Salários até aos 925 euros deixam de pagar IRS

Manuel de Almeida / Lusa

Jerónimo de Sousa, secretário geral do Partido Comunista Português, vota nas Eleições Legislativas 2015

O Governo terá já chegado a acordo com o PCP para a subida do chamado “mínimo de existência”, o valor abaixo do qual nenhum contribuinte é tributado.

Segundo adianta este domingo o JN, os salários até aos 925 euros vão deixar de pagar IRS. O alívio fiscal foi negociado entre o Governo e o PCP no âmbito das discussões de preparação do Orçamento do Estado de 2018.

O Governo terá acordado com o PCP a subida do valor mínimo de existência, montante a partir do qual qualquer contribuinte é tributado, o que permitirá alargar o leque de pessoas que, em sede de cálculo do valor de IRS, serão reembolsadas na totalidade.

Em causa está a decisão de aumentar, dos actuais 8500 para os 8850 euros anuais, o valor mínimo a partir do qual os contribuintes pagam impostos sobre o rendimento. Um trabalhador que receba o salário mínimo nacional, fixado em 557 euros mensais, tem um rendimento anual de 7798 euros.

No caso dos contribuintes que atinjam o valor máximo de deduções específicas, que podem chegar aos 4100 euros, esta alteração conduzirá a uma tributação dos rendimentos anuais até 12.950, ou seja, 925 euros mês.

Segundo apurou o JN junto de fontes ligadas às negociações, os comunistas não se terão ainda dado por satisfeitos e querem chegar aos 960 euros até ao final das reuniões para a elaboração da proposta do Orçamento do Estado.

Apesar de a medida negociada entrar em vigor no Orçamento de Estado de 2018, a decisão só terá efeito em 2019, uma vez que ao longo de 2018 serão feitas as normais retenções de acordo com o escalão contributivo de cada um.

Só após a entrega ao fisco da declaração anual de rendimentos auferidos em 2018 é feito o acerto de contas e devolução dos valores de vencimento retidas no pagamento dos salários.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O título está errado. Deveria ser “Salários até aos 925 euros podem deixar de pagar IRS”, uma vez que para isso acontecer têm que atingir o valor máximo de deduções específicas, conforme é dito no corpo da notícia.

  2. Mais uma ideia que vai cada vez mais fazer com que as pessoas não vejam justificação para ter ambição. Quem trabalha mais é prejudicado, quem trabalho menos é beneficiado. Que bela ideia que aqui vai.

    • So pagas IRS acima desse valor, ou seja, se ganhares 8860 só iras pagar IRS sobe 10€ o que representa uma dedução de 11% o que equivale a perto de 1€… não és ambiciosos para não pagares 1€???? Parabéns como diz o velho ditado não comes para não teres de c…

      • E a seguir vem mais uma pequena benesse, e depois outras, e porque não mais uma, já para não contar com todas as anteriores. Então se é tão pouco porque é que andaram a mexer nisso?

  3. Esta é mais uma nova medida que vem beneficiar quem menos ganha; é portanto uma medida de alcance social e de redistribuição de riqueza, coisas a que a direita do Coelho e do Irrevogável (agora transfigurado numa Cristas) têm horror. Tivessem as pessoas consciência de classe, coisa que para gáudio das elites foi sendo esquecida, e entenderiam então quais os partidos que se preocupam realmente em tornar a sociedade portuguesa mais justa e equilibrada.

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …