Os pilotos do avião da Ethiopian Airlines seguiram o protocolo de emergência da Boeing antes de se despenharem

STR / EPA

Os pilotos do voo ET302 da Ethiopian Airlines, que no mês passado caiu poucos minutos depois de descolar de Addis Ababa, na Etiópia, matando 157 pessoas, terão seguido o protocolo de emergência da Boeing para o 737 MAX 8.

Porém, não conseguiram recuperar o controlo da aeronave, conta o The Wall Street Journal. O jornal dos EUA, citando fontes familiarizadas com a investigação, diz que os oficiais de voo apagaram o sistema de estabilização automática (MCAS) quando perceberam que isso fez com que o avião baixasse o nariz depois de descolar.

Além disso, o jornal especifica que os pilotos usaram um manual para tentar estabilizar o controlo da máquina, mas quando perceberam que a tentativa não dava o resultado esperado, reativaram o MCAS. Ao fazer isso, a aeronave continuou a curvar-se para o seu ângulo de ataque.

Espera-se que o relatório oficial preliminar sobre o incidente do ET302 seja publicado antes da próxima quarta-feira, quando se cumprirem 30 dias do acidente de avião.

No passado 10 de março, o voo ET302 da Ethiopian Airlines, um Boeing 737 MAX 8 que tinha como destino Nairobi, no Quénia, caiu perto Bishoftu apenas seis minutos depois da descolagem do Aeroporto Internacional de Bole, em Adis Abeba, a capital do país. No incidente, morreram as 157 pessoas a bordo, de 33 nacionalidades diferentes.

Três dias depois, a Federal Aviation Administration informou que houve “algumas semelhanças” entre o acidente da Etiópia e aconteceu com outro Boeing 737 MAX 8 em outubro passado na costa da Indonésia, que tirou a vida de 189 pessoas ao cair 13 minutos depois de decolar de Jacarta.

Após estes incidentes, vários países da União Europeia e da América Latina, bem como os EUA, China, Coreia do Sul, Austrália, Turquia e Índia, entre outros países, deixaram em terra e fecharam o seu espaço aéreo aos aparelhos deste modelo da Boeing. Tudo isto causou uma queda significativa no valor do mercado de ações da empresa aeronáutica, que decidiu suspender as entregas do 737 MAX.

Na semana passada, a Boeing apresentou uma alteração do software e do treino para pilotos do 737 MAX, de forma a restabelecer a confiança neste modelo após dois acidentes que fizeram um total de 346 mortos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Barack Obama: "Taxem os ricos, como eu," para financiar proposta de Biden

Apelo está relacionado com a aprovação de um grande plano legislativo proposto por Joe Biden e que deverá ser negociado nas duas câmaras do Congresso norte-americano ao longo das próximas semanas. Numa semana decisiva da governação …

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …