Protestos marcam última tomada de posse nos Hangares da ria Formosa

Luís Forra / Lusa

-

Um ruidoso protesto e tentativas para travar o cordão policial que escolta os funcionários da Polis Litoral Ria Formosa marcou esta quinta-feira, no núcleo dos Hangares, a última tomada de posse administrativa de casas a demolir nas ilhas-barreiras.

Os funcionários da Polis chegaram àquele núcleo do concelho algarvio de Olhão pelas 08h30 e iniciaram o percurso de várias centenas de metros até à primeira das 17 habitações sinalizadas para demolição no núcleo com os cerca de 150 manifestantes a tentar impedir o progresso dos 40 elementos da Polícia Marítima que protegiam a equipa da Polis.

Os ânimos exaltaram-se à chegada à primeira habitação – os manifestantes bloquearam as escadas de acesso à construção e obrigaram a Polícia Marítima a retroceder e a reorganizar-se para depois os técnicos iniciarem a marcação.

Com palavras de ordem “é uma vergonha” e “estão a tirar-nos a nossa vida”, os manifestantes seguiram em ruidoso protesto o cordão que vai avançando lentamente.

José Lezinho, da Associação de Moradores dos Hangares (ilha da Culatra), explicou à Lusa que, apesar das reuniões de sensibilização que teve com os populares, a emoção acabou por falar mais alto na hora da intervenção da Polis.

“O nosso receio era que isto descambasse. A Polícia Marítima está a fazer o trabalho dela, mas não é fácil viver com esta situação porque o coração acaba por falar mais alto“, referiu.

Inicialmente, a Sociedade Polis Litoral Ria Formosa tinha sinalizado 23 construções para a tomada de posse administrativa de hoje, mas a apresentação de seis providências cautelares só permite a tomada de posse de 17 construções, explicou à Lusa o presidente da sociedade Polis, José Pacheco.

Na semana passada, a Polis tomou posse de 29 construções no núcleo do Farol e não de 34, como previsto, por haver cinco com providências cautelares, mas os moradores queixaram-se de ter sido concretizada a posse de construções que estavam protegidas por aquele mecanismo legal.

José Pacheco estimou que as demolições avancem no terreno dentro de um mês, explicando que a obra ainda tem que ser consignada ao empreiteiro, que terá depois que realizar alguns procedimentos de natureza ambiental, nomeadamente a retirada de telhas de amianto de alguns edifícios, o que requer uma licença.

Ao todo, em ambos os núcleos, estão sinalizadas 60 construções consideradas ilegais para demolição, embora ainda haja providências cautelares sem decisão do tribunal e casos que estão a ser reavaliados pelo ministério.

Em abril do ano passado, de acordo com os planos da Polis, eram 200 as construções que deveriam ter esse destino, número que em outubro passou para 80 e que agora se cifra em 60, concluiu.

Depois do dia de hoje, o processo de tomadas de posse nas ilhas-barreira deverá ficar concluído, pelo menos para já, uma vez que a situação só será reavaliada dentro de três anos, em todos os núcleos da ria Formosa.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro-ministro da Arménia acusa militares de tentativa de golpe de Estado

O primeiro-ministro da Arménia referiu-se hoje a "tentativa de golpe de Estado" depois de o Estado Maior ter pedido o afastamento do governo num contexto de protestos por causa da derrota no último conflito com …

EUA condenam Coreia do Norte a indemnizar militares torturados em 1968

A Justiça dos Estados Unidos (EUA) condenou Pyongyang a indemnizar em 2,3 mil milhões de dólares (cerca de dois mil milhões de euros) os tripulantes de um navio da Marinha norte-americana, que foram capturados e …

Ex-gestores do Novo Banco seguem para Banco do Fomento e para CGD

Os gestores Vítor Fernandes e Jorge Freire Cardoso, que saíram do Novo Banco em divergência com a estratégia da Lone Star, vão desempenhar as funções de presidente do Banco de Fomento e de administrador na Caixa …

EUA acusado de prometer contrapartidas a Cabo Verde pela extradição de testa-de-ferro de Maduro

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano Nicolás Maduro, acusou na quinta-feira os Estados Unidos (EUA) de prometerem contrapartidas …

Bispo italiano sugeriu a padre que pagasse 20 mil euros a vítima de pedofilia

O bispo católico de Como, em Itália, afirmou ter sugerido a um jovem padre suspeito de pedofilia que pagasse 20 mil euros à suposta vítima para encerrar uma investigação interna ao caso ocorrido numa residência …

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …