Polícias em protesto em Braga, Porto e Lisboa. Esperam um sinal de apoio de Marcelo

José Sena Goulão / Lusa

Elementos da PSP e da GNR realizam esta terça-feira protestos em simultâneo em Braga, Lisboa e Faro, numa ação convocada pelos sindicatos, enquanto o Movimento Zero (M0) inicia uma vigília nos aeroportos portugueses.

Organizadas por sete sindicatos da PSP e pela Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR), as concentrações vão acontecer em frente do estádio de Braga, onde vai decorrer a ‘Final Four’ da Taça da Liga em futebol, junto do Ministério das Finanças, em Lisboa, e no jardim Manuel Bívar, em Faro.

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícias (ASPP/PSP), Paulo Rodrigues, disse à agência Lusa que o protesto “terá mais força em Braga”, onde, além da concentração, um grupo de cerca de 20 polícias vai entrar no estádio juntamente com os restantes adeptos e estender uma faixa que terá a inscrição “Polícias exigem respeito”.

Na concentração em Lisboa, que vai decorrer a partir das 16:00, os elementos das forças de segurança pretendem entregar no Ministério das Finanças um documento, no qual explicam as reivindicações e solicitam “uma vez mais” a resolução dos problemas.

Sem o apoio dos sindicatos, o M0, um movimento social inorgânico criado em maio de 2019 por elementos da PSP e da GNR e bastante visível na última manifestação de forças de segurança, em novembro de 2019, vai realizar a partir das 10:00 vigílias em todos os aeroportos portugueses, num protesto que deverá estender-se por vários dias.

Na segunda-feira, a PSP indicou à Lusa que não foram recebidos pedidos de autorização para a realização de concentrações nas zonas dos aeroportos, nomeadamente acessos, estacionamentos e interior destas infraestruturas.

Através das redes sociais, o Movimento Zero está a apelar para a participação dos polícias e civis e a divulgar os cartazes que devem ser levados para a concentração nos aeroportos, sublinhando que “o comportamento exemplar é marca registada do M0″.

O M0 está ainda a pedir aos polícias para levarem um bem alimentar ou um brinquedo para depois serem “doados aos mais carenciados”.

Entre as reivindicações na base dos protestos estão o pagamento do subsídio de risco, atualização salarial e dos suplementos remuneratórios, criação de legislação relacionada com higiene e saúde, aumento do efetivo e mais e melhor equipamento de proteção.

Polícias esperam um sinal de apoio de Marcelo

Em entrevista ao semanário Expresso, Paulo Rodrigues deixa claro que o protesto desta segunda-feira é contra o Governo, dizendo ainda que as forças de segurança esperam um sinal de apoio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

“[O protesto dos polícias] é contra o Governo. Pois este comprometeu-se com um conjunto de soluções mas que não foram cumpridas. O senhor primeiro-ministro António Costa tem grande responsabilidade no que se passa já que estas medidas foram faladas na última campanha eleitoral. E o próprio Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que agora iria ser o momento das forças de segurança”.

“Marcelo Rebelo de Sousa fez umas declarações sobre este ser o momento das forças de segurança na altura da atualização salarial e o estatuto dos juízes e da Polícia Judiciária. Gostaríamos que o senhor Presidente da República dissesse agora que este é o momento das forças de segurança. E que tivesse uma palavra de apreço sobre o papel dos polícias e se mostrasse solidário pela nossa luta. Tenho esperança que ele fale sobre o assunto”.

Paulo Rodrigues disse que um eventual sinal do Chefe de Estado seria “um sinal de grande apoio e cairia muito bem entre os profissionais (…) Perceberíamos que a nossa mensagem estaria a ser escutada pelo Presidente. E pelo menos não nos sentíamos completamente abandonados. Este é o sentimento dos polícias em relação ao poder político”.

Na mesma entrevista, o presidente da ASPP/PSP lamentou ainda que o ministro das Finanças, Mário Centeno, não tenha por hábito receber sindicatos. “Tenho dúvidas [de que nos receba no ministério]. Até porque ele nunca o fez. Não tem por norma receber os sindicatos. O que é mau. Porque lhe poderíamos explicar em primeira mão aquilo que nos vai na alma. E talvez ele percebesse melhor qual o sentimento atual das polícias. E esse sentimento é de responsabilidade”, disse.

“Não queremos que daqui a dois ou três anos, caso o país esteja numa situação de insegurança e de maior criminalidade, ficarmos com a responsabilidade de não ter alertado o Governo. E queremos mostrar aos cidadãos que fizemos tudo para alertar o poder político”, acrescentou Paulo Rodrigues.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ator francês Dieudonné banido do Facebook por comentários antissemitas

O ator francês foi banido definitivamente do Facebook e do Instagram por causa dos comentários sobre as vítimas do Holocausto marcados por termos e expressões "desumanizantes contra os judeus". O anúncio do afastamento permanente de Dieudonné …

Última temporada de "La Casa de Papel" terá filmagens em Portugal

A rodagem da quinta temporada da série espanhola "La Casa de Papel", de Álex Pina, começa esta segunda-feira e terá filmagens em Portugal, revelou a plataforma Netflix. Em comunicado, na última sexta-feira, a Netflix explica que …

Janelas com vista para o Espaço. Virgin Galactic revela interior de nave espacial para turistas

A Virgin Galactic acaba de revelar o luxuoso design do interior da cabine do primeiro veículo SpaceshipTwo - o VSS Unity - que permitirá a astronautas e entusiastas explorar o Espaço com conforto. A Virgin Galactic, …

Irão garante ter detido líder de "grupo terrorista" dos EUA

Este sábado, o Irão anunciou a detenção do líder de um "grupo terrorista" norte-americano alegadamente responsável por um bombardeamento mortal, em 2008, numa mesquita da cidade de Shiraz, entre outros ataques. "Jamshid Sharmahd, líder do grupo …

Engenheiro reconstrói máquina que decifrou os códigos alemães Enigma na II Guerra Mundial

Hal Evans construiu a primeira réplica funcional de um ciclómetro: uma máquina construída no início da década de 1930 (e usada na II Guerra Mundial) por matemáticos polacos para ajudar a decifrar as mensagens secretas …

Governo britânico paga metade da conta para atrair clientes aos restaurantes

A medida para fazer os britânicos regressar aos restaurantes e, assim, ajudar o setor, que foi um dos mais afetados pela pandemia de covid-19, começa esta segunda-feira e vai prolongar-se até ao fim de agosto. De …

Revelados os segredos originais do "Cordeiro Místico"

Uma equipa de cientistas belgas e norte-americanos radiografou a pintura A Adoração do Cordeiro Místico para descobrir como era a obra de arte flamenga, pintada pelos irmãos Hubert e Jan Van Eyck, quando foi concluída, em …

Trump abre a porta à compra do TikTok pela Microsoft

A rede social deve ser vendida até 15 de setembro para se manter em operação nos Estados Unidos, disse, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano. Depois de, na sexta-feira, ter anunciado que iria proibir a TikTok nos …

Egito convida Musk a verificar pessoalmente que as pirâmides não foram construídas por alienígenas

O Egito convidou o multimilionário Elon Musk a verificar pessoalmente que as míticas pirâmides do país não foram construídas por alienígenas, ao contrário do que sugeriu o CEO da Tesla e da SpaceX na rede …

Pinto da Costa diz que renovação de Sérgio Conceição está para breve

O presidente do FC Porto afirmou que a renovação do treinador, que conquistou a dobradinha esta época, está para breve. "Não é urgente, porque temos um ano para a fazer, mas espero fazê-la em breve", afirmou …