Crise no CDS. Francisco Rodrigues dos Santos não se demite e convoca Conselho Nacional

Hugo Delgado / Lusa

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos

Depois de um dia negro para o CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos decidiu não apresentar a demissão – pelo menos, para já. O líder centrista aceitou o desafio de Adolfo Mesquita Nunes e vai convocar um Conselho Nacional. 

Na noite desta quinta-feira, durante uma reunião da Comissão Política Nacional do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos transmitiu que vai convocar um Conselho Nacional, refletir quanto à realização do Congresso Extraordinário e que só sairá quando entender.

De acordo com o Observador, o líder centrista defendeu a sua liderança, criticou os que o criticam e não pareceu querer abandonar a presidência do partido.

O desafio de Adolfo Mesquita Nunes, lançado esta terça-feira, foi aceite: Rodrigues dos Santos vai convocar um Conselho Nacional para discutir o tema, mas, segundo o centrista, “não se prevê que haja uma antecipação do calendário”. “No final de janeiro de 2022 faremos um balanço do nosso balanço e tiraremos as nossas conclusões.”

O diário adianta que, na intervenção inicial, Francisco Rodrigues dos Santos sublinhou que “não aconteceu nenhuma fatalidade ao nosso partido para se interromper o mandato”.

Algumas fontes avançaram ao Observador que a reunião, que decorreu em videoconferência, foi “muito dura”, com muitas críticas àqueles que tinham como objetivo organizar “golpadas” contra a direção no momento certo.

Também Francisco Camelo de Almeida, irmão de Raúl Almeida (que pediu a demissão esta quarta-feira à noite), falou num “boicote completo ao presidente do partido, referindo-se aos artigos de Adolfo Mesquita Nunes e João Gonçalves Pereira, deputado e líder distrital do CDS/Lisboa, e às intervenções de João Almeida e de Nuno Melo.

Temos de afastar esta gente ou colocá-los no devido lugar”, vaticinou.

Houve vários membros da Comissão Política Nacional do CDS que criticaram a realização de um congresso numa altura sensível quer em termos sanitários, quer em termos políticos, já que se aproximam as eleições autárquicas que poderão ser decisivas para a sobrevivência do partido.

Nuno Melo: “Deixou de ter condições”

Em entrevista à TVI24 na quinta-feira à noite, Nuno melo defendeu que Francisco Rodrigues dos Santos “deixou de ter as condições” para continuar a liderar o partido e salientou que esta “é uma avaliação que o Francisco tem de fazer”.

“Quando o partido genericamente tem esta avaliação que é muito má, quando o partido está em si mesmo divido, fracionado, desavindo, quando o partido perde expressão nos estudos de opinião e quando se demite um vice-presidente, se demitem membros muito relevantes que, de resto, foram fundamentais para a ascensão do Francisco Rodrigues dos Santos à presidência do partido”, ou se mantém este rumo e o CDS “vai definhando” ou o ritmo é alterado para “fazer renascer o CDS e trazer o CDS para aquilo que é o seu destino”, argumentou.

O eurodeputado e líder da distrital de Braga mantém que “antes de 2022 de forma alguma” será candidato à presidência do CDS-PP, justificando que agora “há pessoas que têm muito melhores condições”, mas ressalva que até lá tenciona “participar” e dizer o que pensa.

Momentos antes, em entrevista à RTP2, explicou que não avança agora porque o projeto que teria para o CDS “não é compatível com o curto prazo” e implicaria “uma possibilidade de unir muitas diversidades, uma avaliação do estado financeiro e da possibilidade de levar para a frente projetos eleitorais relevantes”.

Sobre a iniciativa do antigo vice-presidente Adolfo Mesquita Nunes, de pedir eleições antecipadas para a liderança, Nuno Melo considerou que “há uma antecipação da sua vontade de ser candidato” e admitiu que, “num congresso destes, outros candidatos possam surgir”.

Apontando que “o momento é muito difícil” e o “CDS pode estar a lutar pela sua sobrevivência”, Nuno Melo apelou “a todos” que possam “unir destinos” para o CDS “tenha futuro”.

O eurodeputado e também vice-presidente na direção de Assunção Cristas teceu elogios a Mesquita Nunes: “este repto do Adolfo é muito importante, o Adolfo não é uma pessoa qualquer, é um quadro particularmente inteligente e reconhecido no partido e fora dele” e haver “pessoas como o Adolfo com disponibilidade para avançar é uma notícia muito boa para o CDS”.

Ana Rita Bessa ao lado de Adolfo Mesquita Nunes

A deputada do CDS, Ana Rita Bessa, defendeu esta quinta-feira que deve haver discussão nos órgãos próprios sobre a situação do partido, declarando apoiar Adolfo Mesquita Nunes se o ex-vice-presidente avançar com uma candidatura à liderança.

A deputada considerou que o partido está a atravessar “um momento de crise”, evidenciando uma “incapacidade de criar atração no discurso”, uma situação que se agravou, disse, com as demissões anunciadas esta quinta-feira de três membros da direção — o vice-presidente Filipe Lobo d’Ávila, e os vogais da comissão executiva Raul Almeida e Isabel Menéres Campos, os três do grupo Juntos pelo Futuro.

Para a parlamentar, o facto de “uma parte relevante da direção ter saído” contribuiu para agravar a situação. Em declarações à Lusa, defendeu também que “é bom haver protagonistas que querem discutir” o futuro do CDS, e que se “levantam a pedir que se abra essa discussão nos órgãos próprios do partido, para o partido dizer se quer que se crie um novo ciclo”.

“Se esse novo ciclo passar pelo Adolfo Mesquita Nunes, não terei dúvidas em acompanhá-lo”, declarou.

Liliana Malainho, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas estudam a presença de água líquida em exoluas de planetas "fugitivos"

Astrofísicos calcularam que tais sistemas poderiam abrigar água suficiente para tornar a vida possível - e sustentá-la. A água - no estado líquido - é o elixir da vida. Tornou a vida possível na Terra e …

Portugal tem o segundo melhor ataque do Euro. E a terceira pior defesa

Fechada a segunda jornada da fase de Grupos do Euro 2020, a seleção nacional tem o segundo melhor ataque da prova, com 5 golos marcados, atrás apenas da Itália. Mas tem também a terceira pior …

Espanha 1-1 Itália | Hino ao desperdício trama La Roja

A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, empatou hoje a um golo com a Espanha, em Sevilha, em encontro da segunda jornada do Grupo E do Euro2020, mantendo-se ambas sem vitórias. A formação espanhola, que …

Já pode ajudar a NASA a batizar o manequim que vai até à Lua

A agência espacial norte-americana está a pedir ajuda para batizar o "Moonikin", o manequim que vai a bordo da nave Orion, durante a missão lunar Artemis I, ainda este ano. Quando a nave espacial Orion, da …

Portugal em Europeus: as últimas três derrotas foram (todas) contra a Alemanha

Em 90 minutos, Portugal não era derrotado numa fase final de um Europeu desde a estreia no Europeu 2012. Recorde as seleções que bateram Portugal, até agora. "Já não posso ver os franceses à frente". Esta …

Spotify lança Greenroom (e abre concorrência ao Clubhouse)

O Spotify lançou na quarta-feira, dia 16 de junho, uma app de conversas por áudio em direto chamada Greenroom, uma resposta do gigante sueco de streaming de música à popular plataforma Clubhouse. O Greenroom permite que …

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …