Picasso foi acusado de roubar Mona Lisa (e mentiu em tribunal)

Em 1911, a Mona Lisa foi roubada no Museu do Louvre. Era segunda-feira – o museu estava fechado e a segurança era mínima – e o ladrão teria passado o fim de semana a planear o assalto, escondido num armário do museu.

Na época, a segurança no Louvre era péssima. Havia menos de 150 seguranças encarregados de guardar 250 mil artefactos, e nenhuma das pinturas estava pregada nas paredes. De acordo com o Artsy, “meses antes do assalto, um repórter francês passou a noite num sarcófago do Louvre para expor a insignificante vigilância do museu”.

Após o desaparecimento da pintura, as fronteiras da França foram fechadas, com as autoridades a examinar todos os veículos que cruzavam a fronteira este do país. A cobertura dos media espalhou-se pelo mundo, transformando a pintura pouco conhecida num nome familiar.

O Paris-Journal ofereceu 50 mil francos pelo retorno da pintura. Surgiu, então, uma dica sobre um ladrão de arte que fez com que a polícia voltasse a sua atenção para um dos jovens artistas mais promissores do país: Pablo Picasso.

Picasso, que se mudara para Paris uma década antes, vivia com um grupo de boémios chamado de “bande de Picasso”. Entre eles, estava o poeta e escritor Guillaume Apollinaire, cujo ex-secretário era Joseph Géry Pieret, um homem belga de moral questionável.

Pouco depois de a Mona Lisa ter sido roubada, Pieret – atraído pela possibilidade de receber uma recompensa em dinheiro – entrou no escritório do jornal Paris-Journal e alegou que já tinha levado obras de arte do Louvre e as entregara a “amigos”.

E era verdade. Em 1907, Pieret tiha roubado pelo menos duas esculturas ibéricas feitas no século III ou IV a.C e vendeu-as a Picasso, que lhe pagou 50 francos por peça. Além disso, Pieret também roubou uma peça semelhante do Louvre em 1911 e colocou-a na lareira da casa de Apollinaire.

A polícia leu sobre as façanhas de Pieret com grande interesse. As autoridades acreditavam que as pessoas que possuíam estas esculturas poderiam também ter a Mona Lisa – e não foi difícil descobrir quem eram os amigos do ladrão.

Percebendo que estavam em apuros, Picasso e Apollinaire empacotaram as esculturas ibéricas e fugiram no meio da noite com um plano: deitar as obras de arte no rio Sena. Mas quando os dois artistas chegaram à água, não conseguiram.

Em vez disso, Apollinaire visitou o Paris-Journal na manhã seguinte, onde deixou as estátuas e exigiu que o jornal lhe desse anonimato. O jornal concordou até as autoridades entrarem em cena.

Dias depois da visita de Apollinaire ao jornal, a polícia deteve-o. No início de setembro, Picasso foi condenado a comparecer perante um magistrado. Quando lhe perguntaram se conhecia Apollinaire, o pintor mentiu. “Nunca vi este homem”, respondeu ele.

Recordando os acontecimentos, Picasso disse: “Eu vi a expressão de Guillaume alterada. O sangue desapareceu de seu rosto. Ainda estou envergonhado”. Enquanto o processo continuava, Picasso chorou.

Embora ambos os homens tivessem realmente arte roubada, o juiz determinou que a situação não tinha nada a ver com o desaparecimento do quadro da Mona Lisa e decidiu deixar o caso.

Dois anos depois, os dois homens seriam ilibados do crime, quando a polícia descobriu que a pintura tinha sido roubada por Vincenzo Peruggia, um artista italiano que trabalhava no Louvre.

PARTILHAR

RESPONDER

Novo primeiro-ministro belga nomeado após 16 meses de crise política

O atual ministro das Finanças da Bélgica, Alexander de Croo, toma posse esta quinta-feira como primeiro-ministro, depois de ter sido na quarta-feira formalmente nomeado para o cargo, pondo fim a uma longa maratona de 16 …

Cortes de água, luz, gás e telecomunicações regressam esta quinta-feira

A partir desta quinta-feira, regressam os cortes de água, eletricidade, gás natural e telecomunicações para todos os consumidores em situação de desemprego, com uma quebra de rendimentos de, pelo menos, 20% ou que estejam infetados …

Moderna contradiz Trump. Não haverá vacina até às eleições

O diretor-executivo da farmacêutica Moderna Therapeutics, que está a desenvolver uma das mais avançadas vacinas para a covid-19, disse que esta não estará pronta até às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em declarações ao jornal Financial …

Brigadas dos lares arrancam com menos profissionais do que o previsto

As Brigadas de intervenção Rápida para os lares atingidos por surtos de covid-19 arrancam esta quinta-feira - mas há menos enfermeiros e cuidadores do que o previsto. Em declarações à Renascença, o presidente do Instituto da …

PS segue PSD e propõe voto antecipado para eleitores em confinamento

O Partido Socialista (PS) decidiu juntar-se ao Partido Social Democrata (PSD) na ideia de alargar o direito de voto antecipado aos eleitores que estejam em confinamento à data das próximas eleições presidenciais. De acordo com o …

Santos Silva assume "contactos" para reforço dos EUA da base das Lajes (e desdramatiza eventual crise política)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse, em entrevista ao Público e à Renascença, que há "contactos" com os Estados Unidos para reforço norte-americano da base das Lajes e desdramatizou a aprovação do Orçamento …

3.800 euros por mês. Genebra aprova o primeiro salário mínimo (e é o mais alto do mundo)

Os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram, este domingo, a proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços por hora (equivalente a cerca de 21,30 euros) para todos os que trabalham na cidade. De acordo …

No day after do debate caótico, Biden pede regras rígidas e Trump queixa-se do moderador

O debate caótico entre Donald Trump e Joe Biden motivou críticas generalizadas que suscitam dúvidas sobre se será de manter os outros dois debates ou se, mantendo-os, será necessário alterar as regras. Um dia após a …

OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um "compromisso escrito", adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, …

Covid-19. Hospitais da região de Lisboa pedem camas uns aos outros

Os hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo continuam a bater à porta uns dos outros a pedir camas para internar doentes com covid-19. Segundo a edição desta quinta-feira do jornal Público, os …