O restaurante em Pequim que Biden visitou em 2011 está a atrair muitos curiosos

wEnDaLicious / Flickr

“Zha jiang mian”, um prato de noodles chinês parecido com massa à bolonhesa

Pouco tempo depois de Joe Biden ter sido declarado o vencedor das Presidenciais nos Estados Unidos, o restaurante que visitou em Pequim, em 2011, começou a atrair muitos curiosos.

Apesar de o Presidente chinês ainda não ter congratulado publicamente o Presidente eleito dos Estados Unidos (para já essa tarefa ainda só coube ao porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês), há muitos outros nacionais que estão a expressar, à sua maneira, a sua satisfação com a vitória de Joe Biden.

Segundo conta o canal CNN, pouco tempo depois de o democrata ter sido declarado o vencedor das eleições Presidenciais de 3 de novembro, o restaurante Yaoji Chaogan, em Pequim, que recebeu a visita de Biden em 2011, começou a atrair muitos curiosos.

“Acho que reflete parcialmente o interesse que as pessoas têm na campanha de Biden”, começou por dizer o proprietário do restaurante, Yao Yan, à cadeia televisiva norte-americana.

“Agora, quando as pessoas vêm a Pequim, seja em trabalho ou lazer, não querem só ver alguns pontos turísticos ou locais históricos. Também querem experimentar a cultura gastronómica da cidade. Quando as pessoas souberam que Biden esteve no nosso restaurante, vieram aqui para ver o que ele comeu“, acrescentou.

O agora Presidente eleito visitou Pequim, há nove anos, quando era ainda vice-Presidente na Administração de Barack Obama. Sem ninguém contar, o norte-americano decidiu parar para comer neste restaurante familiar simples.

“A sua chegada surpreendeu e encantou os outros clientes. Estava muito descontraído e bem-humorado. As pessoas aplaudiam-no de vez em quando. Estava feliz por estar com eles. Apresentou-nos a sua neta, depois tirou fotografias com os clientes e trocou algumas palavras com eles. Provou os nossos pratos e fez-nos alguns bons comentários. Achou que a nossa comida estava uma delícia“, recorda Yao.

De acordo com a CNN, o restaurante em questão é especializado em “chaogan”, um prato especialmente famoso na capital chinesa feito com fígado e intestinos de porco. Biden, no entanto, não foi suficientemente “corajoso” para o experimentar.

Em vez disso, o então vice de Obama, que estava acompanhado por mais quatro pessoas, pediu vários pratos, entre os quais “zha jiang mian” (uma espécie de bolonhesa chinesa) e os famosos “baos” (pães cozidos ao vapor).

Depois desta refeição, o “Biden Set” (conjunto de pratos provados pelo agora Presidente eleito dos EUA) foi adicionado à carta do restaurante como forma de homenagem.

Segundo o canal televisivo, apesar da visita de Biden ter sido curta, apenas 20 minutos, foi o suficiente para impulsionar os negócios desta família. Yaoji Chaogan, aberto há mais de 30 anos, abriu um segundo espaço em 2012 e, atualmente, já conta com três restaurantes.

“Se Biden tiver a oportunidade de vir a Pequim quando se tornar Presidente dos EUA, espero que volte ao nosso restaurante para provar os pratos de Pequim novamente. Como um velho amigo e cliente, vamos recebê-lo a qualquer momento“, afirma Yao.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …