Restauração quer esplanadas cobertas no inverno e “mordomo” a fiscalizar regras

A associação nacional de restaurantes PRO.VAR – Promover e Inovar a Restauração Nacional pediu este domingo ao Governo a criação da figura de “mordomo” no programa Adaptar 2.0 para ajudar na manutenção das regras de segurança contra a covid-19 no setor.

“O que estamos a pedir ao Governo é que incluam no Adaptar 2.0 uma verba para complemento de salário para que se crie um responsável dedicado nos restaurantes, um “mordomo”, alguém que possa assegurar que os procedimentos estão a ser cumpridos”, avançou Daniel Serra, presidente da PRO.VAR, em entrevista telefónica à agência Lusa, acrescentando que a associação defende que esse “item” seja incluído numa nova versão do selo “Clean and Safe”.

O programa Adaptar 2.0 vai disponibilizar mais 50 milhões de euros para auxiliar e estimular micro e pequenas e médias empresas (PME) dos setores secundário e terciário a atualizar e remodelar os seus estabelecimentos e unidades de produção, modernizando-os e adaptando-os no atual contexto de covid-19.

Não queremos que pague o justo pelo pecador, alguns restaurantes ignoram as regras e outros cumprem-nas com rigor”, disse Daniel Serra.

Segundo o responsável, logo depois de Graça Freitas ter dito recentemente que existia surtos em restaurantes da Povoa de Varzim e Vila do Conde, “centenas de restaurantes dessa região” foram prejudicados.

Para “prevenir e não remediar”, a associação nacional de restaurantes defende que se tem de “endurecer agora, com mais vigilância e fiscalização para ganhar o futuro”.

“Seria importante que o Governo permitisse que fosse elegível no Adaptar, que em breve será disponibilizado, uma verba para complemento de salário, que poderia ser de 1/3 do valor do salário bruto e que tivesse a duração de pelo menos seis meses, período que se prevê maior pico da pandemia. Acho que nenhum país adotou esta medida, é uma ideia da PRO.VAR já apresentada ao Governo e que esperamos que venha ser aceite”, revelou Daniel Serra.

A associação apela também ao Governo para que haja “um reforço da fiscalização”, seja pela ASAE, PSP, GNR ou Polícia Municipal. “O setor não quer voltar a correr o risco de reduzir horários e muito menos encerrar. O que queremos é ter a garantia que se cumprem as regras”, concluiu.

Restaurantes querem esplanadas cobertas no inverno

A mesma associação enviou também este domingo um pedido urgente a todas as câmaras municipais para que autorizem a utilização de “esplanadas cobertas” no sentido de poderem enfrentar as condições climatéricas do inverno no combate à covid-19.

A PRO.VAR enviou pedidos urgentes às “308 câmaras municipais, para que permitam a utilização de ‘esplanadas cobertas’”, e ao Governo um “pedido de reforço da fiscalização aos estabelecimentos de restauração no âmbito da covid-19”, revelou Daniel Serra.

“O regresso do inverno, no contexto da pandemia, acrescentou problemas ao setor da restauração, o crescimento do número de infetados e o impedimento do uso das esplanadas, por questões climatéricas, reduziu a lotação dos espaços para metade e coloca todo um setor sobre grande pressão”, observou o dirigente, afirmando acreditar que a cobertura das esplanadas pode minorar o “risco de incumprimento dos clientes” e dos “empresários da restauração”.

Daniel Serra referiu que o setor da restauração não pode ignorar que, nos últimos dias, “existiram episódios de incumprimento” que colocaram pessoas em risco e afetaram a confiança”, e por essa razão a PRO.VAR pede que não se “poupe esforços” e apela ao Governo e às câmaras municipais que procurem “reforçar a fiscalização no terreno”.

“Torna-se imperativo que se encontrem soluções para garantir que a restauração opere na máxima segurança, protegendo a saúde pública e tenham por sua vez, a viabilidade”, defendeu.

A PRO.VAR – Promover e Inovar a Restauração Nacional é uma associação de restaurantes que nasceu em dezembro de 2014 como uma organização de “caráter moderno e inovador, que pretende assumir a figura legal de uma associação com vista à promoção, inovação e defesa do setor específico da restauração, desenvolvendo e planeando as suas atividades de acordo com linhas orientadoras modernas”, lê-se no seu site. Como missão diz pretender assumir um protagonismo complementar e não concorrente às associações do setor.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …

Violência armada. 430 mortos na última semana nos EUA e 2021 pode ser dos piores anos de sempre

Só na semana passada registaram-se cerca de 430 mortos e mais de 1000 feridos associados a tiroteios, num ano que está a ser marcado pelo aumento da violência armada nos Estados Unidos. O ano passado foi …