Russos entram nas eleições francesas e revelam alegado caso homossexual de Macron

leweb3 / Flickr

Emmanuel Macron, ministro da Economia francês

Emmanuel Macron, ministro da Economia francês

O candidato às presidenciais francesas negou os rumores, alimentados pela imprensa russa, de que terá um caso extraconjugal com o presidente da Radio France.

Emmanuel Macron começou a ganhar terreno nas sondagens (que dão a vitória à candidata de extrema-direita Marine Le Pen), depois do escândalo sobre os empregos fictícios da mulher de François Fillon ter rebentado no país.

Numa altura em que pode ser favorito à vitória, o candidato às presidenciais francesas vê rumores antigos sobre a sua alegada homossexualidade voltarem aos jornais.

Em causa está um suposto caso extra-conjugal homossexual com o presidente da Radio France, Mathieu Gallet, tema que voltou à tona esta semana graças à imprensa russa.

Em declarações à agência de notícias Sputnik News, controlada pelo governo russo, o deputado republicano Nicolas Dhuicq abordou o caso, afirmando que Macron é um “xuxu” apoiado por um “lóbi gay influente”.

Além disso, a agência escreveu que o candidato à Presidência pode ser um “agente norte-americano” com o objetivo de defender o setor financeiro dos EUA, uma vez que tem ligação com bancos americanos e trabalhou para os negócios financeiros dos Rothschild.

O deputado entrevistado disse ainda que é “muito raro” alguém que nunca tenha sido eleito para um cargo público estar a concorrer à Presidência. “Acho que o único objetivo é cumprir as suas ambições pessoais, já que não tem qualquer intenção de seguir carreira política caso perca”.

Recorde-se que o ex-ministro da Economia de Hollande, de 39 anos, é casado há vários anos com Brigitte Trogneux, a sua antiga professora (24 anos mais velha).

Esta terça-feira, num comício em Paris, o candidato optou por negar mais uma vez estes rumores e até o soube fazer com algum humor.

“Ouço as pessoas dizerem que tenho uma vida secreta ou coisa do género. Não é bonito para a Brigitte e, tendo em conta que partilho com ela todos os meus dias e noites, ela pergunta-me como é que consigo ter um caso”, afirmou.

“Felizmente, nunca lhe paguei nada por isso”, acrescentou o independente, numa indireta por causa do escândalo, batizado de Penelopegate, do conservador Fillon.

“Se vos disserem que vivo uma vida dupla com Mathieu Gallet ou com qualquer outra pessoa, é o meu holograma que de repente me escapou“, ironizou ainda, numa clara referência ao candidato Jean-Luc Mélenchon que, esta semana, utilizou essa técnica para conseguir estar em dois comícios ao mesmo tempo.

Até há pouco favorito nas sondagens, Fillon surge agora como terceiro num inquérito sobre as intenções de voto para as eleições de abril, com 20%, atrás de Macron (23%) e Le Pen (25%).

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Independentemente do sr. ser ou não gay não será por isso que não irá representar / governar condignamente o s/ país. Se vamos a ver então Holland teria de ter sido banido já que teve vida dupla em plena função. Os russos estão a meter o dedo em tudo e onde podem p/ influenciar os votos do ZE LORPA de todos os países. POVO acorda pensa pela tua cabeça e não pela dos outros.

    • Boa tarde,
      Efectivamente o Povo precisa de gente competente a governar e não de gente com uma imagem social dita tradicional.
      Não me importo de ver um homossexual, alguém com histórico de violência doméstica ou cuja religião seja muçulmana a governar!!! O importante é governar bem pois os exemplos de moralidade devem ser dados em casa de acordo com aquilo que acreditamos e não na TV ou na praça publica.

      • Histórico de violência doméstica não abona muito a favor de ninguém diga-se de passagem, quem dá porrada nos seus ente-queridos certamente não terá muito boa capacidade de discernimento para avaliar e julgar o que é justo e injusto relativamente aos destinos de um país e de um povo. Bastante infeliz essa tua referência. E relativamente aos muçulmanos é preciso muito muito cuidado, é que construir mesquitas na Europa é fácil e tem acontecido com frequência e a olhos vistos, agora construir igrejas em países muçulmanos já não é bem assim… todos exigem e acham justo e correcto que sejamos tolerantes e condescendentes mas do outro lado não temos o mesmo comportamento! Os muçulmanos vêm-nos como inferiores e pior que isso como indignos, basta o termo “infiéis” usado por eles de uma forma banal e diminutiva do sujeito a quem se referem. Eles de tolerantes não têm nada e basta colocarem uns quantos desses no poder pela Europa e vão ver como a coisa corre, não tarda nada temos a sharia como lei…

  2. E qual é o problema se o Sr. não tiver “qualquer intenção de seguir carreira política caso perca”. O problema da política, hoje em dia, é mesmo esse: indivíduos sem qualidades para fazer o que quer que seja, tornam-se políticos profissionais, vivendo à custa do que conseguem arrecadar dos lobbies. De qualquer das formas, continuo sem perceber como, hoje em dia, é ““muito raro” alguém que nunca tenha sido eleito para um cargo público estar a concorrer à Presidência”. Trump? Será que o nome diz alguma coisa?

  3. Pois! Uam coisa é ter um caso extra-conjugal com uma mulher. Outro é ter um caso com um homem. Macho gostar de macho não é normal. Mas eles até têm orgulho nisso. Em Portugal também existe um lobby gay. Quem o diz não sou eu. Foi o bispo de Setubal!!

  4. O Presidente Trump também tinha todos contra ele e Ganhou !!! Mas como ganhou se tinha TODOS contra ele ? A cambada está toda tremendo

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …