Polícia alemã prende “avó nazi” que estava foragida

ursula-haverbeck.info

Ursula Haverbeck

A polícia alemã localizou e prendeu esta segunda-feira Ursula Haverbeck, figura do negacionismo alemão, de 88 anos de idade, conhecida como a “avó nazi”.

Segundo a agência AFP, a famosa “avó nazi”, Ursula Haverbeck, foi detida esta segunda-feira depois depois de não se ter apresentado para cumprir a pena de prisão de 2 anos a que tinha sido sentenciada.

A condenada não compareceu, no fim do prazo legal para iniciar a sua pena de prisão, pelo que o gabinete do procurador de Verden emitiu um mandado de prisão, no dia 4 de maio”, tinha a Procuradoria adiantado em comunicado antes do anúncio da prisão.

Segundo a agência de notícias DPA, a idosa foi localizada esta segunda-feira na sua residência em Vlotho, tendo sido detida e levada imediatamente para a prisão. Haverbeck, condenada oito vezes por declarações negacionistas, deverá cumprir uma pena total de dois anos de prisão. Deveria ter-se apresentado para ser presa no dia 23 de abril.

A última sentença Haverbeck, de seis meses de prisão, foi pronunciada em outubro passado, após ter sido punida por ter declarado em janeiro de 2016 que “o genocídio de judeus pelos nazis não existiu” e que “nunca houve câmaras de gás em Auschwitz“.

Ursula Haverbeck, que não passou até agora um único dia detida, foi também condenada em 2015 por ter dito que “o Holocausto foi a maior mentira da história“. No seu site oficial, apresenta-se como “representante do revisionismo histórico” e orgulha-se de ser uma “intrépida combatente pela verdade”.

A “avó nazi” foi casada com Werner Georg Haverbeck, militante de extrema-direita que morreu em 1999, com o qual terá fundado um estabelecimento de ensino conhecido como um “covil de negacionistas”, que foi banido em 2008.

Cerca de 1,1 milhões de pessoas, entre os quais um milhão de judeus, morreram entre 1940 e 1945 no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau. No total, seis milhões de judeus foram exterminados pelos nazis durante a II Guerra Mundial.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Venho apresentar um comentário, uma questão de pormenor. Já não é a primeira vez que leio aqui no ZAP a palavra “nazista”. Nas primeiras vezes julguei tratar-se de alguém brasileiro que redigia as notícias ou elas eram compradas a algum órgão noticioso brasileiro e expostas aqui tal qual foram redigidas. Mesmo assim, seja essa a realidade ou outra, alerto para a inexistência desse termo em Português europeu. A palavra correcta é Nazi, a exemplo: actividades nazis, exterminados pelos nazis, política nazi, ideologias nazis, etc. Fica o reparo para futuras edições e referências, já basta o atropelo feito pela maioria das disposições do Acordo ortográfico, onde esta palavra por acaso se mantém como sempre foi.

Estrutura do Montepio é "insustentável a prazo". Reestruturação avança em Outubro

O Banco Montepio vai avançar com uma reestruturação em Outubro. Para já, ainda não se sabe quantos funcionários deverão deixar a instituição, mas é certo que a actual estrutura é "insustentável a prazo". Nas reuniões do …

Enquanto estava em coma, bens de Navalny foram congelados pela justiça russa

Oficiais de justiça russos congelaram as contas e uma parte do apartamento do opositor ao governo Alexei Navalny quando este permanecia em coma após um presumível envenenamento no final de agosto, indicou esta quinta-feira a …

Mais cinco mortes e 899 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta sexta-feira, mais cinco mortes e 899 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quinta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

Governo de Bolsonaro bate recorde de aprovação durante a pandemia

A aprovação do Governo brasileiro, presidido por Jair Bolsonaro, subiu para 40%, a maior percentagem desde o início do seu mandato, iniciado em janeiro de 2019, segundo uma sondagem do Instituto Ibope divulgada na quinta-feira. A …

Número de casos baixa nos EUA. Na Bélgica, deixa de ser obrigatório usar máscara na rua

A pandemia tem assolado toda a população mundial, mas há países que têm sofrido mais com o aumento de número de infetados e com mortes. Apesar de serem um dos países mais afetados, os EUA …

Seis enfermeiros infetados e cirurgias canceladas no hospital de Beja

O hospital de Beja detetou esta quinta-feira seis enfermeiros do bloco operatório infetados com Covid-19 e cancelou algumas cirurgias programadas por questões de segurança, disse à agência Lusa a presidente da Unidade Local de Saúde …

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …

Jovem de 23 anos morre baleada em ação da PSP. Polícias vão alegar legítima defesa

Uma jovem de 23 anos morreu, na madrugada de quinta-feira, na sequência de ferimentos causados por uma arma de fogo, após uma intervenção policial em São João da Madeira. A mulher, de 23 anos, morreu na …

PS recua nas petições e propõe 7.500 assinaturas para ultrapassar veto de Marcelo

O PS vai avançar com uma proposta de alteração que coloca nos 7.500 o número de assinaturas necessário para que uma petição seja discutida na Assembleia da República.  O objetivo do PS é contornar o veto …