PNR apaga muro grafitado pelo Bloco de Esquerda

(cv) SIC Notícias

O líder do partido, José Pinto Coelho

O Partido Nacional Renovador (PNR) pintou esta segunda-feira, numa ação de campanha, um mural que tinha sido grafitado pelo Bloco de Esquerda na fachada do Instituto Superior Técnico (IST), em Lisboa.

O muro em causa foi pintado pelos bloquistas na passada quarta-feira e registado em fotografia, onde era possível ver a deputada Mariana Mortágua. Apesar de a iniciativa ter sido amplamente criticada – o presidente do IST acusou mesmo o Bloco de Esquerda de “vandalização” -, o mural pintado não é ilegal, segundo a lei.

Defendendo que o Bloco de Esquerda tinha cometido um um ato “selvagem” e “ilegal“, o líder do PNR, José Pinto Coelho, acompanhado por outros dirigentes do partido, apagou esta segunda-feira o mural, eliminando a mensagem dos bloquistas.

“A universidade não é o acampamento de verão do Bloco de Esquerda. Viemos repor a legalidade. Hoje o PNR dá mais um exemplo de cidadania ao contrário dos deputados do Bloco de Esquerda que estiveram aqui e foram coniventes com esta pintura”, disse o vice-presidente do partido, João Pais do Amaral, num vídeo partilhado no Facebook.

Tal como observa a SIC Notícias e a Sábado, o mural pintado pelo Bloco é considerado propaganda eleitoral e, por isso, a sua destruição é punível por lei. Escreve a revista que os responsáveis partidários podem mesmo ser condenados a multa ou a pena de prisão até um ano.

Um graffiti feito hoje, nos muros do Instituto Superior Técnico, por autores (pouco) anónimos. Será que a vandalização de património público consta no programa do Bloco de Esquerda?

Publicado por Arlindo L. Oliveira em Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Durante a ação de campanha do PNR, um grupo de estudantes reuniu-se em protesto, gritando “Abril sempre, fascismo nunca mais“, de acordo com a SIC Notícias. “O que vocês fizeram aqui foi uma censura ilegal”, disse um dos jovens.

Segundo a mesma estação televisiva, os ânimos exaltaram-se e foi necessária a intervenção da PSP que identificou o presidente e vice-presidente do partido, tendo ainda apreendido as latas de tinta e os materiais utilizados para apagar o mural.

O que diz a lei

Tal como explica a Sábado, que cita a Comissão Nacional de Eleições (CNE) e a Lei Eleitoral da Assembleia da República (LEAR), o mural do Bloco de Esquerda é legal e a sua destruição pode mesmo ser punida por lei.

Os murais públicos são permitidos desde que não sejam grafitados em:”monumentos nacionais, edifícios religiosos, sedes de órgãos de soberania, de regiões autónomas ou de autarquias locais, tal como em sinais de trânsito, placas de sinalização rodoviária, interior de quaisquer repartições ou edifícios públicos ou franqueados ao público (…)”, escreve a revista, citando um parecer da CNE.

A Lei Eleitoral da AR frisa que a violação de qualquer meio de campanha, onde se inclui este mural, pode ser punível do lei. De acordo com a LEAR, a violação de um qualquer meio de campanha é punível por lei.

Quem roubar, furtar, destruir, rasgar, desfigurar ou por qualquer forma inutilizar ou tornar inelegível, no todo ou em parte, material de propaganda eleitoral ou colocar por cima dele qualquer outro material é punido com pena de prisão até 1 ano ou pena de multa até 120 dias”, dita o artigo 39.º, citado pela Sábado.

ZAP ZAP //

 

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O PNR fez serviço público ao apagar aquela propaganda sexista e socialista, pura demagogia e populismo expressa por vandalismo, em sintonia com o modus operandi de muitos bloquistas.
    Ora, se o próprio presidente do IST chama aquilo de ‘vandalização’, pressupõe-se que não tinham autorização. E, assim, como é que é legal? Deve estar a falhar-me qualquer coisa.
    Sei é que, se fosse o PNR a pintar o muro com propaganda eram chamados de vândalos, como foi o contrário, lá arranjaram maneira de os continuar a chamar de vândalos, mas desta feita por limparem a parede.

RESPONDER

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) está, esta terça-feira, a fazer buscas na Câmara Municipal de Lisboa, nas instalações do departamento de gestão urbanística, situadas no Campo Grande, e nos Paços do Concelho. Ao que o jornal online …

Portugal regista mais 424 casos e cinco óbitos por covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais cinco mortes e 424 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

Ministro reconhece que retoma do Ensino Superior tem de ser "gradual"

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior considerou, esta segunda-feira, que a retoma das atividades letivas tem de ser feita de forma “gradual e faseada”, mas mostrou-se satisfeito com a responsabilidade demonstrada por docentes …

Apenas uma em cada 500 pessoas foram vacinadas nos países pobres. Greta Thunberg apoia vacinação equitativa com 100 mil euros

Apenas uma em cada 500 pessoas, em média, foi vacinada contra a covid-19 nos países pobres, enquanto nos ricos uma em cada quatro já está parcial ou totalmente imunizada, revelou esta segunda-feira a Organização Mundial …

Mário Soares vai dar nome a uma rua na Covilhã

O antigo Presidente da República Mário Soares vai dar nome a uma das ruas da Covilhã, numa homenagem que integra as comemorações do 25 de Abril naquela cidade do distrito de Castelo Branco. O programa preparado …

"Estava em segredo". Comissão de inquérito abre investigação à divulgação do relatório secreto de Costa Pinto

A Comissão Parlamentar de Inquérito ao Novo Banco abriu esta terça-feira uma investigação sumária à divulgação do chamado “Relatório Costa Pinto”. A notícia é avançada esta terça-feira pelo jornal online Observador, o mesmo órgão de comunicação …

Cheias em Luanda fazem 14 mortos e mais de 8 mil desalojados

As chuvas torrenciais que esta segunda-feira provocaram o caos em Luanda, deixaram 14 mortos e mais de oito mil pessoas desalojadas, segundo dados transmitidos esta noite pelo porta-voz do serviço de protecção civil e bombeiros. Faustino …

De Ronaldo a Félix. Seleção pode perder oito jogadores com a Superliga

Se a Superliga Europeia avançar, assim como as ameaças da UEFA, a seleção das quinas poderia ficar sem oito jogadores, tendo em conta a última convocatória para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial 2022. A …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Franceses com passe para poder viajar. Grécia já recebe estrangeiros vacinados ou testados

Numa altura em que vários países já fazem planos de abertura ao turismo, como é o caso de França e Grécia, há outros que ainda se mostram com receio de avançar. Em Itália o número …