//

Rastreio em Wuhan revela que (afinal) os assintomáticos podem não transmitir SARS-CoV-2

15

Desde o início da pandemia que são muitas as teorias sobre a covid-19. Agora, um novo estudo sugere que afinal os assintomáticos podem não ser infecciosos.

O estudo foi feito entre maio e junho na cidade chinesa de Wuhan – a cidade onde alegadamente começou a covid-19. A pesquisa envolveu quase toda a população (dez milhões de pessoas) e agora foi publicada na revista Nature, mostrando que os portadores assintomáticos do vírus não contagiam as outras pessoas.

A equipa de investigadores analisou cerca de 9,9 milhões de pessoas, ou seja, 92,9% da população. Durante a pesquisa, não foi detetado nenhum caso positivo sintomático de covid-19, mas registaram-se 300 assintomáticos. Perante estes dados o estudo concluiu que “não houve evidência de transmissão de pessoas positivas assintomáticas para contactos próximos rastreados”.

De acordo com o texto publicado na revista científica, “estudos anteriores demonstraram que indivíduos assintomáticos infetados com o vírus SARS-CoV-2 eram infecciosos, podendo posteriormente tornar-se sintomáticos”.

Contudo, “no presente estudo, a cultura do vírus foi realizada em amostras de casos positivos assintomáticos, e não foi encontrado nenhum vírus SARS-CoV-2 viável”. Isto significa que “todos os contactos próximos dos casos positivos assintomáticos tiveram resultados negativos, indicando que os casos positivos assintomáticos detetados neste estudo provavelmente não eram infecciosos“, pode ler-se no documento.

Por outro lado, “a cultura de vírus de laboratório existente e os estudos genéticos mostraram que a virulência do vírus SARS-CoV-2 pode enfraquecer com o tempo, e as pessoas recém-infetadas eram mais propensas a ser assintomáticas e com uma carga viral mais baixa do que os casos infetados há mais tempo”.

Ainda assim, os especialistas afirmam que “é muito cedo para ser complacente, devido à existência de casos positivos assintomáticos e ao alto nível de suscetibilidade em residentes em Wuhan”.

Consideram ainda que “as medidas de saúde pública para a prevenção e controle da epidemia de covid-19, incluindo o uso de máscaras, mantendo o distanciamento social seguro em Wuhan, devem ser mantidas. Especialmente, as populações vulneráveis devem continuar a ser protegidas de forma adequada”.

Segundo o DN, o estudo também encontrou 107 casos de pessoas que já tinham sido dadas como recuperadas e que voltaram a dar positivo, de forma assistemática, nos novos testes. Porém, também essas não tinham infetado nenhum contacto próximo.

  ZAP //

15 Comments

  1. Então se os chinos insistem que a pandemia começou fora da China como é que o Mundo contaminado por eles, pode meter Wuhan, na treta deles, no meio da crise se foram os estrangeiros que levaram o Sars-CoV-2 para a China? O Mundo inteiro contra? Não é possível, eles são inocentes, nem sequer laboratórios de pesquisa têm?

    • Tem calma porque começa a aparecer provas que o vírus já circulava na Italia e na Espanha (Barcelona) antes de Novembro do ano passado.

      Neste momento sabe-se muito pouco sobre o Vírus e as suas mutações, pode que a vacina seja eficaz … ou não (se houver mais mutações), pode que tenha aparecido na Europa … ou não.

      O problema é que para se aprender é preciso fazer estudos e depois olhar para esse estudos e questionar-los, depois corrigir as premissas erradas no estudo e voltar a fazer-lo e refazer-lo, outra e outra vez até que ninguém consiga questionar-lo.
      Infelizmente os media, especialmente os televisivos, escolhem os estudos que lhe interessam para criar pânico e mostram como certezas … pior que isso, os governantes e mesmo algum responsáveis de comunidades que se esperariam ser mais sensatos na pesquisa de informação (como dos médicos) usam estas noticias e estudos para tomar medidas sem realmente entenderem o que estão a fazer e ignorando tudo e todos os que divergem da sua agenda política.

  2. Pergunto:
    Porque é que O MUNDO INTEIRO está a braços com a pandemia e os chinos limpinhos?….
    Não será porque quando mandaram o vírus cá para fora já tinham vacina e imunizado toda a população?

    • Naturalmente! Infectaram o Mundo para serem eles a dominar mais uma vez esse mesmo Mundo mas tiveram azar porque há gente mais inteligente que lhe passaram a perna e aí estão com vacinas adequadas ao pessoal e eles chucham nos dedos e dão as vacinas deles aos desgraçados que servirão de cobaias para as experiências desses trafulhas de olhos em bico.

  3. Os chinos só são inteligentes a fazer o mal! E os ceguinhos ocidentais ainda não perceberam que eles querem dominar o Mundo e começaram por colocar milhares dos seus compatriotas em todos os países ocidentais porque os governos destes, andam todos a dormir.

  4. A China do genocida Xi Jinping e dos criminosos do PC chinês não é de todo confiável.

    1. Os testes são uma treta, detectam tudo e mais alguma coisa, incluindo eventualmente o vírus chinês de Wuhan.
    2. Ainda estão a correr notícias sobre a perigosidade nos contágios dos assintomáticos, e a China vem agora dizer que os assintomáticos não infectam ninguém.
    3. A ser verdade que o vírus chinês de Wuhan pode viajar “à borla” nas exportações / importações entre países, isso explicaria por que o vírus chinês foi e continua a ser enviado através do mundo inteiro.

    Nem a China comunista, nem a vacina chinesa, nem os produtos chineses, nem sequer a opinião veiculada pelo Partido Comunista ou por cientistas chineses são, de todo, confiáveis!

    Boicotem MADE IN CHINA!

    Se os dirigentes mundiais fossem mais sábios e prudentes, isolariam de novo a China, quer a nível comercial como a nível diplomático. A China comunista não aceita a democracia nem respeita os direitos humanos e esconde os seus hediondos crimes sob a designação de “assuntos internos”! Há que “interná-la”!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.