//

Constâncio recusa (em bom inglês) prestar contas no caso Banif

6

Chatham House / Wikimedia

O ex-governador do Banco de Portugal, e Vice-Presidente do Banco Central Europeu, Vítor Constâncio

Foi em inglês que o ex-governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, garantiu que não lhe solicitaram esclarecimentos no âmbito da Comissão de Inquérito Parlamentar ao Banif, e que mesmo que o façam não vai responder, porque só presta contas ao Parlamento Europeu.

O actual vice-governador do Banco Central Europeu (BCE) falou com os jornalistas em inglês, na conferência da imprensa, no final da reunião do Ecofin, em Amesterdão, para sublinhar que as suas funções determinam que “não responde perante os parlamentos nacionais”, em declarações divulgadas pelo Diário de Notícias.

Começando por notar que não recebeu “qualquer pedido de esclarecimento” da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a resolução do Banif, Constância salientou depois que “o BCE não responde perante os parlamentos nacionais, porque apenas devemos prestar contas ao Parlamento Europeu”.

O vice-governador foi ainda confrontando com a versão da presidente do conselho de supervisão do BCE, Danièle Nouy, que argumenta que em Dezembro, Vítor Constâncio e Mário Centeno, o ministro das Finanças, a abordaram para que o organismo desbloqueasse a oferta do Banco Santander para a compra do Banif junto da Comissão Europeia.

“Não vou comentar essa questão, que está completamente fora [do âmbito] desta conferência de imprensa, e nem sequer sei ao que se está a referir. Porque, como se sabe, não acompanho tudo o que se passa em Portugal”, afirmou Constâncio, citado pelo DN.

ZAP

6 Comments

  1. Viva a democracia europeia!…
    Estes parasitas perderam a vergonha toda; fazem o que lhes apetece e o povo que pague a conta!…

  2. Porque que será que convidaram este senhor para Vice do BCE?
    Será que foi para lhe pagarem pela colaboração nas negociatas que só agora se estão a começar a desvendar, que deixaram o Pais na miséria.
    Será que quem o convidou foram os mesmos que lucraram com toda esta crise provocada pelos roubos efectuados na banca Portuguesa?
    Este Sr não vai falar por ninguém o obriga a falar, está sobre Protecção do BCE.
    Tal como o Sr. Junker na CEE, fez o que fez no Luxemburgo cobrando impostos a empresas de 0%, desviando desta forma empresas de outros Paises e foi altamente protegido pela cee, estamos acabados, já não há vergonha.

    • Exactamente!!
      É a este ponto que a Europa (EU) chegou!
      Quem manda na Europa, já nem sequer são eleitos pelos europeus!!
      Nem nos prestam contas (nem aos europeus, nem a ninguém); fazem os que lhes apetece e não há consequências – são portanto, o oposto da democracia (do grego “governo do povo”) – logo, são instituições anti-democráticas (como, mais uma vez, se comprova com esta noticia)!!

      É o que acontece com estes parasitas do BCE (como este “artista”), os parasitas da Comissão Europeia (como o tal Juncker mafioso do Luxemburgo, país manhoso que vive do dinheiro desviado e devido a outros países), etc, etc…
      São estes parasitas não eleitos que até dão recados e fazem exigências anti-democráticas à Grécia (berço da democracia), etc…

      É urgente que os europeus exijam uma EU democrática e, se não for possível, que se acabe com esta união manhosa que só serve os interesse de certos grupos, sempre à custa dos povos europeus (afectando principalmente os mais pobres)!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE