Portugal pode vir a reduzir o período de quarentena para 10 dias

Fotomovimiento

Alguns países começam agora repensar a duração do período de isolamento dos casos positivos. Nos EUA já só é obrigatório estar isolado durante 10 dias. Em França o governo quer uma diminuição dos 14 dias atuais para apenas 7. E em Portugal, vai haver uma redução do período de quarentena?

O ministro francês da Saúde, Olivier Véran, anunciou esta terça-feira que o Conselho Cientifico do país, que regula as decisões públicas em relação à pandemia de covid-19, é favorável a uma redução do período de isolamento de 14 para 7 dias para as pessoas infetadas e seus contactos — metade do atual período de duas semanas.

O contágio é maior nos cinco primeiros dias e depois diminui. Após uma semana, continua presente, mas é muito reduzido”, afirmou o ministro, citado pela RFi.

Apesar de os franceses estarem a dar o primeiro passo, grande parte dos países da Europa não parecem estar convencidos com esta medida, sobretudo numa altura de aumento do número de infeções. Portugal é um desses casos. Graça Freitas, diretora da DGS disse que este passo só é dado “com evidência científica robusta”.

Em declarações ao DN, o pneumologista Filipe Froes diz que “está provado que em alguns doentes os 14 dias são excessivos“. O médico defende que nos casos de infeções mais ligeiras “dez dias podem ser suficientes”.

Questionado pelo Diário de Notícias sobre a obrigatoriedade de revisão de normas, Filipe Froes explica que são necessárias mudanças pois “isso reduz o retorno à vida normal, profissional e familiar sem que seja posta em causa a segurança de ninguém”.

Em relação a haver uma diminuição para um período de sete dias, o pneumologista fica mais reticente. “Não tem a robustez dos dez dias, mas não quer dizer que em algumas circunstâncias não possa acontecer”.

O médico não concorda com a forma como o ministro da Saúde francês, Olivier Véran, justificou esta alteração no país, ao dizer que assim podia haver “uma maior adesão” dos cidadãos à quarentena.

Para Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, reduzir os dias de quarentena pode ter um impacto positivo na sociedade portuguesa uma vez que “o encurtamento do período ajuda a reduzir o impacto na disrupção da vida das pessoas e na economia”.

Filipe Froes e Ricardo Mexia acreditam que Portugal poderá vir a reduzir o tempo de isolamento, eventualmente para os dez dias, desde que não seja posta em causa a segurança da população. A diretora-geral da Saúde já disse, a esse propósito, que isso seria “extraordinariamente positivo”.

“Temos grandes expectativas de que venha a ser claramente estabelecido que o período de contágio é muito pequeno a partir dos dez dias de início de sintomas ou contacto com caso de doente”, afirmou Graça Freitas no passado dia 31 de agosto.

Froes defende que à medida que os países vão começando a encurtar o período de isolamento, o Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças deverá começar a estabeleça recomendações globais para a União Europeia, para que não haja confusões sobretudo para os viajantes.

Segundo o DN, a decisão da diminuição do período de quarentena deve-se ao facto de os especialistas já disporem de um maior conhecimento do vírus, sobretudo depois de descobrirem que o tempo de incubação é, em média, de 5 a 6 dias.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal duplica número de testes numa semana e entra no top 10 da UE

Numa semana, Portugal mais do que duplicou o número de testes à covid-19 realizados por 100 mil habitantes, o que o coloca no top 10 da União Europeia. De acordo com o jornal online ECO, que …

Jesus responde a Pepe por causa da expulsão de Eustáquio: "Grande moral"

O treinador encarnado recuou, esta sexta-feira, na opinião sobre o lance que ditou a expulsão de Eustáquio no confronto com o Paços de Ferreira, e foi curto na resposta às palavras de Pepe sobre as …

França aprova lei que reforça proteção de menores contra violência sexual

O Parlamento francês aprovou na quinta-feira, por unanimidade, uma lei que reforça a proteção de menores contra a violência sexual cometida por adultos, estabelecendo um limite de idade para o consentimento em 15 anos, e …

Eduardo Cabrita diz que SIRESP vai continuar a funcionar após 30 de junho

O ministro da Administração Interna disse esta sexta-feira que a rede de comunicações de emergência do Estado, SIRESP, vai continuar a funcionar, após 30 de junho, segundo um modelo que "o Governo tem neste momento …

Eis os segredos de Taiwan, que "passou ao lado" da covid-19 sem confinar

Um novo estudo procurou perceber os segredos para o sucesso de Taiwan a combater a pandemia de covid-19. O país nunca chegou a confinar. Taiwan foi amplamente aplaudido pela sua gestão da pandemia, com uma das …

Paquistão. Protestos violentos levam governo a ordenar bloqueio das redes sociais

O Governo do Paquistão ordenou o bloqueio temporário das redes sociais e plataformas de mensagens instantâneas esta sexta-feira, após vários dias de protestos violentos contra a França, avançou a agência AFP. Numa notificação enviada à Autoridade …

Telma Monteiro sagra-se campeã europeia de judo

A judoca Telma Monteiro conquistou esta sexta-feira a medalha de ouro na categoria de -57 kg nos Europeus em Lisboa, ao vencer na final a eslovena Kaja Kajzer, por 'ippon'. Telma alcançou o seu sexto título …

PS já não está a uma só voz. José Sócrates, o ativo tóxico, fez mossa e dividiu o partido

Fernando Medina diz que não falou com António Costa, Vieira da Silva não esconde o desgosto e o PS já não está a uma só voz. O juiz Ivo Rosa arrasou o Ministério Público (MP) na …

A brilhar na Alemanha, André Silva pode sair por preço de saldo

Cada vez mais clubes estão interessados na contratação de André Silva. O internacional português tem uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros. André Silva tem passado por altos e baixos na sua ainda curta …

Possibilidade de melhoria de nota no secundário aprovada. Decisão do ano passado foi "injusta"

Foram, esta quinta-feira, aprovados projetos que permitem a realização de exames para melhoria de nota para os alunos do ensino secundário. O PS absteve-se da votação. De acordo com o Expresso, o Parlamento aprovou esta quinta-feira …