Investigadores garantem que covid-19 já circulava em Itália em setembro de 2019

As autoridades italianas já tinham dado conta de um surto invulgarmente forte de pneumonia e gripe na Lombardia no último trimestre de 2019. Agora, os dados confirmam que a covid-19 já circulava nessa altura. OMS diz que está a rever os dados desta investigação.

Itália foi um dos mais afetados do mundo durante a primeira vaga, e agora as coisas voltam a complicar-se novamente, visto que nos últimos o país tem vindo a ter um elevado número de infetados e de mortes.

Contudo, de acordo com dados do Instituo Nacional do Cancro, o novo coronavírus já circulava em Itália, mais concretamente na cidade de Milão, em setembro de 2019. Os dados indicam que o vírus poderá ter-se espalhado em Itália mais cedo do que se pensava inicialmente, e isso pode explicar a situação caótica que o país viveu nos meses da primavera.

A Organização Mundial da Saúde tinha dito que não havia registo de casos de Covid-19 antes de ter sido dado a conhecer o surto em Wuhan, na China, em dezembro do ano passado, mas sempre assumiu que não pode excluir-se a possibilidade de o vírus ter circulado antes dessa data.

Ontem, a OMS referiu que está a rever os resultados desta investigação italiana e que vai procurar esclarecer a questão, uma vez que até agora, o primeiro caso de covid-19 conhecido em Itália tinha sido detetado numa pequena vila perto de Milão, a 21 de fevereiro de 2020.

Os novos dados demonstram que 11,6% dos 959 voluntários saudáveis que se inscreveram num despiste de cancro do pulmão entre setembro de 2019 e março de 2020 já tinham desenvolvido anticorpos para o coronavírus antes de fevereiro.

Uma outra pesquisa sobre anticorpos para a covid-19, levada a cabo pela Universidade de Siena no âmbito do mesmo estudo, mostra que quatro casos de doença registados em outubro de 2019 já tinham anticorpos, o que revela que já tinham sido infetados anteriormente, diz a Renascença.

Giovanni Apolone, um dos autores do estudo, explica à Reuters que “o resultado principal” da investigação é que “as pessoas sem sintomas não só acusaram positivo depois dos testes serológicos, como também já tinham anticorpos capazes de matar o vírus“.

Segundo o especialista, “isso significa que o novo coronavírus pode circular durante muito tempo e com baixas taxas de mortalidade sem que isso signifique que está a desaparecer, e depois surge de novo.”

Investigadores italianos disseram à Reuters em março que tinham detetado um número mais elevado de casos de pneumonia e de gripe na Lombardia em finais de 2019, pensando por isso que o novo coronavírus já poderia ter circulado antes do que se pensava.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. O segredo está no queijo. Queijo Camembert causou o surto em Wuhan mas o queijo Parmesan transportado por uma Pizza de Quatro Queijos aterrou na França em cima de um Brie. Simples
    Mas ainda hão de ser capazes de culpar o queijo da Serra por não ter sido bem curado e de estar situado em nível superior, que facilita a distribuição.

    • gostei do comentário irónico, eu não diria melhor.
      também estou cansado de tanto diz que disse, tantas descobertas velhas sem acrescentar nada de novo.

  2. Bom, para estar à altura dos comentários já feitos, vou dizer que foi o Trump que mandou a Pfizer cozinhar este virus! Infelizmente, devido a um problema de logística, teve de passar primeiro por espanha, itália…;D

  3. Isto é tudo uma cavala daqueles senhores que mandam nisto tudo e que á quem diga terem ligações a ETs e terraplanistas e o diabo a sete ou mesmo oito. Eces senhores é que mandam no mundo. E eles juntamse e facem destas coizas aos homanidades e coiso e tal.

RESPONDER

Alguns distritos de Portugal continental e Madeira com avisos meteorológicos até domingo

Alguns distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira vão estar a partir de hoje e pelo menos até domingo com vários avisos meteorológicos devido à agitação marítima, vento e queda de neve, de …

R abaixo de 1 em Portugal. Um milhão de pessoas pode já ter tido contacto com o vírus

Um doente covid-19 em Portugal está a infetar, em média, menos de uma pessoa, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge revelados esta quinta-feira, que mostram que o Rt voltou a estar abaixo do 1. “Atualmente, o …

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

O Congresso norte-americano aprovou esta quinta-feira legislação que força as empresas chinesas a saírem dos índices bolsistas norte-americanos a menos que cumpram as regras de contabilidade nos Estados Unidos. A legislação, que pode afetar dezenas de …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Vila Verde

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Câmara de Vila Verde, no distrito de Braga, relacionadas com "adjudicações a juntas de freguesia", confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte daquela força policial. Segundo a mesma fonte, …

Reino Unido começa a vacinar já na próxima semana

O Reino Unido vai começar a vacinar a sua população contra a covid-19 na próxima semana. Depois da aprovação do uso da vacina da Pfizer, os primeiros a receber a vacina serão os trabalhadores e …

Governo já garantiu 370 camas no setor privado

O Governo já garantiu 370 camas no setor privado, sendo que quase metade, 164, são para doentes covid. Há atualmente 3.338 pacientes infetados com o novo coronavírus internados em hospitais. A informação foi confirmada por fonte …

Covid-19 pode ter chegado aos EUA em dezembro de 2019. País prepara-se para o pior inverno da história

Depois de ter sido confirmado que o novo coronavírus já circulava em Itália desde setembro de 2019, agora surge um relatório que refere que a covid-19 pode ter infetado um pequeno número de pessoas nos …

Maior parte dos médicos aposentados que voltam ao SNS prefere trabalhar em tempo reduzido

A maior parte dos médicos aposentados que regressa ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) opta por trabalhar em tempo reduzido, adianta o Jornal de Notícias. De acordo com o Jornal de Notícias, do total de 216 …

Bruxelas ameaça avançar com Fundo de Recuperação sem Hungria e Polónia

A Comissão Europeia (CE) está a perder a paciência e, caso não haja progressos nas negociações, ameaça avançar com o Fundo de Recuperação europeu sem a 'luz verde' da Hungria e da Polónia. O ultimato foi …

Empresas que reforcem lay-off não podem fechar portas, mas podem reduzir horários a 100%

O chamado “apoio à retoma progressiva” vai permitir que em dezembro as empresas saltem para o escalão seguinte, que garante mais financiamento, mas o Governo exige que mantenham atividade. Contudo, garante que tal não condiciona …