CIP queixa-se ao Governo. Até agora chegaram “zero apoios”

Pedro Nunes / Lusa

António Saraiva, presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal

O primeiro-ministro esteve reunido, esta quarta-feira, com as confederações patronais em São Bento, em Lisboa, para discutir as condições para o relançamento da economia portuguesa.

Em declarações aos jornalistas no final da reunião, o presidente da Confederação do Comércio Português (CCP), João Vieira Lopes, considerou essencial que a progressiva retoma da atividade económica, a partir de maio, seja acompanhada pela existência de material de proteção e serviço eficaz de transportes públicos.

“Durante o mês de maio, deve haver condições para existir retoma da atividade económica. Na nossa opinião, essa retoma deve obedecer a algumas condições”, disse.

Segundo o presidente da CCP, para haver condições de segurança nessa reabertura da atividade, “o Governo tem de garantir que exista no mercado máscaras, luvas e material de desinfeção”.

“Tem de haver também um sistema de transportes públicos em condições adequadas ao atual momento”, completou.

Do ponto de vista económico, João Vieira Lopes advertiu também que, “para haver público consumidor, tem de haver uma retoma progressiva de confiança“, dizendo em seguida que há exemplos que Portugal pode seguir nesta fase pós-crise sanitária, como a Suécia, a República Checa e a Áustria.

CIP queixa-se que até agora chegaram “zero” apoios

Por sua vez, o presidente da CIP, António Saraiva, criticou o Governo por ter anunciado cerca de 13 mil milhões de euros de apoios destinados às empresas, mas até agora terem chegado “zero”, advertindo que há uma urgência de liquidez.

“Lamentavelmente, têm sido anunciados apoios na ordem dos 13 mil milhões de euros, mas para as empresas zero. Até a este momento, para as empresas, zero de apoios. Obviamente, quanto mais o tempo passa, mais a situação é dramática”, declarou.

António Saraiva referiu depois que as empresas “necessitam urgentemente de liquidez, de ajuda”. “Há aqui atrasos que não se entendem. É preciso rapidez e eficácia. Foi isso que disse ao senhor primeiro-ministro”, acrescentou.

O presidente da CIP defendeu que, em primeiro lugar, deve ser acautelada a saúde pública e, em seguida, proceder-se a uma retoma da atividade económica “inteligente, fatiada e assimétrica, quer em termos regionais, quer em termos da população”.

Nesse processo de retoma da atividade, Saraiva advertiu que é necessário “logística” ao nível dos transportes públicos e “desfasamento de horários”.

Presidente da CTP “muito preocupado” com o verão

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros, manifestou-se “muito preocupado” com o que poderá acontecer neste verão em termos de consequências económicas para o setor.

“Em março, praticamente, tivemos quebras de 50% em toda a atividade. Em abril e maio, mais de 90% das nossas empresas vão ter vendas zero”, declarou.

Francisco Calheiros lamentou não dispor “de uma bola de cristal” para saber quando se pode ultrapassar esta crise. “Já tivemos o problema da Páscoa, mas estamos bastante preocupados com o que pode acontecer no verão”, declarou.

De acordo com o presidente da confederação que representa o setor do turismo, se os atuais números referentes ao combate à pandemia de covid-19 se confirmarem no final deste mês, “com calma e com segurança — com disponibilidade de equipamentos de proteção —, devemos reabrir a atividade”.

“No turismo devemos ser criativos. Por exemplo, admite-se que só seja ocupada uma parte da capacidade instalada e, por outro lado, que se recorra ao serviço de quarto nos pequenos-almoços e não numa sala comum”, acrescentou.

Governo “mostrou abertura” para apoiar agricultores

Pela parte da Confederação da Agricultura de Portugal (CAP), foi transmitido aos jornalistas que o Governo demonstrou “abertura” para apoiar o setor, na “eventual importação” de mais trabalhadores, tendo em vista fazer face às necessidades das colheitas, seja acompanhada por garantias de segurança em termos de saúde pública.

“Aproxima-se a época da primavera e do verão, nas quais as colheitas vão ser muito intensificadas. A questão da mão-de-obra e da contratação de mais trabalhadores para fazer face a essa necessidade foi o assunto que foi debatido”, disse o presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa.

“Houve uma abertura, ficamos comprometidos a fazer um levantamento sobre as necessidades dessa mão-de-obra, havendo da parte do Governo abertura para que sejam criadas condições, não só para acomodar esses trabalhadores, mas também para serem criadas as condições sanitárias para que a sua estadia esteja assegurada”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bolsonaro já ameaçou um golpe militar. Brasileiros temem agora que esteja a planear um

Há mais de duas décadas, Jair Bolsonaro ameaçou que faria um gole militar se fosse Presidente. Agora, os brasileiros temem que ele cumpra com a sua "promessa". Numa entrevista televisiva de 1999, o então deputado Jair …

Descoberta de naufrágios da Segunda Guerra pode estimular turismo subaquático em Itália

Quem visitar o sul de Itália no futuro poderá vir a contar com uma nova atividade. A recente descoberta de quarenta naufrágios na costa da ilha de Lampedusa poderá dar origem a uma nova oportunidade …

Costa diz que recuperação económica tem de ser feita "com os olhos postos no futuro"

O primeiro-ministro salientou, este domingo, que a recuperação económica do país "tem de ser feita com os olhos postos no futuro", considerando essencial assegurar condições às novas gerações para se autonomizarem. "A recuperação económica tem de …

Centenas de vendedores de rua na Índia são milionários em segredo

O Fisco indiano descobriu que centenas de vendedores de rua são milionários em segredo. Estes comerciantes foram apanhados a fugir aos impostos. Quando pensamos em milionários, provavelmente imaginamos uma pessoa com uma grande mansão, carros desportivos …

Portugal com mais oito mortes e 2625 novos casos de covid-19

Portugal registou, este domingo, mais oito mortes e 2625 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2625 novos …

"Cabrita transformou-se numa espécie de ministro sempre em pé", diz líder do CDS

O líder do CDS-PP disse, este sábado, que o país já não confia no ministro da Administração Interna, a quem apelidou de "ministro sempre em pé", adiantando que já se fazem apostas sobre quando será …

A arma que matou o famoso pistoleiro do Velho Oeste "Billy the Kid" vai a leilão

O revólver que matou um dos homens procurados mais famosos do Velho Oeste, há mais de um século, vai a leilão no próximo mês. William "Billy the Kid" Bonney, pseudónimo de William Henry McCarty, foi um …

Milhares protestam em França e Itália contra novas medidas anti-covid

Milhares de pessoas manifestaram-se, este sábado, em várias cidades de França e Itália contra as medidas para controlar a pandemia, sobretudo contra a obrigatoriedade do uso do "passe sanitário" para entrar em espaços públicos. Com gritos …

O holograma de Whitney Houston vai dar um concerto em Las Vegas

No outono, poderá desfrutar de um concerto de Whitney Houston em Las Vegas. A diva será reencarnada, áudio e visualmente, no espetáculo An Evening With Whitney: The Whitney Houston Hologram Concert. Segundo a Forbes, o holograma …

TC recusa impugnação pedida pelo PSD sobre candidato de Castelo Branco. Direção avalia recurso

O Tribunal Constitucional (TC) decidiu que o PSD não tem legitimidade no pedido de anulação de uma deliberação do Conselho de Jurisdição Nacional do partido sobre o candidato autárquico em Castelo Branco, recusando admitir uma …