/

É oficial. Rui Rio recandidata-se à liderança do PSD e vai a votos contra Rangel

Tiago Petinga / Lusa

O presidente do PSD, Rui Rio

Rui Rio vai assim enfrentar Paulo Rangel nas directas marcadas para 4 de Dezembro e tentar segurar a liderança do PSD.

Depois de muita especulação, Rui Rio confirmou hoje que vai avançar com a recandidatura à liderança do PSD. O actual presidente laranja vai assim enfrentar Paulo Rangel nas directas marcadas para 4 de Dezembro.

“Depois de uma reflexão aprofundada sobre a situação política do país e atendendo aos recentes resultados das últimas eleições autárquicas e da incompreensível instabilidade e divisões internas, entretanto geradas no PSD, o presidente Rui Rio, decidiu recandidatar-se à liderança do Partido Social Democrata, cujas eleições foram recentemente marcadas pelo Conselho Nacional para o próximo dia 4 de Dezembro”, anunciou Salvador Malheiro, director de Campanha da Recandidatura, num comunicado.

A campanha de Rio garante que a decisão foi “tomada no devido tempo, de forma serena e responsável, e sem qualquer preocupação de ordem táctica” e lembra que o líder social-democrata entendeu sempre que “o interesse de Portugal tem de estar acima daquilo que possa ser a tranquilidade da sua própria vida pessoal”.

Salvador Malheiro sublinha ainda que “Rui Rio não é homem para desistir de lutar pelo PSD e ,acima de tudo, por Portugal” apesar da “tentação de não continuar” depois das “múltiplas e desnecessárias dificuldades” que teve de ultrapassar mesmo com os “êxitos políticos que o PSD conseguiu, quer no continente, quer nas Regiões Autónomas”.

O líder do PSD viu a sua proposta de adiamento das directas chumbada no Conselho Nacional da semana passada, tendo 71 conselheiros votado a favor da marcação das eleições para 4 de Dezembro, a data preferida por Paulo Rangel, que oficializou a sua candidatura no mesmo Conselho. Apenas 40 conselheiros apoiaram Rio.

A apresentação pública formal da recandidatura vai ter lugar em breve. Recorde-se que o ex-autarca do Porto lidera o PSD desde Janeiro de 2018, tendo vencido as directas com 54,1% dos votos, contra os 45,85% conseguidos por Santana Lopes.

Esta não é a primeira vez que a liderança de Rio é desafiada internamente, tendo o actual líder derrotado Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz nas directas em 2020. Rui Rio venceu na altura Montenegro na segunda volta com 53,02% dos votos.

  Adriana Peixoto, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.