Presidente de Pedrógão admite não ter consultado processos das casas recuperadas

Município de Pedrógão Grande / Facebook

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves (d)

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, admitiu nesta segunda-feira que não consultou os processos da reconstrução de casas suspeitos de irregularidades, denunciados recentemente pelos média.

“Eu não consultei processos nenhuns. Confio nas pessoas que os elaboraram”, disse Valdemar Alves em declarações aos jornalistas no final da sessão pública de esclarecimento convocada pela Assembleia Municipal Extraordinária, que decorreu ontem à noite.

Valdemar Alves, garantiu que não há “ilegalidade nenhuma” no processo de reconstrução das casas afetadas pelo incêndio de 2017 e que não há obras em casas que não arderam reiterando que, da sua parte, “não há irregularidades, de certeza absoluta”.

Para o autarca, poderá haver uma ou outra “irregularidade na entrega ou não de um documento ou problemas com o número de contribuinte, mas não é por aí que se vai às fraudes e essas coisas”.

Segundo Valdemar Alves, “não houve desvios nenhuns, nem podia haver, porque a Câmara não é detentora de fundos nenhuns para a reconstrução das casas”. “Apoiávamos a logística”, disse o presidente de Pedrógão Grande.

Também na validação de processos, o autarca rejeita responsabilidades: “Se punham lá primeira habitação, como podíamos dizer à pessoa que não era?”, perguntou.

“Notícias completamente falsas”

Questionado pelos jornalistas sobre os vários casos que têm sido apontados na comunicação social, o autarca referiu que “são notícias falsas, completamente falsas”.

Durante as declarações aos jornalistas, Valdemar Alves reafirmou que todas as casas reconstruidas a partir do fundo Revita são “de primeira habitação”.

“Agora vêm às vossas câmaras e dizem: ‘Aquela era de segunda’. Entregou os documentos em como era de primeira habitação, declaração a garantir que era habitação permanente e, a partir daí, as casas que foram requeridas para reconstrução são, para mim, de primeira habitação”, disse.

Numa Assembleia Municipal (AM) muito concorrida, com várias pessoas a assistir já fora do auditório daquele espaço, o presidente da Câmara de Pedrógão Grande repetiu parte da informação que já tinha dado aos jornalistas e frisou que não houve obras em casas que não tivessem ficado destruídas pelo fogo de 17 de junho de 2017.

“Não foi reconstruída nenhuma casa que não tivesse ardido”, afirmou Valdemar Alves, depois de o presidente da AM, Tomás Correia, ter dado início aos trabalhos.

Por outro lado, disse, “todas as primeiras habitações afetadas ou estão já reconstruídas ou em fase final de reconstrução”. “Não tem o município nenhuma, sublinho, nenhuma responsabilidade por atrasos na execução das obras”.

O Fundo Revita “não deu diretamente a ninguém dinheiro para reconstruir casas”, acrescentou, referindo que “todas as quantias foram libertadas à exacta medida em que iam sendo executadas as obras”.

“Sempre que estavam em causa verbas do Fundo Revita, o contrato para a reabilitação/reconstrução das habitações era feito entre as famílias e as empresas construtoras”, disse Valdemar Alves.

Perante algumas centenas de pessoas presentes no auditório da Casa Municipal da Cultura, o presidente da mesa, Tomás Correia, expressou a convicção de “que serão hoje devidamente esclarecidas todas as dúvidas” sobre a aplicação de fundos públicos e donativos particulares na reconstrução de habitações ardidas do concelho.

Apesar da presença de dois militares da GNR a cavalo próximos da Casa da Cultura de Pedrógão Grande, a manifestação que estava agendada para a mesma hora da Assembleia Municipal não se realizou.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Carlos Moedas "tem uma costela liberal". IL pondera apoio ao candidato à câmara de Lisboa

O líder da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim de Figueiredo, disse que Carlos Moedas, candidato à câmara de Lisboa apoiado pelo PSD, tem um "perfil liberal", mas que o partido precisa de perceber projeto do …

Primeiro-ministro da Arménia acusa militares de tentativa de golpe de Estado

O primeiro-ministro da Arménia referiu-se hoje a "tentativa de golpe de Estado" depois de o Estado Maior ter pedido o afastamento do governo num contexto de protestos por causa da derrota no último conflito com …

EUA condenam Coreia do Norte a indemnizar militares torturados em 1968

A Justiça dos Estados Unidos (EUA) condenou Pyongyang a indemnizar em 2,3 mil milhões de dólares (cerca de dois mil milhões de euros) os tripulantes de um navio da Marinha norte-americana, que foram capturados e …

Ex-gestores do Novo Banco seguem para Banco do Fomento e para CGD

Os gestores Vítor Fernandes e Jorge Freire Cardoso, que saíram do Novo Banco em divergência com a estratégia da Lone Star, vão desempenhar as funções de presidente do Banco de Fomento e de administrador na Caixa …

EUA acusado de prometer contrapartidas a Cabo Verde pela extradição de testa-de-ferro de Maduro

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano Nicolás Maduro, acusou na quinta-feira os Estados Unidos (EUA) de prometerem contrapartidas …

Bispo italiano sugeriu a padre que pagasse 20 mil euros a vítima de pedofilia

O bispo católico de Como, em Itália, afirmou ter sugerido a um jovem padre suspeito de pedofilia que pagasse 20 mil euros à suposta vítima para encerrar uma investigação interna ao caso ocorrido numa residência …

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …