/

PP e Ciudadanos chegam a acordo para viabilizar governo em Espanha

2

Sergio Barrenechea / EPA

Mariano Rajoy (PP) e Albert Rivera (Ciudadanos) chegam a acordo para viabilizar governo em Espanha

Mariano Rajoy (PP) e Albert Rivera (Ciudadanos) chegam a acordo para viabilizar governo em Espanha

O Partido Popular (PP) espanhol e o Ciudadanos chegaram esta manhã a um acordo que viabiliza a investidura de Mariano Rajoy na chefia do governo, noticiam os diários El País e El Mundo, citando fontes dos dois partidos.

“Após uma semana de negociações, o PP e o Ciudadanos alcançaram um acordo para que os 32 deputados do partido de Albert Rivera votem favoravelmente a investidura de Mariano Rajoy“, noticia o El Pais.

De acordo com o matutino espanhol, o actual presidente do governo espanhol e o líder do Ciudadanos reúnem-se esta manhã com as equipas de negociadores de ambos os partidos para “ratificar” a assinatura do pacto de investidura no Congresso dos Deputados.

“Os dirigentes das duas formações aceleraram o fecho do acordo no sábado durante uma discreta reunião entre ambos”, refere o jornal.

Fontes quer do Partido Popular quer do Ciudadanos, citadas pela edição online do El Pais, confirmaram que Rajoy e Rivera fecharam esta noite a negociação.

Segundo o jornal, as duas delegações vão reunir-se às 12h30, estando previsto que os líderes parlamentares dos dois partidos assinem o acordo.

O chefe do executivo e o líder do Ciudadanos estarão depois na conferência de imprensa, acrescenta o jornal.

O acordo deverá pôr termo ao impasse político em Espanha, que já levou à repetição das eleições legislativas.

Após as eleições de dezembro do ano passado, que o Partido Popular venceu tinha vencido sem maioria, não foi possível formar governo em Espanha.

O PSOE – Partido Socialista Operário Espanhol conseguiu 90, o partido de esquerda radical e anti-austeridade Podemos obteve 69, e o centrista Ciudadanos, 40.

Esta distribuição inviabilizou a formação de uma maioria no parlamento espanhol com apenas 2 partidos, e todas as negociações para envolver 3 partidos numa solução governativa fracassaram, obrigando à repetição das eleições.

A 26 de junho, o Partido Popular venceu novamente as eleições legislativas em Espanha, desta vez com 137 deputados eleitos – um aumento de 14 lugares face aos 123 deputados conseguidos nas eleições de dezembro.

Um governo PP-Ciudadanos tem 169 assentos, a apenas 7 da maioria absoluta, sendo necessário ainda negociar o apoio de alguns dos 25 deputados eleitos pelas  formações regionais que conseguiram representação no parlamento

ZAP / Lusa

2 Comments

  1. Acho que isto é o principal “Um governo PP-Ciudadanos tem 169 assentos, a apenas 7 da maioria absoluta, sendo necessário ainda negociar o apoio de alguns dos 25 deputados eleitos pelas formações regionais que conseguiram representação no parlamento”

  2. O PSOE derrotado não irá viabilizar tal governo porque tal como o senhor Costa ou eles ou mais ninguém e por aqui poderemos concluir os verdadeiros interesses de certos partidos, é lamentável que assim seja e não consigam chegar a um consenso mais alargado olhando aos interesses do país, depois acabam por abrir um precedente em que na volta outros se farão pagar da mesma moeda com prejuízo sempre para toda a comunidade.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE