PSD ameaça Constâncio com queixa-crime para o obrigar a falar sobre Banif

Chatham House / Wikimedia

O ex-governador do Banco de Portugal, e Vice-Presidente do Banco Central Europeu, Vítor Constâncio

O ex-governador do Banco de Portugal, e Vice-Presidente do Banco Central Europeu, Vítor Constâncio

O PSD quer que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ao Banif volte a chamar Vítor Constâncio, ex-governador do Banco de Portugal, para prestar esclarecimentos, ameaçando apresentar uma queixa-crime contra o actual vice-presidente do BCE, caso este se recuse a falar.

Numa nota divulgada à comunicação social e noticiada pelo Público, o PSD realça que formalizou o pedido para que a CPI ao processo de resolução e venda do Banif volte a chamar Vítor Constâncio a prestar depoimento para “avaliar o comportamento” do Banco de Portugal e “as condições de exercício das suas competências no acompanhamento da situação” do Banco.

E, caso o actual vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE) continue a recusar prestar esclarecimentos no caso, o PSD realça que avança com uma queixa-crime por “prática flagrante de um crime de desobediência qualificada, conforme determina o artigo 19º do Regime Jurídico dos Inquéritos Parlamentares”.

Os sociais-democratas lembram que Constâncio já desempenhava funções no BCE em 2014, quando “respondeu às perguntas da CPI” que avaliou o caso BES.

Constâncio, que foi governador do Banco de Portugal entre Fevereiro de 2000 e Maio de 2010, tem afirmado que não presta esclarecimentos na CPI ao Banif por causa das regras do BCE que “só responde perante o Parlamento Europeu“.

AR aprova voto de protesto contra BCE

Entretanto, a Assembleia da República exprimiu hoje, por unanimidade, o seu protesto pela ocultação por parte do BCE de informações essenciais para o parlamento exercer as suas competências soberanas relativas à avaliação dos mecanismos de supervisão bancária.

“[A Assembleia da República] exprime o seu protesto pelo comportamento do BCE de recusar a informação necessária ao esclarecimento das decisões tomadas no âmbito do BES e do Banif e, nomeadamente, de ocultar à Assembleia da República informações essenciais para o exercício das suas competências soberanas relativas à avaliação dos mecanismos de supervisão bancária”, lê-se no ponto número 1 do voto de protesto apresentado pelo PCP e que mereceu o voto favorável de todas as bancadas parlamentares.

No ponto número dois do texto, que também foi aprovado apesar do voto contra do PSD, o parlamento exprime ainda “a sua preocupação relativamente ao potencial conflito de interesses existente entre a supervisão e a política monetária”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Espero que passem aos atos e não fiquem somente pelas ameaças. Façam queixa vão p/ a frente, sejam oposição, parece que têm medo.

  2. E bem!…
    Esse artista e a restante escumalha do BCE (que por acaso nem são os piores desta EU à deriva), afinal prestam contas a quem?!

  3. este melro nao quer falar o que tem ele a esconder mas ainda vao ter que lhe pedir desculpa por tudo o que fez e se orientou são a vergonha de um povo

  4. FCMM tirou-me as palavras da boca. Passem das palavras aos atos. O governador do BdP é outro que devia levar apertão.

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …