Proposta de Orçamento mostra um “profundo desconhecimento” do país

António Cotrim / Lusa

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou esta terça-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) mostra um “profundo desconhecimento” e está de “costas voltadas” para o país.

“É um Orçamento que mostra um profundo desconhecimento e uma grande insensibilidade àquilo que é o conjunto do nosso país e as necessidades de coesão territorial”, afirmou Assunção Cristas, numa sessão de apresentação da proposta de OE2019 aos militantes e simpatizantes do CDS-PP, no concelho da Batalha, distrito de Leiria.

Para a líder do CDS-PP, este é um “orçamento feito em Lisboa de costas voltadas para o resto do país”, acrescentou.

“Basta ver nos passes das áreas metropolitanas. Se há uma política diferente, que seja para todo o país e que não se esqueça o resto do país onde, muitas vezes, não há rede de transportes coletivos sequer para poder fazer este tipo de políticas, mas onde há portagens e o peso do gasóleo e da gasolina a penalizar as empresas e as famílias”, salientou.

Cristas afirmou também que a proposta do Governo, liderado pelo socialista de António Costa, é “capaz de ficar conhecido para a história como o Orçamento da tourada“.

“Olhando para o IVA da Cultura, percebemos que há um país em Lisboa que não olha para o resto. Não são só os espetáculos tauromáquicos que estão em causa, mas é tudo o que é espetáculo ao ar livre”, assinalou.

A líder centrista frisou que “basta sair de Lisboa para perceber que a generalidade das manifestações culturais são eventos ao ar livre”. Por isso, “quando aparece uma proposta para afastar a tourada, mas não só, que só fala dos recintos fechados” está a ser excluída “uma grande parte da cultura que é produzida em todo o país”, sublinhou.

Assunção Cristas, que apontou algumas das propostas de alteração ao OE2019 apresentadas pelo partido, considerou “inédito” que o primeiro-ministro “não tenha apresentado” a proposta de OE na Assembleia da República.

“É um primeiro-ministro que se esconde e não apresenta o seu Orçamento. Quando houver alterações de regimento havemos de propor que seja obrigatório o primeiro-ministro dar a cara e submeter-se a perguntas sobre o Orçamento do Estado”, revelou.

Ainda sobre a proposta, a presidente do CDS-PP referiu que “diz uma coisa, mas depois vai ser executado de forma muito diferente”.

“A verdade é que os orçamentos aprovados não correspondem aos executados e isso sente-se no corte profundíssimo do investimento público que tem impacto em várias áreas, da saúde aos transportes, à manutenção das infraestruturas, naquilo que não se vê e vejam como agora estamos com este drama da estrada que abateu em Borba“.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Viu-se o que fizeste quando estavas no governo do Passos… Só conversa da treta… Esta malta (povo) nunca mais aprende que esta gajada política, toda ela, sem excepção, apenas pretende PODER e TACHO! O Povo e Portugal que se lixem quando estão no poleiro!

  2. Olha, olha… esta senhora advogada não esteve já no governo (e até foi ministra!) onde só andou a fazer asneiras e a defender os interesses dos seus amigos/clientes como a Mota Engil (no Tua, etc e para onde o seu “chefe” foi trabalhar)?!
    Pois… viu-se bem o seu “conhecimento do país”!…

RESPONDER

Myanmar: Exército dispara munições reais contra manifestantes

O exército birmanês disparou este domingo contra vários manifestantes com munições reais em Bagan, a cidade histórica na área central de Myanmar, causando um ferido leve, segundo os organizadores do protesto. Milhares de birmaneses voltaram às …

Cientistas criam um "relógio" que mede a idade biológica

Dois cientistas do CECAD Cluster of Excellence in Aging Research desenvolveram um método que pode determinar a idade biológica de um organismo com uma precisão sem precedentes. Todos conhecemos a idade cronológica - a nossa idade …

"Das palavras aos atos". Marcelo com mais de 60% de mulheres na sua equipa no segundo mandato

O Presidente da República considerou este domingo que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são ainda suficientes e afirmou que quis passar "das palavras aos atos" com mais mulheres …

Governo dá 19,8 milhões às escolas para testes rápidos. Ensino privado também quer

O Conselho de Ministros aprovou, este domingo, uma resolução que permite às escolas e ao setor solidário efetuar despesa na realização de testes rápidos de antigénio à covid-19, num montante global de 19,8 milhões de …

Afinal, abandonar Montijo não obriga a indemnizar ANA (e há quem defenda opção Beja)

A alteração do local do novo aeroporto na sequência da avaliação ambiental estratégica não obriga ao pagamento de qualquer indemnização à ANA. De acordo com o esclarecimento do Ministério das Infraestruturas, uma eventual alteração do local …

Descoberta nova relação entre a biodiversidade dos animais e das florestas

Uma análise ao registo de imagens de 15 reservas de vida selvagem em florestas tropicais revelou uma relação até então desconhecida entre a biodiversidade de vários mamíferos e as florestas em que vivem. As florestas tropicais …

Pelo menos 17 mortos e 400 feridos em explosões na Guiné Equatorial

Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 400 ficaram feridas após várias explosões registadas, este domingo, num quartel militar na cidade de Bata, na Guiné Equatorial, informaram as autoridades. De acordo com dados do Ministério da …

Marques Mendes antecipa desconfinamento a 15 de março. Creches e 1º ciclo são os primeiros a abrir

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes revelou, este domingo, que as creches, pré-escolar e 1º ciclo deverão abrir já a 15 de março. Segundo o comentador, o plano que vai ser …

Olivier Dassault, deputado bilionário francês, morre em acidente de helicóptero

O deputado francês Olivier Dassault, neto do fundador da Dassault Aviation, morreu este domingo, aos 69 anos, num acidente de helicóptero, no nordeste de França, avança a Agência France-Press (AFP). O acidente aconteceu este domingo perto …

Teoria ensinada na escola pode estar errada. Há um "núcleo mais interno" no centro da Terra

Uma equipa de investigadores da Universidade Nacional da Austrália confirmou, rastreando milhares de modelos numéricos, a existência do "núcleo mais interno" nas profundezas da Terra.  Na escola, os estudantes costumam aprender que o planeta Terra é …