PSD e CDS vão assinar acordo que exclui Chega de coligações nas autárquicas

José Coelho / Lusa

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos (E) saúda o presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

Os presidentes do PSD e do CDS-PP anunciaram, esta quarta-feira, que irão assinar até meio de fevereiro um acordo-quadro para as autárquicas que exclui a possibilidade de coligações com o Chega.

No final de uma reunião de cerca de hora e meia, Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos não quiseram referir-se nem a municípios concretos nem balizaram o número de coligações pré-eleitorais que esperam alcançar, que estará dependente da vontade das estruturas locais e da aceitação das direções nacionais.

“Este acordo não vai dizer que só há coligações com o CDS e com mais ninguém (…) A única questão que estamos de acordo é que não haverá com o Chega, mas tirando o Chega logo se verá”, explicou Rui Rio, salientando que “há muito” que rejeitou essa hipótese e que esta posição nada tem a ver com os resultados das presidenciais.

Questionado sobre a razão dessa exclusão do partido liderado por André Ventura, Rio respondeu: “O Chega para ter conversas com o PSD tem de se moderar, o Chega não se tem moderado, não há conversa nenhuma”.

Na mesma linha, também Francisco Rodrigues dos Santos disse já ter sido “perentório” que “não haverá coligações com o Chega, nem em autárquicas nem em legislativas”.

Rio não vai fazer “discurso violento à direita” para ganhar votos

Rui Rio assegurou que não vai mudar de estratégia face aos resultados das presidenciais de domingo nem fazer um discurso violento à direita para captar mais votos nesse espaço político.

Rio foi questionado se os resultados das presidenciais – em que o líder do Chega, André Ventura, alcançou o terceiro lugar e 11,9% dos votos – poderiam obrigar a uma mudança de estratégia do centro-direita.

“Se estão à espera que vá fazer agora um discurso à direita e violento para ir tentar captar uns votos que vêm com esse discurso violento à direita, esse não é o discurso do PSD, muito menos o meu. Teria então o PSD de ter um líder diferente para se colocar lá à direita. Era capaz era de perder os votos moderados… “, respondeu Rio.

O líder social-democrata admitiu que pode haver “pormenores de ordem tática” a acertar, mas assegurou que “a estratégia e a ideologia não mudam”.

“Não podem esperar que um líder do PSD desate com um discurso radical à direita. Eu não estou na política a qualquer preço, para qualquer discurso. Temos um espaço e o nosso espaço é, sobretudo, ao centro”, acrescentou.

Porto: Deputados do PSD pedem frente que inclua Rui Moreira

Três deputados municipais do PSD apelaram à comissão política concelhia do partida para que lance as bases para um entendimento alargado para as próximas eleições autárquicas que reúna as diferentes forças políticas consideradas “democráticas, humanistas e não socialistas”.

Nesta chamada “frente não socialista”, escreve o Público, a ideia é englobar a Iniciativa Liberal, o CDS e movimentos independentes, como o de Rui Moreira. Os três deputados signatários da carta são Pedro Duarte, Alberto Lima e Luís Osório, que não estão alinhados com a direção de Rui Rio.

De momento, os sociais-democratas estão divididos. Há quem entenda que o partido devia ter um candidato próprio à Câmara Municipal do Porto, enquanto há quem defenda que o PSD devia apoiar o atual autarca Rui Moreira.

Ainda sem escolher o candidato que será apoiado pelo partido, os deputados municipais do PSD salientam que este apelo “deverá ser interpretado como um contributo cívico para voltar a dar ao PSD a dimensão e relevância política que merece”.

“Sem prejuízo da competência avocada pelo presidente do PSD, no que diz respeito à escolha dos nomes candidatos à presidência das principais câmaras municipais, […] compete aos órgãos do partido de secção, nos termos dos estatutos, aprovar a estratégia política para o concelho e propor as listas de candidatura às autarquias locais”, lê-se na carta a que o jornal Público teve acesso.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso, isso, façam isso, isso mesmo, o CDS e PSD irao cavar a sua propria sepultura.
    E, A esquerda bate Palmas e Sorri!!!
    Mas ainda bem que nos esclarecem, que o CDS e PSD são uns FARSANTES da Democracia e do Estado de DIreito, e tal e qual a esquerdalhada.

  2. fazem parte da Cachorrada que se instalou, apoderou, do Estado.
    Fica claro.
    Muitos PSD´s tiveram como mentores Psico-Politicos as miseravies criaturas do MRPP.

RESPONDER

Para já só 180 trabalhadores aceitaram acordo com a TAP. Discórdia pode levar a despedimento coletivo

A TAP já chegou a acordo com 180 pessoas na última fase do programa de medidas voluntárias. A expectativa da companhia é que saiam cerca de 500 trabalhadores, que se irão juntar às adesões contabilizadas …

Número de nascimentos em janeiro e fevereiro foi o mais baixo desde que há registos

Janeiro e fevereiro de 2021 tiveram os números mensais de nascimentos mais baixos desde que há registos, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE). Em janeiro nasceram com vida 5912 crianças (menos 19,3% que em janeiro …

China pousa pela primeira vez uma nave em Marte

A China anunciou este sábado que pousou com sucesso a sua primeira nave espacial na superfície de Marte, avançou a agência estatal Xinhua citando a Administração Espacial Nacional da China. Ao pousar na planície Utopia, no …

Garrafas de água, sumo e latas de cerveja podem vir a ter uma taxa até 15 cêntimos

O preço de embalagens de água, sumos ou cerveja vai passar, em 2023, a vir acompanhado de uma taxa de depósito. O valor da tara deve variar entre os 5 e os 15 cêntimos. Como noticia …

Banco Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões no primeiro trimestre

O Banco Montepio registou prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano em comparação com lucros de 5,4 milhões no mesmo período do ano passado, foi divulgado esta sexta-feira ao mercado. De acordo …

Aviso da PSP a negar festejos em Alvalade andou “perdido” na CML. Medina sacode responsabilidades

O Sindicato dos Oficiais da PSP garante que município foi “redundantemente alertado” para entendimento de que devia ser recusada colocação de ecrãs gigantes junto a Alvalade. Contudo, a autarquia diz não ter informado os promotores …

Metrópole no Camboja medieval. Estudo mostra quantas pessoas viveram no Império de Angkor

Um novo estudo arqueológico mostra quantas pessoas viveram no antigo Império de Angkor ao longo do tempo. A população era comparável à da Roma antiga. Quão grandes eram as antigas cidades? No seu auge, há cerca …

Prazo para limpar terrenos termina hoje. Proprietários voltam a arriscar coimas

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina hoje, após ter sido prorrogado devido à pandemia e às condições climatéricas, pelo que os proprietários em incumprimento ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 …

Entre indiretas a Rui Moreira e farpas a Costa, Rio acusa PS de ter desistido de ganhar o Porto

O Presidente do PSD participou na apresentação da candidatura de Vladimiro Feliz, que considera "competente" e "trabalhador" à Câmara do Porto. Por outro lado, Rio usou a ocasião para acusar o PS de ir a …

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …