Portugal junta-se a países europeus e fecha as portas ao Reino Unido. Boris anuncia reunião de crise

Portugal juntou-se a mais de uma dezena de países da Europa e do mundo que estão a restringir a circulação com o Reino Unido. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, marcou uma reunião de crise para esta segunda-feira.

Em causa está uma nova estirpe do SARS-CoV-2, que é mais facilmente transmissível, embora não haja provas de que seja mais letal ou que possa ter impacto na eficácia das vacinas desenvolvidas.

Na noite de domingo, Portugal juntou-se a mais de uma dezena de países europeus e restringiu a circulação com o Reino Unido. A restrição tem efeito a partir das 0h desta segunda-feira.

À chegada a Portugal, apenas são autorizados a entrar em território nacional os passageiros de voos provenientes do Reino Unido que sejam cidadãos nacionais ou cidadãos legalmente residentes em Portugal.

Os passageiros que cumpram esses requisitos de entrada têm ainda de apresentar um teste laboratorial de rastreio negativo ao SARS-Cov-2.

Os cidadãos que não sejam portadores de comprovativo de realização de teste laboratorial com resultado negativo são encaminhados pelas autoridades competentes, à chegada a território nacional, para a realização do referido teste no interior do aeroporto.

Em Portugal, não se confirma a circulação desta nova variante do vírus detetada no Reino Unido, segundo os dados obtidos pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, que “já englobam análise de amostras do mês de novembro e da segunda vaga”.

Restrições de viagens levam a reunião de crise

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, convocou para segunda-feira uma reunião de crise sobre os fornecimentos do Reino Unido, depois de vários países terem decidido suspender as suas ligações devido à nova estirpe do coronavírus.

“O primeiro-ministro vai dirigir uma reunião do COBR (gabinete britânico para Situações de Crise) esta segunda-feira para discutir a situação relativa às viagens internacionais e, em particular, o fluxo regular de carga de e para o Reino Unido”, anunciou no domingo à noite um porta-voz de Downing Street.

A descoberta de uma nova variante “fora de controlo” do coronavírus SARS-CoV-2 no Reino Unido levou vários países europeus a suspender as suas ligações com o país no domingo.

França suspendeu a partir da meia-noite desta segunda-feira e durante pelo menos 48 horas todas as viagens de passageiros, “incluindo o transporte de mercadorias, por estrada, ar, mar ou comboio, a partir do Reino Unido”.

“Só será permitida carga não acompanhada”, especificou o Governo francês.

Imediatamente, o porto inglês de Dover, que serve a França em particular, anunciou que iria fechar para o tráfego de saída “até nova ordem”. De acordo com a Associação Britânica de Transportes Rodoviários, cerca de 10 mil camiões passam por ali todos os dias.

Itália suspendeu os voos com o Reino Unido. “Como Governo, temos o dever de proteger os italianos e por isso, depois de notificarmos o Governo inglês, estamos prestes a assinar uma medida com o ministro da Saúde para suspender os voos com a Grã-Bretanha”, explicou o chefe da diplomacia italiana, Luigi Di Maio.

Entretanto, de acordo com o jornal italiano La Repubblica, um cidadão que regressou a Roma, vindo do Reino Unido, está infetado com a nova estirpe do Sars-Cov2 identificada pelos britânicos.

Também a Bélgica e a Alemanha suspenderam as ligações aéreas e marítimas provenientes do Reino Unido. A Áustria, Bulgária e Países Baixos seguiram os mesmos passos.

Espanha não fechou as portas aos britânicos, mas vai reforçar os testes à covid-19 nos aeroportos e portos do país para viajantes oriundos do Reino Unido.

Argentina, Colômbia, Chile e Peru também decidiram fechar as suas fronteiras aéreas com o Reino Unido devido ao avanço da nova variante do coronavírus, sendo os primeiros países da América Latina a seguir o alerta europeu.

Maria Campos, ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Em nada o Brexit tem que ver (aparentemente) com esta notícia; frisa-se a presença da nova estirpe, se bem que a mesma já foi identificada pelo menos num caso em Itália.

    E temos uma nova estirpe quase às “portas.”

RESPONDER

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …

Há 11 anos que não se consumia tanta eletricidade num só dia. A culpa é do frio

O país está a bater recordes de energia, tanto em termos de pico como de consumo diário. A culpa é da vaga de frio que assolou Portugal neste Inverno. O consumo de eletricidade bateu, na quarta-feira, …