Ramalho desculpabiliza Vítor Fernandes e nega “relação especial” com Vieira

José Sena Goulão / Lusa

António Ramalho, presidente do Novo Banco

António Ramalho diz que as decisões sobre o crédito da Imosteps foram tomadas de forma colegial, descartando influência direta de Vítor Fernandes.

Numa carta enviada aos deputados da comissão parlamentar de inquérito ao Novo Banco, António Ramalho explica que as decisões sobre o crédito da Imosteps foram tomadas de forma colegial, desculpabilizando assim Vítor Fernandes.

O Ministério Público (MP) argumenta que Vítor Fernandes terá sido o informador de Luís Filipe Vieira na compra da dívida através de um esquema lesivo para o Fundo de Resolução (FdR).

Para o Ministério Público, Luís Filipe Vieira teve ajuda de Vítor Fernandes na compra da dívida da Imosteps por um sexto do seu valor. Fernandes terá avisado Vieira de que o seu nome não poderia aparecer numa proposta de compra da dívida, já que tal impediria que o Fundo de Resolução, financiado com o dinheiro dos contribuintes, desse o aval à venda.

Nessa mesma carta, citada pelo jornal Público, o presidente executivo do Novo Banco nega ainda ter uma “relação especial” com Luís Filipe Vieira.

“O valor do crédito da Imosteps — ativo tóxico do legado do BES —​ não correspondia ao seu valor nominal (54 milhões de euros) e que, aliás, apresentava sérios indícios de crédito de favor desde a sua origem”, começou por dizer António Ramalho.

“As decisões do Novo Banco são tomadas nos respetivos órgãos e comités, de forma colegial, e em estrito cumprimento das regras de funcionamento previstas nos respetivos estatutos, regulamentos ou normativos internos”, disse ainda Ramalho.

Naturalmente, Vítor Fernandes esteve “presente em reuniões do Conselho Financeiro e de Crédito e do Conselho de Administração Executivo, enquanto membro desse conselho e desse órgão social”, mas não terá tomado decisões a título individual.

Ramalho insiste ainda que a área comercial tem a “responsabilidade de acompanhar o relacionamento e as operações de cada cliente, mas não toma decisões relativas a imparidades de crédito, nem a operações de venda ou de concessão ou reestruturação de créditos”.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …