Se as novas medidas não resultarem, Portugal pode chegar às 100 mortes diárias por covid-19

Alejandro Garcia / EPA

Caso as novas medidas do estado de emergência não surtam o efeito desejado, Portugal pode mesmo chegar às 100 mortes diárias por covid-19.

Tudo depende da capacidade de resposta dos cuidados intensivos e da adesão das pessoas às medidas de confinamento, sugere o professor e investigador do Departamento de Matemática do Instituto Superior Técnico (IST), Henrique Oliveira.

“Se as medidas deste ‘estado de emergência suave’ tiverem pouco efeito, podemos chegar às 100 mortes por dia. Se, a partir de agora, começarmos a sentir os efeitos das medidas adotadas, é possível chegar às 80 mortes por dia e depois começaremos a baixar”, disse o especialista em declarações ao jornal Público.

A preocupação é partilhada pela própria ministra da Saúde, Marta Temido, que disse esta sexta-feira que está “preocupada” com a letalidade da doença. O número diário de novos óbitos por covid-19 tem aumentado gradualmente nos últimos tempos. “Temos de perceber que não estamos livres de voltar a ter este tipo de pressão e este tipo de letalidade elevada nos próximos dias”, salientou Temido.

Henrique Oliveira concorda e diz que “é bem possível que a situação piore, sobretudo se as medidas não forem levadas muito a sério por parte da população”.

De momento, em Portugal, a letalidade fixa-se nos 1,7%, um valor bem abaixo dos 4,37% registados em junho. O especialista ouvido pelo Público saliente que isto verifica-se porque “a letalidade oficial da doença foi muito reduzida pela maior testagem”.

“A letalidade que a literatura mundial indica para Portugal é de 0,5% ou 0,6% e eu e a minha equipa estimamos que a taxa de letalidade real é ainda um pouco mais baixa, dado que o total oficial de contágios é muito menor do que o real”, realçou Henrique Oliveira, apontando até que o país já deve ter chegado aos 500 mil infetados.

“Há muitos assintomáticos e muitas pessoas com sintomas leves que não foram testadas e que nunca virão a ser testadas”, explicou.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A quantidade de óbitos por covid19 é muito grave e eu concordo, mas tem outro grupo de óbitos não covid que vai muito para além da média dos últimos anos, em períodos homólogos, e desses ninguém fala, são mais de 5 vezes os números atribuídos ao covid19.
    Porque motivos existem, qual a “pandemia” que os provoca, eu gostaria de saber sobre e da opinião dos peritos da “morte”.

    • Pandemia significa “surto de uma doença com distribuição geográfica internacional muito alargada e simultânea”. A Covid é uma pandemia, não tem cura, é altamente contagiosa e está a espalhar-se a um ritmo muito acelerado. Os outros óbitos não são causados por uma pandemia, mas sim por causas diversas, como acidentes, ataques cardíacos, doenças oncológicas e outras, que não sendo contagiosas não constituem risco para o resto da população. Esses óbitos continuam a existir e agora somam-se os óbitos provocados pela Covid. Está a perceber o problema?

      • Caro senhor professor doutor Fil, agradeço o esclarecimento pedagógico e o esforço que a isso se deveu, no entanto penso que não entendeu nada do meu comentário, passo a esclarecer:
        Quando aludi a “pandemia” coloquei a palavra entre aspas querendo dizer “suposta pandemia”.
        Deve estar informado que passou a notícia que, em relação ao período homólogo de Janeiro a Outubro dos últimos 4 anos, salvo erro, neste ano de 2020 já houve um acréscimo de óbitos de cerca de 15000 casos e nem todos estes casos são atribuídos ao surto de covid19, a maioria destes casos ACRESCIDOS de óbitos são devidos a outros factores, ao que eu entendi, serão “danos colaterais” ao surto do covid19, nem me atrevo a dizer a que danos colaterais se referiam para não haver mais mal entendidos.
        Dizer que a “covid” não tem cura assusta-me e vai contra o que os cientistas estão a labutar, mas é a sua opinião e eu respeito.
        Está a perceber o problema?
        Assim, agradeço muito a lição mas está, no meu entender, fora de contexto.

  2. O governo sabe que só fechando as escolas é que vai controlar a pandemia, não se percebe o porquê de não o fazer!
    Os adolescentes e pre-adolescentes podem ficar em casa a ter aulas online até isto estar minimamente controlado por isso não entendo o porquê de ainda não ter sido feito!

RESPONDER

Greve de fome de 470 pessoas em Bruxelas termina 60 dias depois

Em Bruxelas, mais de 470 pessoas deram por terminada uma greve de fome que durou dois meses. O governo belga disse que não pode ceder a chantagens e saudou a boa decisão. Nos últimos dois meses …

Estados Unidos anunciam novas sanções a Cuba. “É apenas o início”

Sanções dos Estados Unidos a Cuba têm como objetivo castigar “os indivíduos responsáveis pela opressão da população cubana”. Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, numa reação, fala em medidas "sem fundamento e caluniosas" e pede que …

Militantes do Chega acusados de agredir homossexual em Viseu

Militantes do Chega são acusados de terem agredido um homem homossexual no final da tarde de quarta-feira, na rua, em Viseu. Segundo informação avançada pelo Expresso, os agressores são afetos à candidatura do partido de …

Só Portugal e Lituânia é que ainda não têm 5G na União Europeia

Portugal e a Lituânia eram os dois países da União Europeia (UE) sem serviços de quinta geração (5G) no final de junho, de acordo com último relatório do Observatório Europeu para o 5G. "No final de …

Número três do Benfica suspeito de fraude fiscal

Os investigadores da Operação Saco Azul suspeitam que o Benfica desviou 1,4 milhões de euros, dos 1,8 milhões que pagou à empresa informática Questão Flexível. O semanário Expresso avança, na sua edição desta sexta-feira, que o …

OE2022: PCP já reuniu com o Governo, mas chuta discussões para pós-autárquicas. BE resgata propostas

O Governo já começa a apalpar terreno à esquerda para as negociações do Orçamento do Estado para 2022. O executivo reuniu com o PCP, mas o partido diz que só negoceia após as autárquicas. BE …

Harry Kane pode estar a caminho do Manchester City por 187 milhões de euros

A confirmar-se este valor, esta será a segunda maior transferência da história, superada apenas pela saída de Neymar do Barcelona para o PSG em 2017. Segundo avança o The Sun, Harry Kane está mesmo a caminho …

Benfica fez sondagem por Kaio Jorge

O jovem ponta-de-lança estará a ser cobiçado pelos italianos do AC Milan, mas os encarnados também não quiseram ficar para trás. De acordo com o jornal Record, o Benfica fez uma sondagem por Kaio Jorge, o …

Governo propõe que avós ou tios possam usufruir de licença parental

O Executivo propôs aos parceiros sociais que, quando a mãe ou o pai de uma criança estão impedidos de gozar a licença parental, os familiares diretos, como avós, tios ou irmãos, possam fazê-lo e receber …

"Jogo de passa-culpas". Detenção de Vieira abre guerra entre Novo Banco e Fundo de Resolução

O Novo Banco acusa o Fundo de Resolução pelo facto de a venda da dívida da Imosteps, empresa de Luís Filipe Vieira, não ter sido vendida isoladamente a um fundo. A detenção de Luís Filipe Vieira …