Imposição de quarentenas na Europa coloca em risco 197,5 milhões de empregos

Stina Stjernkvist / EPA

A imposição de quarentenas entre países europeus pela Covid-19, como as do Reino Unido ou da Noruega a viajantes provenientes de Espanha, coloca em risco até 197,5 milhões de empregos este ano a nível global, foi anunciado esta terça-feira.

Numa entrevista à Efe, a presidente do World Travel and Tourism Council (WTTC), Gloria Guevara, recordou que nestas previsões para o setor, que apontam para o pior dos cenários, a queda do turismo causaria uma perda no Produto Interno Bruto (PIB) mundial de mais de 5,5 biliões de dólares (4,7 biliões de euros), menos 62% que em 2019, e o número de chegadas turísticas a nível mundial seria reduzido em 73%.

A falta de colaboração entre os países europeus para estabelecer um quadro comum contra a Covid-19 fará aumentar o número de empregos afetados no Velho Continente em 2020 de 18,4 milhões para 29,5 milhões, com uma perda de 1,6 biliões de dólares (1,4 biliões de euros) no PIB.

Para Guevara, a decisão do Governo britânico de impor uma quarentena a todos os viajantes que chegam de Espanha, “infelizmente, gera instabilidade e incerteza e tem um grande impacto” também para o próprio Reino Unido, onde o número de postos de trabalho em risco aumenta de 1,9 milhões para 2,8 milhões.

Além disso, a chefe do WTTC está preocupada que “a questão se politize e as pessoas comecem a pensar na reciprocidade”, sendo a quarentena o principal dano para o turismo porque a desconfiança que gera faz com que as pessoas tenham ainda mais medo de ficar presas num país do que de ficar contagiadas.

A quarentena britânica, que também foi anunciada sem qualquer aviso, é “devastadora” para o setor e é “um golpe sem precedentes”, lamentou Guevara, que disse ser “um passo atrás” no que já estava a progredir na recuperação após a pandemia.

A medida levou a muitos cancelamentos de viagens não só do Reino Unido para Espanha, mas também na direção oposta. Se o governo britânico quisesse impor uma quarentena aos viajantes vindos de Espanha, “deveria tê-lo feito de uma forma mais localizada e não incluir todo o país, uma vez que as Ilhas Canárias e Baleares ou a Andaluzia estão bem”, sublinhou.

Atualmente, alguns países, como a Islândia, substituíram as quarentenas por testes rápidos de Covid-19 à chegada e, se um teste turístico for positivo, o turista é colocado em isolamento, enquanto com um negativo, é-lhe permitido visitar o destino.

Só se houver muita socialização com a comunidade é que outro teste é solicitado no quinto dia, mas se a viagem for apenas para turismo, um teste é suficiente, disse Guevara, que não compreende “porque é que o Reino Unido não pode aprender com o que acontece noutros países”.

Segundo Guevara, Espanha será grandemente afetada pela decisão das autoridades britânicas a curto prazo, mas ao mesmo nível que outros países, incluindo o próprio Reino Unido, que terá dificuldade em recuperar a procura porque a imposição dos quarenta “é como dizer que os turistas não são bem-vindos”.

Na opinião de Guevara, é essencial que a reabertura do turismo seja feita de forma coordenada, acordando medidas como a utilização de máscaras ou testes de Covid-19 à chegada, entre outras, que atualmente aplicam alguns países e outros não.

O turismo precisa de “soluções consistentes”, por isso temos de nos sentar e chegar a acordo sobre quais são as regras e garantir a sua aplicação a todos, porque se correr mal para um país, seja Espanha, França ou Portugal, “corre mal para a Europa”, insiste a presidente do WTTC.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Suécia 1-0 Eslováquia | Isak carrega nórdicos às costas

A Suécia deu hoje um passo de ‘gigante’ rumo aos oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Eslováquia por 1-0, em encontro da segunda jornada do Grupo E, disputado em São Petersburgo. Depois …

Ex-CEO da Groundforce admite hipótese de comprar a empresa

O ex-CEO da Groundforce, afastado do cargo em abril por "violação grave dos deveres de lealdade", não exclui a hipótese de vir a comprar a empresa de handling. Em declarações ao jornal online ECO, Paulo Neto …

Viatura onde seguia Eduardo Cabrita atropela uma pessoa na A6

Esta sexta-feira, um homem morreu após ter sido atropelado pelo automóvel em que seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, num acidente na autoestrada A6. Numa nota enviada às redações, o Ministério da Administração Interna …

Portugal com mais 1.298 casos e quatro mortes

Esta sexta-feira, Portugal registou 1.298 novos casos e quatro mortes na sequência da infeção por covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados, nas últimas 24 horas, mais 1.298 casos e …

Parlamento aprova prorrogação das moratórias bancárias até final do ano

O alargamento aplica-se aos "particulares e para as empresas que desenvolvem a sua atividade em setores especialmente afetados pela pandemia de covid-19". O Parlamento aprovou, esta sexta-feira ,a prorrogação e alargamento das moratórias bancárias, que terminavam …

Tribunal belga obriga AstraZeneca a entregar 50 mihões de doses de vacina à UE

A AstraZeneca vai ter que entregar 50 milhões de doses da vacina para a covid-19 à União Europeia. A entrega deve ser efetuada até 27 de setembro. A justiça belga ordenou, esta sexta-feira, à farmacêutica …

"Dois terços dos problemas estão na Área Metropolitana de Lisboa", justifica Costa

O primeiro-ministro, António Costa, justificou esta sexta-feira a necessidade de tomar medidas localizadas em Lisboa para evitar que o agravamento da situação epidemiológica se alastre.  Em Bruges, na Bélgica, à margem da sessão de encerramento do …

CDS critica “enorme infelicidade” do Presidente e "comunicação desastrosa" do Governo

O CDS-PP criticou hoje as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando disse que no que depender dele não haverá "volta atrás" no desconfinamento, considerando-as de “uma enorme infelicidade”, lamentando também a …

Astronautas entraram pela primeira vez na nova estação espacial chinesa

Três astronautas chineses começaram, esta sexta-feira, a fazer da nova estação espacial da China o seu lar, um dia depois de ali terem chegado, num lançamento bem-sucedido, que marcou um novo avanço no ambicioso programa …

Homicida de Bruno Candé tinha plena consciência dos seus atos. MP quer 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, o homicida de Bruno Candé, tinha plena consciência dos seus atos quando cometeu o crime, lê-se no relatório do Instituto Nacional de Medicina Legal. O Ministério Público quer 22 anos de prisão. O Ministério …