Porto Rico sobe de 64 para 2.975 número de mortos pelo furacão Maria

Joel Rouse / Wikimedia

Devastação causada pelo Furacão Maria em Great Carrot Bay, Porto Rico

O governador de Porto Rico elevou o balanço oficial de mortos na ilha pelo furacão Maria de 64 para 2.975, após um novo estudo encomendado pelo Governo, segundo o qual as mortes provocadas pela tempestade foram severamente subestimadas.

O estudo foi divulgado nesta terça-feira pelas autoridades de Porto Rico, um estado livre associado dos Estados Unidos.

O governador Ricardo Rosselló disse que está a criar uma comissão para implementar as recomendações do novo relatório. Será ainda criado um registo das pessoas mais vulneráveis em Porto Rico como os idosos, acamados ou pessoas que fazem hemodiálise, para realizar ações de prevenção em futuras tempestades ou furacões.

A nova estimativa de 2.975 mortos, divulgada seis meses depois de o furacão Maria ter devastado a ilha em setembro de 2017, foi feita por investigadores da Faculdade de Saúde Pública do Instituto Milken, na Universidade George Washington.

“Os resultados deste estudo sugerem que, tragicamente, o furacão Maria produziu um maior número de mortes em toda a ilha. Certos grupos – aqueles em áreas mais pobres e os mais idosos – enfrentaram os maiores riscos”, explicou Carlos Santos-Burgoa, investigador principal do Instituto Milken.

O furacão Maria, de categoria 4, terá provocado mais mortos do que o Katrina, que devastou em 2005 Nova Orleães, nos Estados Unidos, e que causou mais de 1.880 mortes. Mais de 80% das famílias em Porto Rico não tiveram acesso à rede elétrica durante os últimos três meses de 2017 e esta situação só foi totalmente resolvida já este ano.

O Governo de Porto Rico já havia dado um primeiro passo este mês para esclarecer esta questão polémica ao notificar, por carta, o Congresso norte-americano de um outro relatório sobre a recuperação da ilha após o furacão, que incluía um número atualizado de 1.427 mortes.

Inicialmente, apesar da insistência constante de académicos e outras organizações de que o número real de mortos era muito mais alto do que o inicialmente estimado, o facto é que tanto as autoridades da ilha quanto o Governo Federal em Washington repetidamente reduziram a intensidade das consequências da devastação do furacão.

Em outubro, durante uma visita a Porto Rico, Donald Trump disse que a passagem do furacão Maria não havia sido “uma verdadeira catástrofe” como a do furacão Katrina, destacando o baixo número de vítimas mortais (na altura, 64 era o número oficial de mortos).

Mesmo assim, Trump alertou que o orçamento federal ficará “desfasado” como resultado dos danos sérios e da necessidade de financiamento para a reconstrução de infraestrutura e serviços básicos na ilha.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …