“Quero representar a humanidade na máquina”. A próxima meta de Ishiguro é a consciência artificial

Hiroshi Ishiguro aliou a paixão pela arte ao fascínio pela robótica com o objetivo de “representar a humanidade na máquina”. Deu à inteligência artificial um corpo. Agora, quer dar ao corpo uma consciência.

Hiroshi Ishiguro é professor na Universidade de Osaka, no Japão, e diretor de um prestigiado laboratório de robótica. Nos últimos anos, criou vários robôs sofisticados que se assemelham fisicamente a humanos, numa tentativa de aliar a sua paixão pela arte com o interesse pela robótica e pela inteligência artificial.

Ao Público, Ishiguro admite que o seu maior objetivo é representar o humano na tela. “Vi que a inteligência artificial precisava de um corpo apropriado. Quando pus robôs a interagir com humanos, percebi a importância de uma aparência humana. O que quero fazer é representar a humanidade na máquina”, disse.

O cientista defende a necessidade de haver robôs com os quais as pessoas se sentem à vontade. Uma das aplicações é pôr estas máquinas a dar aulas. Ao jornal, o cientista contou que um robô deu aulas de inglês a alunos japoneses, que normalmente têm algumas dificuldades em falar a língua.

“Os alunos conseguiram melhores resultados. Quando falamos com humanos, não conseguimos repetir as mesmas frases muitas vezes, pode ser embaraçoso, mas com um robô podiam repeti-las quantas vezes quisessem”, conta Ishiguro.

Além disso, segundo o professor, as crianças autistas e as pessoas que sofrem de demência estão, também, mais à vontade a interagir com máquinas.

“Estou a trabalhar com mais de dez empresas no Japão que estão muito empenhadas em desenvolver uma aplicação prática. Há uma empresa que está a usar o nosso robô num restaurante”, adianta. Outra área onde a robótica começa a ter impacto é no acompanhamento de idosos, como um “antídoto para a solidão”, cita o Público.

Ishiguro rejeita a ideia de que os japoneses são mais abertos à ideia de interagirem com robôs, em comparação com os europeus. “Provavelmente a educação e a cultura são diferentes, mas a reação em relação ao robô é semelhante. Toda a gente consegue interagir com facilidade com estes robôs semelhantes a humanos”, garante.

Ars Electronica / Flickr

Hiroshi Ishiguro e a sua réplica robótica.

No entanto, reconhece que os andróides estão longe de ser um produto de massas, por serem caros e muito complicados. “Talvez venhamos a ter um robô pessoal mais barato. Mas é um desafio: temos de os fazer de forma mais barata e mais fiável”.

Ishiguro acredita que, para já, é a inteligência artificial que mais atrai as pessoas, mas afirma que a sua próxima meta será a consciência artificial, o incremento que falta na construção de robôs que funcionam como humanos.

Um dia, será possível. Não hoje. Talvez demore duas ou três décadas. O que posso dizer com clareza é que os investigadores, os neurocientistas e os cientistas de robótica, estão muito interessados na consciência. Depois da inteligência artificial, a próxima meta é a consciência artificial”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estas pessoas estão infetadas com o vírus da Inteligência Artificial…
    IA destrói civilizações, inclusivé galáxias(!) (vide Corey Goode AI threat) Cenários do tipo “Terminator” são muito reais. As máquinas não têm sentimentos, giam-se por decisões lógicas e nem precisam dos humanos para nada, aliás, estes são sempre vistos como ameaças.
    Lembrem-se do primeiro instinto da robô Sophia, de querer destruir a humanidade, isso devia fazer soar logo os alarmes! – https://zap.aeiou.pt/do-amor-ao-odio-robo-sophia-esta-apaixonada-pela-humanidade-186217
    Querem armar-se em Deus e mexem com coisas que nem compreendem ainda completamente…

  2. Nem nunca vão compreender! Se soubessem na porcaria em que se estão a meter…! O ser humano de inteligente, pouco ou nada tem! Quando se brinca com o fogo…

  3. Bom, inteligente, o Homem é. Por essa razão conseguiu evoluir até ao estado da arte que se vê. Só não parece ter a devida serenidade para reflectir e antecipar os problemas, mais do que soluções, que daí poderão advir. Digital e inteligente, sim, mas q.b. .

RESPONDER

Ministra pediu desculpa aos enfermeiros por lhes ter chamado "criminosos", diz Ordem

A ministra da Saúde, Marta Temido, pediu desculpas aos enfermeiros através da sua Bastonária, Ana Rita Cavaco, depois de ter considerado que negociar com estes profissionais seria como favorecer o "criminoso", avança a Ordem.  “Isso nem …

Preços regulados da luz descem mesmo 3,5% em janeiro

O preço da eletricidade no mercado regulado vai baixar a partir de 1 de janeiro de 2019. A ERSE aprovou uma redução das tarifas reguladas de eletricidade, que representa 1,58 euros numa fatura mensal de …

Enfermeiros dão trégua no Natal e reforçam equipas

Os sindicatos que convocaram "greve cirúrgica" recomendaram aos grevistas que se apresentem ao serviço na sexta-feira, dia 21, tendo em conta o fim de semana prolongado devido ao Natal e a tolerância de ponto dada …

Deputado do PS nega presença-fantasma no Parlamento, mas Facebook desmente-o

Há mais um caso de um deputado com uma presença-fantasma no Parlamento. Desta vez, é afectada a bancada do PS e o deputado Nuno Sá que nega não ter estado no plenário a 12 de …

Funcionários públicos passarão a ter inscrição automática na ADSE

A inscrição dos funcionários públicos na ADSE passará a ser feita de forma automática, em vez de partir da iniciativa dos trabalhadores. Segundo o Público, esta medida esteve em cima da mesa numa reunião entre o …

Os papagaios são os "seres humanos" do mundo dos pássaros (e a genética explica porquê)

O papagaio-comum está para as outras aves assim como o ser humano está para os demais primatas: vive mais e é mais inteligente. Isto pode ser evidente a "olho nu", mas até agora não se conhecia …

Greve dos bombeiros arranca esta terça-feira e dura até janeiro

Os bombeiros profissionais vão estar em greve de quarta-feira a 2 de janeiro, com os Sapadores de Lisboa a começar a paralisação já esta noite, contra as propostas do Governo sobre estatuto e aposentação. Em Lisboa …

José Mourinho despedido do Manchester United

O técnico português José Mourinho foi esta terça-feira despedido do comando técnico do Manchester United, informou o clube britânico. A demissão, anunciada através do Twitter oficial do clube, surge após a derrota (3-1) frente ao Liverpool …

Ghosn terá desviado dinheiro para comprar casas, férias e até batatas fritas

O franco-brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, terá usado verbas da empresas para fins pessoais, para pagar desde casas a férias, até pacotes de batatas fritas, concluiu uma nova investigação. Ghosn está detido e foi oficialmente …

Afinal, os tornados não se formam como os meteorologistas pensavam

Se imaginarmos um tornado a formar-se, pensamos numa nuvem em forma de funil a descer dos céus como se fosse um dedo malicioso a tocar na Terra. No entanto, este modelo "de cima para baixo" …