Salvator Mundi, a pintura milionária de Da Vinci, está desaparecida

Justin Lane / EPA

“Salvator Mundi”, de Leonardo da Vinci, foi vendido no leilão Christie’s em novembro

Onde está Salvator Mundi? A pintura de Leonardo Da Vinci, a mais valiosa alguma vez vendida em leilão (mais de 450 milhões de dólares), desapareceu há seis meses do Louvre Abu Dhabi e, desde então, ninguém sabe do seu paradeiro. 

Funcionários da filial do Museu do Louvre, nos Emirados Árabes Unidos, confessaram este domingo que não sabem onde está Salvator Mundi, a pintura de da Vinci, que foi comprada por mais de 450 milhões de dólares e foi lhes foi cedida para exposição.

Em comunicado confidencial ao The New York Times, funcionários do Louvre em Abu Dhabi revelaram que “não têm conhecimento do paradeiro da pintura“, para a qual estava agendada uma exposição em setembro passado, mas que acabou por ser cancelada sem qualquer explicação. De acordo com o jornal norte-americano, a Secretaria da Cultura e do Turismo de Abu Dhabi recusa-se a comentar o assunto.

A publicação do diário sugere que a pintura possa estar na posse do seu dono, o príncipe saudita Badr bin Abdullah bin Mohammed bin Farhan Al Saud. Fonte ouvida pelo NYT afirma que a pintura foi levada para a Europa depois da compra.

Diane Modestini, professora do Instituto de Belas Artes de Nova Iorque, que trabalhou na restauração da tela atribuída Da Vinci, confirmou que havia uma encomenda para um estudo da obra, a ser realizado em Zurique, mas que acabou por ser cancelada.

No ano em que se assinala o 500.º aniversário da morte do ícone do Renascimento, uma das suas escassas obras encontra-se desaparecida. O desaparecimento de Salvator Mundi reacendeu a velha polémica sobre a sua autenticidade, havendo quem sustente que o novo proprietário teme o escrutínio do público, nota ainda o NYT.

É trágico“, lamenta Dianne Modestini. “Privar os amantes de arte e todos os que de alguma forma são tocados por esta pintura de uma obra-prima de tamanha raridade é profundamente injusto”, considera ainda a professora sobre o desapreciamento da obra.

Pintada a óleo em meados de 1500 para o rei francês Luís XII, a obra de Da Vinci, de 45 x 66 centímetros, retrata Jesus vestido com uma túnica renascentista que faz com uma mão um gestão de bênção, enquanto segura na outra mão uma esfera de cristal. O quadro é também muitas vezes mencionado como “uma espécie de versão religiosa de Mona Lisa”.

Em 2017, foi comprado por 450,3 milhões de dólares (401 milhões de euros) pelo príncipe saudita, ficado rotulado como “a obra de arte mais cara do mundo”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …