Investigadores garantem que covid-19 já circulava em Itália em setembro de 2019

As autoridades italianas já tinham dado conta de um surto invulgarmente forte de pneumonia e gripe na Lombardia no último trimestre de 2019. Agora, os dados confirmam que a covid-19 já circulava nessa altura. OMS diz que está a rever os dados desta investigação.

Itália foi um dos mais afetados do mundo durante a primeira vaga, e agora as coisas voltam a complicar-se novamente, visto que nos últimos o país tem vindo a ter um elevado número de infetados e de mortes.

Contudo, de acordo com dados do Instituo Nacional do Cancro, o novo coronavírus já circulava em Itália, mais concretamente na cidade de Milão, em setembro de 2019. Os dados indicam que o vírus poderá ter-se espalhado em Itália mais cedo do que se pensava inicialmente, e isso pode explicar a situação caótica que o país viveu nos meses da primavera.

A Organização Mundial da Saúde tinha dito que não havia registo de casos de Covid-19 antes de ter sido dado a conhecer o surto em Wuhan, na China, em dezembro do ano passado, mas sempre assumiu que não pode excluir-se a possibilidade de o vírus ter circulado antes dessa data.

Ontem, a OMS referiu que está a rever os resultados desta investigação italiana e que vai procurar esclarecer a questão, uma vez que até agora, o primeiro caso de covid-19 conhecido em Itália tinha sido detetado numa pequena vila perto de Milão, a 21 de fevereiro de 2020.

Os novos dados demonstram que 11,6% dos 959 voluntários saudáveis que se inscreveram num despiste de cancro do pulmão entre setembro de 2019 e março de 2020 já tinham desenvolvido anticorpos para o coronavírus antes de fevereiro.

Uma outra pesquisa sobre anticorpos para a covid-19, levada a cabo pela Universidade de Siena no âmbito do mesmo estudo, mostra que quatro casos de doença registados em outubro de 2019 já tinham anticorpos, o que revela que já tinham sido infetados anteriormente, diz a Renascença.

Giovanni Apolone, um dos autores do estudo, explica à Reuters que “o resultado principal” da investigação é que “as pessoas sem sintomas não só acusaram positivo depois dos testes serológicos, como também já tinham anticorpos capazes de matar o vírus“.

Segundo o especialista, “isso significa que o novo coronavírus pode circular durante muito tempo e com baixas taxas de mortalidade sem que isso signifique que está a desaparecer, e depois surge de novo.”

Investigadores italianos disseram à Reuters em março que tinham detetado um número mais elevado de casos de pneumonia e de gripe na Lombardia em finais de 2019, pensando por isso que o novo coronavírus já poderia ter circulado antes do que se pensava.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. O segredo está no queijo. Queijo Camembert causou o surto em Wuhan mas o queijo Parmesan transportado por uma Pizza de Quatro Queijos aterrou na França em cima de um Brie. Simples
    Mas ainda hão de ser capazes de culpar o queijo da Serra por não ter sido bem curado e de estar situado em nível superior, que facilita a distribuição.

    • gostei do comentário irónico, eu não diria melhor.
      também estou cansado de tanto diz que disse, tantas descobertas velhas sem acrescentar nada de novo.

  2. Bom, para estar à altura dos comentários já feitos, vou dizer que foi o Trump que mandou a Pfizer cozinhar este virus! Infelizmente, devido a um problema de logística, teve de passar primeiro por espanha, itália…;D

  3. Isto é tudo uma cavala daqueles senhores que mandam nisto tudo e que á quem diga terem ligações a ETs e terraplanistas e o diabo a sete ou mesmo oito. Eces senhores é que mandam no mundo. E eles juntamse e facem destas coizas aos homanidades e coiso e tal.

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …