Portugal tem o segundo IRC mais elevado da Europa

Portugal ocupa o segundo lugar da tabela com a taxa de IRC mais elevada dos países da OCDE, o valor mais alto dos últimos 18 anos.

No Relatório “Reformas da Política Fiscal 201”, divulgado esta quarta-feira, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) comparou a evolução das taxas de IRC desde o ano 2000 até agora em todos os Estados membros do clube dos países mais desenvolvidos, e chegou à conclusão que Portugal ocupa o segundo lugar da tabela.

Ainda assim, se selecionarmos apenas os 22 países da União Europeia que fazem parte da OCDE, o resultado é o mesmo, adianta o Diário de Notícias.

É visível uma tendência em todos os países da OCDE para uma redução das taxas de IRC (e de IRS também). No entanto, Portugal assume um comportamento inverso em 2017 e 2018 na tributação das empresas, assim como a Letónia, Turquia e Coreia do Sul.

Portugal subiu de oitavo para segundo lugar, e a contribuir para este grande salto está o aumento da taxa da derrama estadual de 7% para 9% para empresas com lucros anuais acima de 35 milhões de euros, uma proposta apresentada pelo PCP.

Esta posição de Portugal levou Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia do Governo de Passos Coelho e atual diretor da OCDE, a publicar um comentário no Twitter.

“Portugal é o segundo país com a taxa de IRC (com sobretaxas) mais elevada da OCDE. Como é que queremos atrair investimento com estas taxas elevadíssimas de IRC? Como podemos competir com países como a Hungria, a Irlanda ou a República Checa com estas taxas?”, questiona.

Segundo o jornal, nas contas da OCDE apenas entra a taxa legal, não estando calculados valores da taxa efetiva que é paga pelas empresas portuguesas como benefícios fiscais ou regimes especiais, por exemplo. Todavia, se olharmos para os dados disponibilizados pela Autoridade Tributária (AT), é possível perceber que o que as empresas pagam efetivamente fica abaixo do valor da chamada taxa legal.

As estatísticas publicadas pela AT vão apenas até 2015. Nesse ano, a taxa referida pela OCDE era de 27,5%, mas a taxa efetiva foi de apenas 17%. Os dados mais recentes, disponibilizados pelo Fisco, são de 2016 e revelam que a taxa que as empresas pagaram efetivamente ficou muito abaixo da taxa normal: 21,4% face a 29,5%.

Mas apesar de ser a segunda taxa de IRC mais elevada da OCDE e da Europa, Portugal já teve um valor mais alto. No início deste século, a taxa de IRC ultrapassava os 35%. A partir de 2001 foi baixando, tendo atingido o valor mais baixo entre 2007 e 2010.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Tal não é de admirar; em Países onde a média de ordenados é baixa (como acontece, infelizmente, em Portugal) acontecem, logo á partida, duas coisas: o lucro das empresas é elevado devido aos ordenados baixos e tb o volume de IRS a pagar pelos trabalhadores não é grande, o que se traduz em baixas receitas para o Estado. Portanto, neste cenário, há duas opções; ou se vai ao lucro das empresas, aumentando a derrama, ou se aumenta o IRS sobre quem trabalha. A escolha será sempre uma opção politica. Lembro que o governo do Coelho e do Irrevogável tentaram diminuir a derrama e a contribuição para a Seg. Social ás empresas mas passando a diferença para os trabalhadores, seriam eles a “cobrir” (pagar) as verbas que as empresas deixariam de pagar. Como já referi, será sempre uma opção politica e agora que cada um pense por si e veja o que melhor lhe convêm.

RESPONDER

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …