências terá sido do próprio Bava, com o objectivo de “evitar que os quadros da PT fossem trabalhar para empresas concorrentes e, designadamente, que o ex-CEO da PT fosse contratado pelo mexicano Carlos Slim, o homem forte das telecomunicações na América Latina.

Os 18,5 milhões de euros foram transferidos para uma conta de Zeinal Bava na Suíça em duas tranches, em 2010 e em 2011, e a fusão entre a PT e a Oi só foi anunciada em Outubro de 2013.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. A POUCA VERGONHA E GOZO TOMOU CONTA DESTE PAÍS de gente miserável q faz com que sejamos vistos de soslaio fora de fronteiras por saberem o q internamente se passa de forrobobó mas andam sempre a ser postos em liberdade por más praticas dos serviços de justiça repetidamente depois de Armando Vara, Oliveira Costa e estes dois gozões amiguinhos do peito do criador das amplas liberdades MSoares o tartaruga gigante…

  2. Antigamente eles “desviavam” uns milhares de escudos, para uma segunda casa ou para fazer uma piscina no quintal, ou para comprar um automóvel.
    Agora roubam milhões e milhões e milhões, aos quais nem sabem o que lhe fazer.
    Mandam para os bancos da Suiça e outros destinos, quiçá para, por caminhos enviesados, emprestar depois a Portugal sem que nos reconheçam sequer o direito a renegociar a divida…

  3. Também quero. Também quero desviar uns milhões, por favor. Deixem -se lá de CEO da treta e dêem-me um lugar. Também sou capaz de desviar.Por favor só uma vez e prometo não reincidir.

  4. É só gente séria! De tal forma que ninguém está atrás das grades. Um país tão pequeno já não comporta tanto trafulha. Emigrem por favor e deixem os portuguese que trabalham, descansados.

  5. Cá está o tão conhecido monhé, mais conhecido pelo “melhor gestor” da Europa e arredores, a abotoar-se ao “guitarro” da populaça poupadinha…
    Pobre país que tal povo tens!!!

  6. maiores condenados sao todos aqueles aquem o salgado roubou para encher o … a bavas e companhia mas sore-lhe agora tempo para gastar o que lhe resta so a fianca cobre quase tudo

RESPONDER

Segunda vaga pode matar menos (mesmo com novos casos a disparar)

Os especialistas acreditam que a segunda vaga de covid-19 em Portugal vai ser menos letal, embora o número de novos casos diários possa vir a ser "muito elevado". Isto porque temos a lição mais bem …

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …

"Aumentar o salário mínimo é criminoso", diz presidente do Fórum para a Competitividade

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, antecipa uma onda de desemprego até ao final do ano, que muitas empresas não conseguirão manter a atividade e que aumentar o salário mínimo "é …

Segunda vaga impede mais de 12 milhões de consultas e cirurgias

O cenário de uma segunda vaga em Portugal é bastante provável e prevê-se que mais de 12 milhões de consultas e cirurgias fiquem por fazer. No melhor dos cenários, serão 10 milhões. Um estudo da Associação …

EUA pressionam Portugal: "Tem de escolher agora entre os aliados e os chineses"

O embaixador norte-americano em Lisboa defende que Portugal tem de escolher entre os “amigos e aliados” EUA e o “parceiro económico” China, alertando que escolher a China em questões como o 5G pode ter consequências …