Professores vão deixar alunos sem aulas para fazer campanha eleitoral

ustock

Há pelo menos 159 professores do ensino oficial obrigatório que, como candidatos a deputados nas eleições legislativas de 4 de Outubro, vão poder faltar às aulas para participar na campanha eleitoral.

Esta circunstância, prevista na lei, garante aos docentes o direito a 15 dias de dispensa das aulas para entrarem na campanha eleitoral.

Diário de Notícias apurou que há, pelo menos, 159 docentes do 1º ciclo ao Secundário que são candidatos a deputados e que vão assim obrigar os directores das respectivas escolas a alguma “ginástica” para evitar prejudicar os alunos.

“Uns contratam substituto por um mês, outros pedem aos docentes que reponham as aulas mais tarde, troquem com colegas e noutros casos esperam que o professor compense depois durante o ano a matéria em falta”, aponta o diário.

O director do Agrupamento de Escolas de Felgueiras, Pedro Araújo, explica ao jornal que um docente de História de um estabelecimento do Secundário lhe comunicou que “não ia faltar os dias todos, apesar de ter metido o requerimento” para poder ter direito à dispensa para fazer campanha.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É inacreditável a percepção que há entre a população, de que o carreirsismo pessoal na política é o ramo “profissional” mais rentável. Nem que seja com a noção de que é uma possibilidade de roubar legalmente.

    A quantidade de zés-ninguéns que eu pessoalmente já conheci a meter-se na política nem que fosse como vereador de uma qualquer junta de fregusia esquecida… É inacreditável e sem qualquer comparação com nem há 10 anos atrás.

    Isto é o que mais me salta à vista nesta notícia!..

  2. Diga-se de passagem que a notícia é altamente tendenciosa e pretende apenas e de forma muito aberta agravar a opinião pública sobre os professores do secundário. Não são só os professores que têm esse direito e, pessoalmente, conheço vários docentes que constam ou já integraram candidaturas e nunca faltaram ou colocaram em causa o serviço docente, só porque a lei o permite. Esta notícia, com um triste título e escrita de forma tendenciosa, oculta portanto que há professores que optam por esta alternativa que nem sequer é mencionada. Aliás, gostaria de saber como é que chegaram às conclusões que chegaram… assumiram que qualquer professor do secundário inscrito na lista iria exercer o direito a 15 dias de dispensa?

  3. É uma vergonha, quase todos da FENPROF. Estão sempre a pregar a falta de condições o excesso de trabalho etc e quando é para a galderice, estão sempre disponíveis. São quase todas ” NOGUEIRETES ” rapazes e raparigas que nunca deram aulas. O meu profundo respeito a todos os professores que não são políticos e têm que trabalhar, estes sim demais, para compensar estes chulos. Se querem sere políticos que deixem o Ministério.

  4. Democraticamente é possível ter “agitadores infiltrados” em todas as áreas profissionais. A democracia permite mesmo em áreas em que terceiros possam ser prejudicados… Utentes dos transportes, alunos, dependentes da acção da justiça, dependentes de bens essenciais à vida-médicos e enfermeiros. polícia forças armadas, ambulâncias e outros…

Fugitivo promete entregar-se se tiver 15.000 "gostos". Polícia dos EUA aceita

A Polícia de Connecticut, nos Estados Unidos, informou esta quarta-feira que um fugitivo com vários mandados de prisão concordou entregar-se, mas com uma condição insólita: arrecadar 15.000 "gostos" no Facebook. De acordo com a Esquadra …

Há um pequeno satélite a revolucionar o setor espacial. Chama-se CubeSat

Apesar das pequenas dimensões do CubeSat, o satélite é capaz de efeitos extraordinários que estão a revolucionar o setor espacial. Os avanços da microeletrónica das últimas décadas permitiram desenvolver sistemas espaciais eficazes, de forma mais rápida …

Guardiola já terá chegado a acordo com a Juventus

O treinador espanhol Pep Guardiola já terá chegado a acordo com a Juventus para ser o próximo treinador dos bianconeri, avança a agência italiana AGI.  De acordo com a mesma fonte, Guardiola, de 48 anos, prepara-se …

Porto quer declarar guerra às gaivotas. "É uma questão de saúde"

Vários organismos reclamam que é necessário tomar medidas para controlar o excesso de gaivotas nas zonas urbanas, que se tem tornado num problema de saúde pública. São várias as queixas na zona do Porto por incidentes …

Esta cigarra é a mais ameaçada em Portugal. Só existe em dois ou três sítios do Alentejo

A Euryphara contentei - há quem lhe chame só cigarrinha e há quem diga cigarrinha-verde - resiste apenas em alguns locais exíguos da planície alentejana. É a mais ameaçada das 13 espécies de cigarras que …

EUA anunciam ajuda de 16 mil milhões de dólares a agricultores prejudicados pela disputa comercial com a China

A administração Trump disponibilizará 16 mil milhões de dólares (cerca de 14 mil milhões de euros) para manter os agricultores à tona durante a guerra comercial entre os Estados Unidos (EUA) e a China, anunciou …

Perdeu a família e foi violada. Quase duas décadas depois, recebeu a maior indemnização de sempre na Índia

Na primavera de 2002, uma jovem de 19 anos, grávida de cinco meses, foi violada por 11 homens que lhe mataram a família. Teve que fingir-se de morta para escapar. Agora, 17 anos depois, o …

Ivo Rosa questiona legalidade de provas da ​Operação Marquês

O juiz de instrução criminal da Operação Marquês, Ivo Rosa, tem dúvidas sobre a legalidade de algumas provas recolhidas na investigação, tendo assinado um despacho que enviou para os advogados dos arguidos para se pronunciarem. Segundo …

"Desprezo" do Governo terá "consequências terríveis" no futuro, avisa Fenprof

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, argumentou que o Governo “desrespeita, desvaloriza e até chega a manifestar desprezo pelos professores”, o que terá “consequências terríveis para o futuro”, como a falta de docentes. “O que temos …

Berardo admite que se excedeu no Parlamento. "Tenho servido de bode expiatório"

O empresário José Berardo, mais conhecido por Joe Berardo, admitiu esta quinta-feira que se excedeu durante a sua audição na comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, mas disse que não tinha a …