Presidente da Associação Zoófila acusada de fazer “negócios consigo mesma”

Ana Fernandes / Facebook

A presidente da Associação Zoófila Portuguesa, Ana Fernandes

Ana Fernandes, presidente demissionária da Associação Zoófila Portuguesa (AZP), foi alvo de uma queixa-crime, por parte do Conselho Fiscal da própria associação, por ter “negócios consigo mesma”.

Segundo o Diário de Notícias, que avançou a notícia, a presidente do Conselho Fiscal da AZP, Luísa Coelho, apresentou na semana passada uma queixa-crime contra a presidente da instituição, Ana Fernandes, por alegado abuso de confiança.

“Há uma sensação de impunidade. Não podemos aceitar estes comportamentos. Uma pessoa que está a gerir o dinheiro dos outros não pode agir assim. Que podemos fazer para que a senhora deixe de achar que a associação é ela?”, disse Luísa Coelho.

Ana Fernandes, que presidia à associação desde 2009, está demissionária tal como toda a restante direção desde 20 de junho. Segundo o mesmo jornal, Ana Fernandes é “suspeita de ter feito “negócios consigo mesma“.

Em causa estarão irregularidades imputadas à presidente da associação e deputada municipal do PAN em Odivelas, que tem em seu nome uma empresa, a Izumix, que prestava serviços à associação.

Entre as irregularidades estão ainda a compra de um telemóvel por 843 euros sem decisão colegial prévia e a aquisição, em fevereiro de 2017, de mais de três mil euros de ração fora de prazo de uma marca de que a sua empresa detinha a representação.

Ana Fernandes, em declarações ao DN, disse que “nunca tomou decisões sem respaldo da restante direção” e lembra que “as contas foram sempre aprovadas por sucessivos conselhos fiscais, incluindo o que a acusa de abuso de confiança”.

A presidente demissionária não nega que a empresa de que é proprietária desde 2011 cobrou serviços à AZP, salientando que os membros da direção sabiam da sua relação com a empresa.

“Faturas foram entregues, seguiram circuitos administrativos normais, passaram por várias pessoas e foram validadas pela tesouraria. O nome da empresa aparece nos balancetes. Não só nunca escondi que a empresa era minha como disse, em várias oportunidades, que tinha uma empresa. Além de ser informação pública”, disse.

“O potencial conflito de interesses foi avaliado pelos órgãos sociais e aceite dados os benefícios que trazia à AZP”, rematou.

“Versão pindérica do caso Raríssimas”

Eurico Pinto, que desempenhava funções como tesoureiro na direção que saiu no início do ano, disse ao DN: “Alguém me disse que isto é a versão pindérica da Raríssimas e concordo. A presidente tomava decisões, omitia informação aos membros da direção, punha e dispunha”.

Mas Eurico Pinto, de 55 anos, por quem passavam todas as autorizações de pagamento, conhecia o nome Izumix desde que Ana Fernandes propôs a contratação de uma pessoa para fazer “a gestão da dívida” à AZP, ou seja, para tentar cobrar junto dos clientes devedores.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É melhor deixar a dita cuja negociar à sua vontade… se a incomodam muito pede uma indemnizaçao e o povinho tem que desembolsar uns cobres valentes para a cuja dita!

  2. O que dizer acerca desta noticia. A SER VERDADE é mais uma vergonha, falta de respeito e um encher os “bolsos” á custa da desgraça alheia. Fala-se e critica-se tanto o dinheiro ganho por criadores de cães e de quem os compra e eis que temos gentalha que se armam em humanos bonzinhos a defender os animais e só querem encher a carteira. Se calhar é por estas situações que não há dinheiro para pagar um bem essencial: ÀGUA. ATÉ ONDE ESTÁ A CHEGAR A POBREZA DE ESPIRITO? Até onde vai a sem vergonhice? É por isso que quando se pede ajuda para compra de ração e medicamentos há pessoas que desconfiam se é para isso mesmo ou para pagar as contas de alguém

  3. O problema é que o Correio da Manhã foi desenterrar a faturação da empresa dela e vejam só:
    Associação paga 130 mil euros a dirigente
    29.06.2018 08:31 por CM 0
    Faturação de 2015 e 2016 apresenta valores idênticos de 54 185 euros.

    Por Correio da Manhã

    A Izumix, empresa constituída em novembro de 2011 por Ana Fernandes, presidente demissionária da Associação Zoófila Portuguesa (AZP) e deputada municipal do PAN de Odivelas, faturou mais de 130 mil euros entre 2014 e 2016.

    Esta é a empresa que está na origem de uma queixa-crime, por abuso de confiança, feita contra Ana Fernandes, pela presidente do Conselho Fiscal da AZP, Luísa Coelho. Segundo noticiou o ‘Diário de Notícias’, vários membros e funcionários da AZP acusam a gestora de realizar “negócios consigo própria”.

    De acordo com os relatórios de contas a que o CM teve acesso, referentes aos três últimos anos de prestação de contas, a Izumix faturou 22 216 euros em 2014, e em 2015 e 2016 registou uma faturação idêntica de 54 185 euros.

    Acresce que nestes três anos não declarou gastos com pessoal. A única sócia é Ana Fernandes. Não há no Portal da Justiça registo de qualquer alteração desde a sua constituição.

    A empresa alegadamente recebe da AZP por serviços de manutenção ao hospital veterinário.

    O CM enviou questões à AZP, mas até à hora de fecho não obteve resposta.

  4. Associação paga 130 mil euros a dirigente
    29.06.2018 08:31 por CM 0
    Faturação de 2015 e 2016 apresenta valores idênticos de 54 185 euros.

    Por Correio da Manhã

    A Izumix, empresa constituída em novembro de 2011 por Ana Fernandes, presidente demissionária da Associação Zoófila Portuguesa (AZP) e deputada municipal do PAN de Odivelas, faturou mais de 130 mil euros entre 2014 e 2016.

    Esta é a empresa que está na origem de uma queixa-crime, por abuso de confiança, feita contra Ana Fernandes, pela presidente do Conselho Fiscal da AZP, Luísa Coelho. Segundo noticiou o ‘Diário de Notícias’, vários membros e funcionários da AZP acusam a gestora de realizar “negócios consigo própria”.

    De acordo com os relatórios de contas a que o CM teve acesso, referentes aos três últimos anos de prestação de contas, a Izumix faturou 22 216 euros em 2014, e em 2015 e 2016 registou uma faturação idêntica de 54 185 euros.

    Acresce que nestes três anos não declarou gastos com pessoal. A única sócia é Ana Fernandes. Não há no Portal da Justiça registo de qualquer alteração desde a sua constituição.

    A empresa alegadamente recebe da AZP por serviços de manutenção ao hospital veterinário.

    O CM enviou questões à AZP, mas até à hora de fecho não obteve resposta.

RESPONDER

Dezenas de pessoas estiveram presentes no último adeus do "sempre fundamental" Jorge Coelho

Várias dezenas de pessoas compareceram este sábado de manhã na Basílica da Estrela para a missa de corpo presente do antigo dirigente e ministro socialista Jorge Coelho, "um elemento sempre fundamental nos momentos mais difíceis …

Desconfinamento já se faz sentir nos internamentos. R(t) já está acima de 1

O número de casos está a aumentar e este efeito já se começa a sentir nos internamentos. Esta foi a segunda semana consecutiva com aumento de casos, com uma média de 495 novos casos diários. De …

Plano contra o racismo. Bloco de Esquerda é o único partido a favor de quotas no ensino superior

O Governo colocou em consulta pública o Plano de Combate ao Racismo e Discriminação, que prevê que alunos socialmente desfavorecidos poderão aceder ao Ensino Superior através de contingente especial. O Bloco de Esquerda é o …

Novo Banco vendeu carteiras ao melhor preço (e só depois avaliou conflitos de interesses)

A venda das três carteiras de crédito do Novo Banco em 2019 foi feita pelo preço mais alto e em conformidade com o Acordo de Capitalização Contingente (CCA), segundo a auditoria da Deloitte às operações. “Nos …

UE investiga possível ligação entre tromboses e vacina da Johnson&Johnson nos EUA

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) anunciou esta sexta-feira ter iniciado uma investigação sobre casos de coágulos sanguíneos após toma da vacina da Johnson & Johnson/Janssen contra a covid-19, antes de o fármaco estar disponível …

Cabras

"É um terror. Nunca vi disto". Relâmpago matou 68 cabras no Alto Minho

Um relâmpago matou 68 cabras na freguesia de Gondoriz, em Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo. O pastor que perdeu os animais, Dário Silva, diz que, em "40 anos de serra", nunca viu …

Placa de pedra da Idade do Bronze poderá ser o mapa mais antigo da Europa

Uma placa de pedra da Idade do Bronze, redescoberta em 2014 em França, poderá ser o mapa tridimensional mais antigo já conhecido da Europa. De acordo com a BBC, a laje de pedra, conhecida como placa …

TAP conclui programa de rescisões (e lança nova ronda de medidas para evitar despedimento coletivo)

A TAP concluiu o programa lançado para redimensionar o corpo de trabalhadores da companhia e ficou com 750 postos de trabalho preservados e 690 adesões ao programa voluntário de medidas laborais. Num comunicado interno assinado pelo …

Segunda fase da vacinação. Peritos propõem extensa lista de novas (e raras) doenças

A segunda fase de vacinação contra a covid-19 já arrancou em alguns centros de saúde. Os peritos estão a propor uma nova e extensa lista de doenças de maior risco que passam também a ser …

Dietas veganas são boas para o coração? A Ciência sugere que não

Não há evidências científicas que sustentem a alegação de que uma dieta vegetariana faz bem ao coração. No entanto, há outros benefícios neste tipo de alimentação. Cerca de meio milhão de britânicos são agora veganos, de …