Salgado deixou buraco de 1,6 mil milhões de euros no Novo Banco

António Cotrim / Lusa

O Novo Banco divulgou prejuízos históricos de quase 1.400 milhões de euros, relativos a 2017, depois de uma reavaliação dos activos problemáticos, herdados do antigo BES. Uma parte do “buraco” tem ainda origem no banco extinto e nos créditos concedidos durante a gestão de Ricardo Salgado.

O Correio da Manhã anuncia que os resultados negativos do Novo Banco reflectem, em grande parte, créditos problemáticos concedidos pelo antigo BES, durante a gestão de Ricardo Salgado.

A publicação fala num “buraco” de 1,6 mil milhões de euros, notando que estão em causa financiamentos concedidos pelas sucursais do antigo BES em Londres, no Brasil e no Dubai, nomeadamente para grandes obras de construção como, por exemplo, auto-estradas no Reino Unido.

O Novo Banco anunciou, nesta quarta-feira, os resultados de 2017, divulgando prejuízos recorde de 1.395,4 milhões de euros, acima dos 788,3 milhões de euros de 2016, num ano em que constituiu mais de 2.000 milhões de euros de imparidades (provisões para perdas potenciais).

O presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho, explicou que o reconhecimento de imparidades tão elevadas se deveu a uma reavaliação dos activos problemáticos, numa nova era de reestruturação para o banco, depois de ter vivido uma fase de transição até Outubro passado.

Do montante de 2.056,9 milhões de euros de imparidades, a maior parte foram para crédito, de 1.229,2 milhões, seguidas de 398 milhões para actividades em descontinuação, 134,8 milhões de euros para títulos e 134,3 milhões de provisões para reestruturação (fecho de balcões e saída de pessoal).

Entre os activos para que o banco reforçou imparidades, estão créditos do ex-BES para grandes obras no exterior, como explicou Ramalho. Assim, o Novo Banco teve que dar como perdidos cerca de 1600 milhões de euros de financiamentos em incumprimento que foram atribuídos durante a gestão de Salgado.

Estado empresta até 450 milhões de euros

No comunicado à CMVM, o Novo Banco diz que “os prejuízos apresentados decorreram, fundamentalmente, do reconhecimento de montantes elevados de imparidades, de acordo com as exigências das autoridades europeias por forma a que as instituições bancárias tenham condições de recuperar rentabilidade de uma forma mais rápida e consistente”.

Na sequência deste nível elevado de perdas, o banco activou o Mecanismo de Capital Contingente negociado com o Estado português, pelo qual o Fundo de Resolução bancário irá capitalizar o Novo Banco num montante de 791,7 milhões de euros.

Na quarta-feira, especulava-se que o Estado teria que injectar mais 800 milhões de euros no Novo Banco. O valor confirmado fica-se pelos 791,7 milhões, com o Fundo de Resolução a adiantar parte da verba e o Estado a emprestar cerca de 450 milhões.

“O montante concreto desse empréstimo do Estado ainda não está fixado, mas estima‐se que não ultrapasse os 450 milhões de euros, ficando assim aquém do limite anual de 850 milhões de euros, inscrito no Orçamento do Estado”, salienta o Fundo de Resolução, num comunicado citado pelo jornal ECO.

O presidente do Novo Banco afirmou que “não é necessário capital adicional” na instituição, considerando que as injecções de capital através do Mecanismo Contingente são normais, uma vez que foram previamente negociadas.

“O que está em causa aqui não é um aumento de capital, o que está em causa é um mecanismo previsto, organizado, e que nesse sentido iria ser sempre utilizado com naturalidade”, afirmou António Ramalho, referindo que com os montantes injectados o Fundo de Resolução “preserva o valor” da sua participação de 25% no Novo Banco.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. E como estamos em relação ao Salgado, família, amigos e afins?? Como está o processo? Parado não é?? Como tudo neste país de politicos da treta p/ não dizer outra coisa. Andaram e continuam a andar a ROUBAR indecentemente e os politicos, governo, justiça NADA FAZEM – estão a aver se o assunto é esquecido e depois prescreve é claro, quando lhes interessa… Povo trabalhador até quando vais andar a pagar o que nos ROUBAM??

  2. Eboraco menos boraco .o pobre do Ze e que se atraza com as prestações da casa fica sem ela e com a divida mas e assim que o povo ainda continua apostando nestas politicas quarenta e tal anos em vira o disco e toca o mesmo…

RESPONDER

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …

Parques eólicos instalados em terrenos baldios vão passar a pagar IMI

Os terrenos baldios onde sejam instalados parques eólicos destinados a produzir energia elétrica vão perder o direito à isenção de IMI que a lei previa anteriormente para este tipo de imóveis. O Jornal de Negócios adianta …

“Se Jesus tem dito que sim, não seria o Bruno Lage a substituir Rui Vitória”

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, revelou que o atual treinador das águias, Jorge Jesus, já era um nome pensado na altura em que Bruno Lage assumiu a cadeira deixada por Rui Vitória. "Disse …

LMM sugere divisão do país por zonas de risco. "Recolher obrigatório é inevitável. A situação é muito séria"

Como é habitual Luís Marques Mendes deixou o seu comentário semanal sobre o estado do país na SIC, e esta semana os temas quentes foram a Fórmula 1, que decorreu durante o fim de semana …

FC Porto-Olympiacos e Benfica-Standard Liège vão ter adeptos nas bancadas

Os encontros entre o FC Porto e o Olympiacos e o Benfica e o Standard Liège, para a Liga dos Campeões e a Liga Europa, vão poder ter adeptos nas bancadas. Este domingo, o FC …

Uma carta de desamor ao BE e uma geringonça despedaçada. OE passa, mas com margem mínima

O PCP vais abster-se e o Bloco de Esquerda vai votar contra. O Orçamento do Estado para 2021 deverá passar na generalidade, mas com uma margem estreita de três votos. O Orçamento do Estado para 2020 …

Monstros marinhos no deserto? Restos de ancestral do peixe-boi encontrados em deserto no Egito

De acordo com um novo estudo, há 40 milhões de anos, o Deserto Oriental Africano era o lar dos ancestrais dos peixes-boi e dos dugongos.  No ano passado, uma equipa de arqueólogos encontrou fósseis de um antigo …