A Rússia tem cinco novas ilhas (e isso é má notícia)

Investigadores encontraram cinco novas ilhas nas águas geladas da costa norte da Rússia. Embora novas descobertas sejam tipicamente algo para comemorar, desta vez, é má notícia.

As ilhas encontradas na Rússia só foram reveladas graças à fusão dos glaciares acelerado pelas mudanças climáticas.

A presença de novas ilhas na área foi sugerida pela primeira vez por uma estudante universitária que estudava imagens de satélite enquanto escrevia o seu trabalho final no fim de 2016. A existência de pelo menos cinco novas ilhas foi confirmada esta semana pelo Ministério da Defesa da Rússia após uma expedição recente pelo Vizir, um navio de investigação da Marinha Russa.

“Foi realizada uma investigação topográfica nas novas ilhas”, revelaram os militares em comunicado. “Foram descritos em detalhes e fotografados.” As novas ilhas, com tamanho entre 900 a 54.500 metros quadrados, podem ser encontradas perto de Novaya Zemlya e Franz Josef Land, no Oceano Ártico, dois arquipélagos de centenas de ilhas habitadas apenas por militares.

Todas as ilhas foram anteriormente engolidas pelo gelo do glaciar Nansen, também conhecida como Vylka. No entanto, foram expostas após o recuo do gelo devido ao aumento da temperatura do ar e do oceano.

O Círculo Polar Ártico está a experimentar alguns dos aumentos mais acentuados no clima mais quente do mundo, especialmente no ano passado, que registou um calor recorde em grande parte do Ártico. Num exemplo particularmente chocante, as temperaturas numa vila sueca no Círculo Polar Ártico atingiram 34,8°C em 26 de julho de 2019. O noroeste da Rússia também viu as temperaturas subirem para 29°C.

As temperaturas quentes provocam degelo e a fusão dos glaciares. Os principais episódios de derretimento de superfície ocorreram em muitas partes do Ártico este ano, principalmente na Gronelândia, onde cerca de 197 mil milhões de toneladas de gelo derreteram apenas no mês de julho.

Um estudo de 2018, publicado na revista especializada Remote Sensing of Environment, analisou os glaciares em redor do arquipélago de Franz Josef Land e descobriu que a perda de massa de gelo entre 2011 e 2015 duplicou em comparação com os intervalos de tempo anteriores.

“Atualmente, o Ártico está a aquecer duas a três vezes mais rápido que o resto do mundo, por isso, naturalmente, glaciares e calotas polares reagirão mais depressa”, disse Simon Pendleton, da Universidade do Colorado, no Instituto de Pesquisa Ártica e Alpina de Boulder, que não está envolvido nesta nova descoberta, em janeiro.

Além da descoberta de novas terras, as dramáticas mudanças no Ártico estão a causar um efeito devastador na biodiversidade e assentamentos humanos na área e fora dela.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. “Até com a verdade tentas enganar-me…” é o que diz o ditado popular…
    Perante o cenário atual, resta interrogarmo-nos porque (ou como!!) acontecem picos de calor em certas regiões e qual a tecnologia que cria potentes vórtices para empurrarem (ou sugarem!!) as massas de ar quente para as regiões polares…
    fonte: Windy.com
    Assinado: Maria da Maia

      • Tira lá mas é o boné de cima dos olhos, ó cegueta!!!!!!
        Além de cego para observares e comparares mapas, não sabes interpretar o que os outros escrevem.
        Eu não nego que há alterações climáticas. Eu também as sinto. O que acontece é que essas tais alterações são FABRICADAS e não são naturais como pretendem fazer-nos crer!
        E mais: por favor, aprende a argumentar em vez de partires para o ataque ou ofensa pessoa!!
        Comprimidos de boas maneiras, precisas tu tomar. Um frasco cheio de cada vez!!
        Assinado: Maria da Maia

  2. …mais uma negacionista das alterações climáticas. Não é a primeira vez que vejo alguém justificar o degelo do Ártico com fantasias de exercícios militares ultrasecretos.

    • Que degelo? Isso é falácia cientifica. Primeiro, James Cook fez medições quando lá esteve há mais ou menos 300 anos e os valores são exactamente os mesmos de hoje. O que acontece é descongelar e congelar novamente, ou seja, altera e volta ao normal.

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …