Novo Banco com prejuízos históricos (Estado vai injectar mais 800 milhões)

António Cotrim / Lusa

O Novo Banco vai apresentar prejuízos históricos na ordem dos 1.300 milhões de euros. Será o pior resultado de sempre do banco que “nasceu” da queda do BES e deverá levar o Estado a avançar com mais uma injecção de capital de 800 milhões de euros.

O Conselho de Administração do Novo Banco reúne-se, esta quarta-feira, para aprovar as contas relativas a 2017 e em cima da mesa estará um prejuízo de 1.300 milhões de euros, assegura o ECO.

Na reunião deverá haver alguns ajustes a este valor mas, ainda assim, os números finais não deverão andar muito longe daquele prejuízo.

Este cenário faz prever uma nova injecção de capital do Estado no Novo Banco, na ordem dos 800 milhões de euros, constata o mesmo jornal.

Cerca de metade deste valor deverá ser suportada pelas verbas do Fundo de Resolução que detém 25% do capital do banco. O restante valor deverá ser atribuído ao Novo Banco através de “um empréstimo que o Tesouro fará ao Fundo de Resolução“, avança o ECO.

No Orçamento de Estado para 2018, está estipulada uma verba de 850 milhões de euros neste âmbito. Assim, aquela opção não permite qualquer derrapagem nas contas.

Em 2019, prevê-se que o Fundo de Resolução tenha novamente que ajudar o banco. Em cerca de três anos, o Novo Banco acumulou perdas superiores a três mil milhões de euros.

Novo Banco pode ter de devolver verbas

Entretanto, o Jornal de Negócios avança que o Novo Novo Banco pode ter de devolver verbas recebidas do Fundo de Resolução, caso as imparidades sejam consideradas excessivas.

“Se as provisões se revelarem excessivamente conservadoras ou até mesmo injustificadas, há um mecanismo de liquidação, no final do qual o Novo Banco terá de reembolsar quaisquer pagamentos do Fundo de Resolução, sob o Mecanismo de Capital Contingente”, salienta um aviso da Comissão Europeia, citado pelo Negócios.

Este Mecanismo Contingente visa cobrir activos sobre os quais o Fundo Lone Star, que adquiriu 75% do Novo Banco, não assumiu responsabilidades.

Se esta devolução vier a suceder, não haverá reflexos nas contas do Novo Banco, segundo o jornal, mas apenas nas do Fundo de Resolução, com um impacto positivo.

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

  1. Que pessoas lideram e lideraram o nosso país!!!
    Que fazer perante tamanha aberração, seja de gestão seja de corrupção?
    Que podemos fazer para que isto pare, porque votar neste ou naquele, é a mesmíssima coisa, alguém nos Ajuda de como poderemos proceder…
    Chegamos a tal ponto, que não sabemos o que e como fazer, se alguém não ajudar mesmo (sou idealista eu sei)…
    É preocupante, nas medida que sobra sempre para quem efectivamente trabalha…
    Sem mais palavras….
    bem sei que não vale de nada este meu comentário, é apenas um desabafo mais, perante tanta aberração impune

      • É a prenda de quem não quer tomar resoluções agora culpando sempre os outros pelo que agora é a realidade que não querem assumir! Se eu tiver uma grande fábrica privada que vá dando prejuízos acumulados ninguém vai suportar por mim esses custos e a fábrica vai pura e simplesmente à falência! Porque havemos de continuar a suportar um Banco que só dá prejuízos de milhares de milhões? Acabe-se com ele de vez…

          • Olhe se não fosse o anterior governo o senhor ainda andava a toque de caixa do anterior primeiro-ministro, o Ricardo Salgado. Tenha juízo nessa cabeça, seu grandessíssimo cabeçudo.

            • O Eu! e o seu neurónio único sempre a trabalhar. E esse é o problema do Eu! Faz-lhe falta um neurónio que promova a discussão em torno das suas ideias. Só com um a carburar… sai sempre asneira.

          • e foi o passes que assinou? foi por causa do passes que a troica esteve em Portugal? o problema é que o PS e companhia vai se espetar e depois vem as eleições e toca a ser novamente Psd ou outro partido, vem todos se queixar dos que vão ter que selecionar o problema, agora o que avia de haver nunca uma maioria, assim todos iriam fazer algo para mostrar trabalho.. mas porque tem que ser Ps ou PSD? porque não deixar a oportunidade a outros partidos? não seria pior.. o problema é que o povo em vez de demonstrar o seu descontentamento fica sem fazer nada, era bom que nas eleições ninguem fosse votar.. até que o povo fosse ouvido..

        • Não sei se sabe José Carlos, uma fábrica (e depende do número de trabalhadores) não se poderá comparar a um banco, mesmo ele sendo privado. A essência orgânica de um banco é muito mais complexa do que apenas um simples negócio visando o lucro. Um banco tem o seu papel social, mas nem vou por aí, vou antes directo ao assunto: Neste caso do BES, houve crimes subjacentes à sua atividade como credora da actividade económica de muitas famílias (das quais, a maioria, não teria conhecimentos nem qualificações para perceber do que se trataria efectivamente os produtos por eles adquiridos), e portanto, perante uma situação de incumprimento da lei, é obrigação do Estado Português, intervir, resolver e garantir a segurança e sustentabilidade das famílias, muitas das quais, ficaram sem poupanças rigorosamente nenhumas. Não estou a dizer que toda a actividade bancária e todos os riscos associados a ela, devem ser em qualquer momento e de qualquer forma, assegurada pelo estado. No entanto, quando se verificam situações destas, de irregularidades, de roubo e de gestão danosa, é claro a meu ver, a intervenção do estado em relação aos penalizados. Agora se o banco é lucrativo ou não, e se se deve ou não continuar com o funcionamento do mesmo, aí é outra questão em que o Estado nada tem a ver. Mas não é o caso

          • Sei bem o que me quer dizer e até estou em parte de acordo consigo. Acontece que como bem sabe, muitos dos que agora protestam porque se dizem enganados sabiam bem o que estavam a fazer e não apareceriam a queixar-se se a “broca” não tivesse acontecido e se tivessem lucrado com as aplicações feitas. Claro que uma boa parte foi mesmo enganada e deverá ser ressarcida por esse facto… mas não ficaria mais barato a todos nós se o Estado tivesse desde logo concordado em pagar a todos pelos “depósitos” feitos do que andarmos neste marasmo de enfiar milhares de milhões a fundo perdido (sei que pode dizer que não é, mas o facto é que vai ser…) ano após ano só porque não existe a coragem de assumir que foram cometidos erros atrás de erros (políticos e económicos) e estando todos nós a pagar ano após ano com impostos mal direccionados as trafulhices de alguns que continuam por aí a passear? Não quero de modo algum que o meu comentário possa ter a pretensão de “politizar” o assunto… nada disso!

            • Aqui tenho que concordar!!
              E acho que apenas uma pequena maioria foi enganada: os outros foram mesmo gananciosos e quiseram correr o risco – quando deu para o torto, disseram que não sabiam de nada e que foram enganados!…
              De qualquer modo, esta noticia não tem a ver com isso, mas sim os prejuízos do NB, que vá se lá saber como, mesmo depois de vendido aos americanos, os seus prejuízos ficam para os contribuintes!…
              Foi uma “prenda” da troika e da máfia do sistema financeiro…

    • Ó Albertina, ninguém era mais idealista do que eu. Um dia acreditei que ainda haveria de viver num Portugal Renovado e fiz a minha parte, a expensas próprias, como pude e soube.
      Hoje, velho e cansado, apetece-me dizer: SÓ À BOMBA!
      Desculpe o desabafo.

  2. Atenção hã que entregar o banco a quem garanta assumir os passivos e em troca entrega-se a instituição a custo zero assim sim, acaba-se a chulice, e quem quiser ter um banco vai ter de o administrar com consciência e não vai andar o contribuinte sempre a pagar mais impostos e cada vez mais, para que outros andem a brincar com o país, aja quem governe e se faça respeitar com as regras de segurança.

  3. Chamemos os Aportuguese a um referendo e assim não haverá continuação destes prejuízos continuados acabemos com isto de uma vez por todas. se dá prejuízo acabe-se com esse banco, é como diz o ditado ninguém guarda o que da prejuízo, Portugueses abram os olhos de contrário andamos aqui a trabalhar só para pagar coisinhas feitas roubos, máfia etc .

  4. ó caro”EU”, olhe lá vôçe deve estar apaixonado pelo Costinha, que nos está a destruir, eu não sou de nenhum partido mas voto, então o Pedro passos coelho que nos tirou da banca rota, que deixou um caminho lindo pela frente, tudo encarreirado para seguir em frente ( é claro se eu tiver problemas economicos, tenho que fazer cortes em casa para me safar), mas o Costinha dá 1 € de aumento aos reformados e aumentos aos funcionarios publicos e retroactivos tudo menos para o privado e é um heroi, sinceramente entendam o que se passa, porque se o Costinha está lá é porque quer, se não quer assumir os problemas saía não é andar a culpar os outros, estou farto dessa ” a culpa é do outro” então deixa-se o outro continuar que estava bem.

    • Pois, mas “vôçe” nem sequer sabe escrever, portanto…
      Além disso, eu não disse nada sobre o “Costinha”, mas lembro-me bem do Passos dizer que o BES não iria ter custos para o contribuinte!…
      O resultado está aí!…
      “o Pedro passos coelho que nos tirou da banca rota, que deixou um caminho lindo pela frente, tudo encarreirado para seguir em frente…”
      Se acredita mesmo nisto, o sr é que está “apaixonado” pelo Passos… nada contra, mas não confunda essa “paixão” com os sacrifícios dos portugueses (muitos deles injustificados!), a venda de património publico ao desbarato, “prendas” como esta do BES, etc, etc…

  5. O Deputado Holandês, do qual não me lembo o seu nome, neste momento, tem toda a razão em afirmar que os nossos políticos, só sabem gastar o dinheiro nas Puuuuuuu e no Vinho.
    Tenho Dito

  6. O Novo Banco está falido, dá prejuizo mas continua a emprestar dinheiro a clubes de futebol como foi o caso dos 18 milhões ao Sporting, para isso arranjaram dinheiro agora pede a ajuda do estado ou seja de todos nós enquanto o estado compactuar com isto nunca nos vamos endireitar

  7. Banqueiros da treta, só fazem porcaria. Não merecem o ar que respiram e ainda levam o nosso País para o esgoto. Apurem responsabilidades, prendam os culpados em prisões vulgares com presidiários vulgares, façam de alguém exemplo para que estas atrocidades não se repitam mais. Não pode nem deve ser sempre o povo a pagar a factura!

  8. Gerir um banco é o melhor emprego do mundo: ganham balúrdios para fazerem o que lhes apetecer porque em boa verdade é irrelevante o que quer que façam, a responsabilidade é sempre zero. Se é para isso mais vale porem lá o macaco Adriano, faz o mesmo ou melhor e só custa uns amendoins. Isto só acaba quando assumirem que os bancos não são vacas sagradas e sim, podem cair. Mas não sozinhos, com eles cair também a corja que os geriu, com os costados na prisão.

RESPONDER

Nós, Cidadãos! convida Aliança para coligação. Partido de Santana ainda está "a examinar"

O partido Nós, Cidadãos! desafiou a Aliança para uma coligação eleitoral “ao centro”, mas fonte oficial da força política liderada por Santana Lopes esclareceu que ainda está “a examinar”. O presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, confirmou à …

Benfica desmente negociações com Atlético de Madrid por João Félix

O Benfica desmentiu, em nota divulgada esta segunda-feira, todas as notícias que dão conta de uma transferência iminente de João Félix para o Atlético de Madrid. João Félix tem feito capa em vários jornais espanhóis, que insistem …

Não havia tantos pré-avisos de greve desde o tempo da troika

Nas próximas semanas, são poucos os dias úteis que não têm pelo menos uma greve. Se o ritmo se mantiver, este será o ano da legislatura com mais pré-avisos. Dos hospitais aos tribunais, passando pelos transportes …

“Maré vermelha” interdita banhos em várias praias do Algarve

As praias entre a Ilha do Farol e Vilamoura, no Algarve, estão interditadas a banhos devido a uma concentração de uma alga marinha que pode ser perigosa para a saúde. As praias algarvias entre a Ilha …

Gulbenkian vende petrolífera Partex por 555 milhões de euros

A Fundação Gulbenkian assinou, esta segunda-feira, um acordo para a venda da Partex com a PTT Exploration and Production por 555 milhões de euros. Em comunicado hoje divulgado, a Fundação Gulbenkian informou que "a operação terá um …

Ex-diretor revela carta que desmente Berardo sobre créditos na CGD

O ex-diretor de grandes empresas da CGD afirmou que José Berardo enviou uma carta dirigida a Carlos Santos Ferreira, ex presidente do banco, a solicitar a abertura do crédito de 350 milhões de euros para …

Suecos burlaram multinacionais em 1,7 milhões de euros a partir de Setúbal

Um casal de suecos burlou várias empresas multinacionais com um esquema de roubo de emails praticado a partir de Setúbal. Estas empresas chegaram a transferir 1,7 milhões de euros até à detenção do casal. Michel M., …

Huawei admite quebra de receitas superior a 26 mil milhões de euros

O fundador da Huawei admitiu esta segunda-feira uma quebra de receitas em 30.000 milhões de dólares (26.760 milhões de euros), face à pressão de Washington, que acusa o grupo de telecomunicações de estar exposto à …

Relação agrava pena de subcomissário da PSP que agrediu adeptos do Benfica

O Tribunal da Relação de Guimarães agravou para três anos e meio a pena de prisão, suspensa na sua execução, de um subcomissário da PSP por agressão a dois adeptos do Benfica naquela cidade, em …

Indonésia devolve aos EUA cinco contentores com resíduos não declarados

A Indonésia devolveu cinco contentores de lixo aos Estados Unidos (EUA) por terem sido encontrados resíduos não declarados no seu interior, informaram esta segunda-feira fontes oficiais. O porta-voz do ministério do Meio Ambiente indonésio, Djati Witjaksono …