//

Reino Unido na lista de países sujeitos a quarentena para entrar em Portugal

1

Luís Forra / EPA

Os passageiros provenientes do Reino Unido serão sujeitos a quarentena de 14 dias após entrada em Portugal continental.

O Reino Unido foi incluído na lista de países cujos cidadãos serão sujeitos a quarentena de 14 dias após entrada em Portugal continental, determina um despacho publicado pelo Governo, que entra em vigor esta segunda-feira.

Os passageiros provenientes do Reino Unido poderão, contudo, ficar dispensados de confinamento “se munidos de comprovativo de vacinação realizada nesse país, e que ateste o esquema vacinal completo do respetivo titular, há pelo menos 14 dias, com uma vacina contra a covid-19 com autorização de introdução no mercado nos termos do Regulamento (CE) n.º 726/2004″, lê-se no despacho.

O despacho 6326-A/2021, publicado no Diário da República, no 1º suplemento, da série II de hoje, inclui as listas dos países e das competições desportivas internacionais a que se aplicam as regras em matéria de tráfego aéreo, aeroportos, fronteiras terrestres, marítimas e fluviais.

A essa lista de países – até agora composta pela África do Sul, Brasil, Índia, e Nepal – junta-se o Reino Unido, cujos cidadãos dali provenientes também deverão cumprir, após a entrada em Portugal continental, “um período de isolamento profilático de 14 dias, no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde”.

No mesmo diploma é incluída a lista dos países e das regiões administrativas “cuja situação epidemiológica esteja de acordo com a Recomendação (UE) 2020/912 do Conselho, de 30 de junho de 2020, e respetivas atualizações, cujo tráfego aéreo de e para Portugal continental se encontra autorizado, sob reserva de confirmação da reciprocidade”.

Nessa lista estão incluídos a Albânia, Austrália, Coreia do Sul, Estados Unidos da América, Israel, Japão, Líbano, Nova Zelândia, Ruanda, Singapura, Tailândia, República do Norte da Macedónia, República Popular da China, Sérvia, Taiwan, e as regiões administrativas especiais de Hong Kong e Macau.

Além disso, o documento inclui uma lista de competições desportivas que permitem que os participantes dispensem o período de isolamento.

Da lista das competições desportivas profissionais internacionais, “cuja participação exceciona os respetivos passageiros de voos com destino a Portugal continental do dever de cumprir um período de isolamento profilático de 14 dias”, fazem parte 23 eventos, a realizarem-se até julho.

As listas podem ser consultadas aqui.

Na passada sexta-feira, o arquipélago da Madeira, as ilhas Baleares e algumas das Caraíbas, incluindo Barbados, foram adicionadas à “lista verde” de viagens internacionais e isentas de quarentena na chegada a Inglaterra.

Isto significa que os britânicos podem viajar para o arquipélago português sem precisarem de fazer quarentena no regresso.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.919.801 de vítimas em todo o mundo, resultantes de 180.725.470 casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.084 pessoas e foram confirmados 874.547 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

  ZAP // Lusa

1 Comment

  1. Isto é mesmo um governo medíocre. Foi preciso a Merkel falar para assumirem o que já deveriam ter feito há muito!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.