Puigdemont responde a ultimato de Madrid mas não esclarece nada

Alberto Estevez / EPA

O presidente da Generalitat de Catalunya, Carles Puigdemont

Carles Puigdemont enviou esta segunda-feira uma carta a Mariano Rajoy a propor diálogo, sem precisar se declarou ou não a independência da região. O Governo espanhol não considera válida a resposta dada pelo chefe do executivo regional da Catalunha.

Na missiva enviada ao Governo central, Puigdemont dá uma margem de “dois meses” e quer fixar “o mais rapidamente possível” uma reunião para explorar eventuais acordos.

O documento não clarifica se na passada terça-feira declarou ou não a independência da Catalunha, esclarecimento exigido pelo Governo espanhol. Por essa razão, o Governo espanhol não considera válida a resposta dada pelo chefe do executivo regional da Catalunha, disse esta manhã o ministro da Justiça espanhol, Rafael Catalá.

Citado pela agência Efe, o ministro recordou que, além de lhe perguntar se tinha declarado independência, o presidente do Governo, Mariano Rajoy, deu ao Governo da Catalunha um segundo prazo, até quinta-feira, para explicar as medidas que vai adotar para recuperar o cumprimento das suas obrigações.

Madrid tinha dado até às 10h00 desta manhã (9h00 em Lisboa) para que o executivo da região esclarecesse de uma vez por todas se na declaração ambígua feita na semana passada foi ou não proclamada a independência da região.

De acordo com o Diário de Notícias, no entanto, Rajoy já terá um plano para tirar o poder a Puigdemont e está neste momento a estudar vários cenários para estabelecer um governo de transição até que sejam realizadas eleições autonómicas antecipadas na região, no espaço de três a seis meses, avançou ontem o jornal espanhol El Mundo.

Inspirado num artigo semelhante da Constituição alemã, o artigo 155º da Constituição espanhola nunca foi acionado em 40 anos de democracia. É uma espécie de bomba atómica, que existe como ameaça escrita mas que nunca ninguém aplicou.

A primeira hipótese na qual os advogados do Estado espanhol trabalham é a formação de um governo de concentração em que participem políticos de todos os partidos, incluindo nacionalistas críticos da forma como o processo tem sido conduzido.

A segunda é um governo de gestão, mais tecnocrático, composto por altos funcionários do Estado.

A terceira é a designação de um ministro para a Catalunha, encarregado de administrar a autonomia. O objetivo será assegurar o funcionamento das instituições até que haja novas eleições, num prazo de entre três e seis meses.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Concluindo: Atar os braços aos catalães, impor-lhes o máximo possível de representantes de Madrid para uma lavagem ao cérebro e por fim talvez dar-lhes a hipótese de se prenunciarem quando os de Madrid entenderem que a altura é propícia.

RESPONDER

Derretimento do gelo polar está a "empenar" o planeta

Não são só os oceanos que saem prejudicados. O derretimento do gelo polar também está a deformar a crosta terrestre. À medida que as temperaturas derretem o gelo polar a um ritmo preocupante, o aumento do …

Superterras "nuas" dão pistas sobre a evolução de atmosferas quentes

TOI-1634b e TOI-1685b, duas superterras rochosas, carecem de atmosferas primordiais espessas, em órbitas muito próximas em torno de duas anãs vermelhas. TOI-1634b e TOI-1685b, dois candidatos a planeta, localizam-se na constelação Perseus, aproximadamente à mesma distância …

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …