Porto escolhido para acolher Agência do Medicamento (com críticas de Lisboa)

Rui Moreira / Facebook

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

No final da reunião do Conselho de Ministros, realizada esta quinta-feira, a ministra da Presidência anunciou a candidatura do Porto para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA). Mas as críticas vindas da capital, que chegou a ser a única candidata no processo, não tardaram a chegar.

Segundo o anúncio de Maria Manuel Leitão Marques, esta é a cidade portuguesa que “apresenta melhores condições para acolher a sede daquela instituição” e de acordo com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, também porque “está mais próxima do centro da Europa e do centro da Península (Ibérica)”.

Esta foi uma mudança de direção num processo que tem estado envolvido em polémica, depois de o Governo ter inicialmente decidido candidatar apenas Lisboa. Com o Norte a bater o pé, fonte oficial do Ministério da Saúde acabou por anunciar, em junho passado, que o processo de candidatura ia ser reaberto de forma a incluir também o Porto.

O Presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, já se mostrou satisfeito com a decisão do Governo. “Queria dar nota da minha satisfação por ter valido a pena levantar a voz. Queria saudar o Governo, o senhor primeiro-ministro e o ministro da Saúde que souberam em tempo olhar para o argumentário que o Porto tinha para apresentar e que apresentou”, afirmou nos Paços do Concelho aos jornalistas, citado pelo Diário de Notícias.

“Eu sei que muitas vezes voltar atrás nas decisões não é fácil, mas, quando assim é, devemos agradecer e salientar o mérito do Governo na decisão de reabrir um processo que parecia estar fechado”, disse ainda o autarca.

“Tudo faremos para que seja uma proposta ganhadora. Podemos apresentar uma candidatura musculada porque temos o trabalho feito. Agora temos de preparar uma grande candidatura para que isto não seja apenas uma questão nacional, para que se transforme numa opção vencedora a nível internacional, sabendo nós que há outras cidades muito fortes e outras grandes candidaturas”, declarou.

Medina diz que “processo não foi bem conduzido”

Numa entrevista ao DN e à TSF, que irá ser emitida no domingo, Fernando Medina não tem dúvidas de que esta mudança de planos se deve a uma “opção política”.

O autarca da capital refere que “Lisboa tem duas agências, o Porto não tem”, por isso, vê esta alteração “com naturalidade”. “Esperemos que seja uma candidatura forte, que seja para ganhar, que é o objetivo mais importante”, afirmou.

No entanto, deixa uma nota à forma como o executivo socialista gerou esta candidatura. “O processo não foi particularmente bem conduzido por parte do Governo. No início só havia uma escolha, que seria Lisboa, foi nesse contexto que se trabalhou. O Governo não se apercebeu de imediato que o Porto também reuniria as condições, apercebeu-se depois, neste momento”.

Funcionários da EMA queriam mudar-se para Lisboa

De acordo com o Expresso, o Presidente da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma) teve acesso aos resultados de um inquérito interno aos elementos da Agência Europeia do Medicamento e que a capital venceu nas preferências.

“Na semana passada, foi feito um inquérito interno e Lisboa saiu largamente vencedora comparativamente com Milão, Copenhaga, Lille e outras cidades concorrentes”, afirmou João Almeida Lopes ao semanário.

No entanto, apesar de ter confirmado a realização de vários inquéritos, o gabinete de comunicação da EMA afirmou ao jornal que “os resultados não foram publicados nem comunicados aos Estados-membros”.

Segundo o Expresso, os laboratórios desde sempre foram a favor da capital e a decisão tomada em Conselho de Ministros está agora a distanciá-los de fazer comentários. É o caso do diretor da Apifarma: “A nossa posição em defesa de Lisboa era clara mas a partir do momento em que o Governo tomou uma decisão não fazemos mais comentários”. Também o Infarmed explica que sendo “uma decisão política, não há comentários a fazer”.

“Lisboa teria mais hipóteses”

António Vaz Carneiro, diretor do Instituto de Medicina Baseada na Evidência, da Faculdade de Medicina de Lisboa, tem uma opinião diferente. Em declarações ao semanário, afirma que prefere a ‘cidade invicta’ porque é “a favor da descentralização” mas consegue admitir que Lisboa estava mais bem preparada.

O consultor acredita que “com Lisboa teríamos mais hipóteses” porque a cidade “tem muitos mais recursos por força do centralismo, o que dificulta o desenvolvimento mas que neste caso favorecia-a”.

“Tenho algumas dúvidas quanto ao acesso de deslocação de outros Estados-membros ao Porto, pois às vezes já temos viagens complicadas mesmo para Lisboa. Parece ter havido uma grande pressão do autarca do Porto”, afirma, por sua vez, João Goulão, que durante dois mandatos presidiu ao Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (uma das duas agências europeias com sede em Lisboa).

Além disso, o atual diretor do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências recorda que os parceiros internacionais do Observatório “gostam muito e Lisboa é um destino que a comunidade científica nesta área se habituou a frequentar“.

Portugal terá de comunicar oficialmente até 31 de julho a cidade candidata. A vencedora será conhecida em novembro, em Bruxelas. A Agência Europeia do Medicamento foi constituída em 1995 e vai sair do Reino Unido em 2019 por causa do Brexit.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É impressionante como os políticos portugueses mudam de opinião do dia para a noite.
    Ontem o Porto não reunia as condições necessárias. Hoje passou a ser a cidade em Portugal com as melhores condições.
    O – passou a +.
    Serão os nossos politicos gente intrinsecamente desonesta? ou já sabem que a agencia não vem para Portugal?

    • Já fizeram isso numa escala pior, quando disseram que o aeroporto seria na OTA, com estudos fundamentados…

      E sim, a eles sabem que não vem para Portugal. É uma forma (mais uma) de passar a mão no pelo dos patéticos portugueses. Este governo gere muito bem este tipo de passagens de mão no pelo…

  2. Claro que não vem para Portugal a não ser que seja para mamar na grande teta portuguesa. Podiam ter aproveitado e ter escolhido uma cidade do interior, mas o interior só serve para arder e depois virem uns poucos viver ás contas dos peditórios de solidariedade

RESPONDER

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …

Invocando Sá Carneiro, Miguel Albuquerque também defende diálogo entre PSD e Chega

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu que o PSD deve dialogar com vários partidos, incluindo o Chega de André Ventura. Depois de Rui Rio admitir em entrevista à RTP que poderá vir …

Sobe para 18 o número de mortos no acidente de avião na Índia

As autoridades indianas atualizara para 18 o número de mortes no acidente com o avião da Air India Express, que voava do Dubai para Kozhikode, no sul da Índia, e que se partiu em dois …